Mapa Meu - Travel Experiences Lda
+351 917 434 117

À descoberta dos Balcãs

Detalhes da Viagem

  • Albânia, Bósnia, Croácia, Kosovo, Montenegro
  • Cultural, Montanha
  • 29 Jun, 2019 - 12 Jul, 2019
  • 14 dias / 13 noites
  • 1240€ / pessoa
  • 4 - 7 pessoas
  • + 16
Google+LinkedIn

Destaques

Sê parte da forma intensa e alegre com que os locais vivem o dia-a-dia!

Explora locais bem distintos nos vários países, todos classificados como Património Mundial da UNESCO!

Faz um trekking nos ainda pouco explorados Alpes Albaneses!

Vem navegar naquela que é considerada uma das viagens de ferry mais belas do mundo!

Aventura-te em modo rafting no rio Tara, penetrando num dos maiores canyon’s da Europa!

A Experiência

Bósnia-Herzegovina, Croácia, Montenegro, Albânia e Kosovo, são 5 países muito diferentes e com um diversidade cultural e religiosa bem presente e distinta, situados em pleno Leste Europeu. Com uma natureza exuberante e cultura efervescente, a zona dos Balcãs – como é conhecida esta região – oferece-nos infindáveis possibilidades. Esta é uma viagem pensada para amantes de natureza, aventura e património cultural! São 14 dias repletos de emoção, contagiados pela alegre e intensa forma de viver deste povo que tanto sofreu nos trágicos anos 90. Uma viagem feita de memória.

Itinerário

1
Dia 1 | Origem - Sarajevo
Espalhada ao longo de várias colinas e conhecida por “pequena Istambul”, a cidade que sofreu tragicamente o maior cerco nos tempos modernos, a respeitosa e admirável Sarajevo dá-nos as boas vindas !

Dependendo da hora da tua chegada e depois do check-in, certamente a fome apertará pelo que sem demoras juntamo-nos para nos conhecermos melhor e falar um pouco da aventura que teremos pela frente, acompanhados por uma qualquer iguaria típica dos Balcãs! Se houver tempo, escolhemos um dos muitos pontos altos nas colinas que rodeiam Sarajevo, para levarmos connosco uma extensa memória visual desta intensa cidade para o resto da viagem, aguçando ainda mais o apetite de aqui voltar antes do fim da nossa aventura.
Hotel
2
Dia 2 | Sarajevo - Mostar
Partimos em direcção a Mostar, entrando a fundo na Bósnia-Herzegovina. Atravessada pelo rio Neretva, Mostar foi uma das cidades mais massacradas durante a guerra nos anos 90. À chegada reparamos logo na intensa mas pacífica vivência religiosa e no ponto mais alto dos seus locais mais religiosos que competem entre si em altura. Hoje, dedicamo-nos ao centro da cidade onde percorremos várias ruas e bairros sempre acompanhados de algumas curiosidades acerca da guerra e divisões étnicas ainda existentes por aqui. Observaremos continuamente fortes vestígios dos violentos combates, assim como a chamada “sniper tower”. Ao longe, de um outro ponto, a famosa ponte de Mostar, que nos dará chances de belas fotografias! Aproximamo-nos do centro histórico. Com muita sorte poderemos ver algum jovem mostrando a sua “raça” saltando da ponte.

Sugiro de seguida subir ao topo do minarete de uma mesquita para termos uma visão única desta cidade! A noite embala-nos num qualquer restaurante!
Hotel
3
Dia 3 | Mostar
O dia será passado nos arredores de Mostar. Começamos por Blagaj, um mítico mosteiro sufista incrustado em plena montanha. Ao seu lado o rio Buna, irrompe com uma força brutal do interior da montanha. Ainda de manhã seguimos para Pocitelj, uma histórica e bem conservada aldeia de origem Otomana. Aqui, as casinhas e ruelas em pedra convivem com uma vista sobre o Rio Neretva de fazer inveja. Vamos então usufruir desta vista aconchegando o estômago com um bom pic-nic.

Depois do almoço ao ar livre, que tal uma tarde passada nas cascatas chamadas de “mini-Iguaçu” da Europa? Alcunhadas assim devido à frondosa vegetação, as cascatas de Kravice forçam-nos a um mergulho refrescante. Vais resistir?

Já depois de regressar a Mostar convido-vos a juntarem-se a mim num restaurante bem junto à ponte “Stari Most” e quem sabe já com muitas histórias para contar.
Hotel
4
Dia 4 | Mostar - Dubrovnik - Kotor
Hoje “carimbamos” mais 2 países no nosso passaporte, Croácia e Montenegro. Rumamos até ao litoral na costa do Mar Adriático.

Sensivelmente a meio caminho uma paragem em Dubrovnik que dispensa muitas apresentações. Cidade costeira muralhada, Património Mundial da UNESCO, é um dos pontos mais visitados e concorridos dos Balcãs. Aproveitamos a ocasião e almoçamos por aqui, passeamos um pouco pelas suas bem conservadas ruas e tentaremos descobrir quais os cenários da famosa série de TV, Guerra dos Tronos.

Já aqui ao lado é Montenegro e é para lá que seguimos ao fim da tarde. Kotor é uma equena vila e porto natural de grande beleza e rodeado de montanhas. A região é também conhecida pelos seus “fjords”, únicos no Mediterrâneo. Incluída também na lista Património Mundial da UNESCO, conserva um acervo arquitectónico notável e de grande valor, sobretudo dos seus edifícios venezianos.

Como a viagem foi longa, descansaremos um pouco no hotel e, à noite, se houver forças descobriremos os seus becos em busca de uma boa refeição!
Hotel
5
Dia 5 | Kotor
Kotor não é só história, é também natureza e paisagem. De manhã, pela fresquinha, subiremos a um dos pontos mais altos da parte este da vila. Aconselho um pequeno-almoço muito bem reforçado! A recompensa virá no fim, prometo! Depois de almoço visitaremos uma pequena aldeia, Perast, com 400 habitantes a 12 quilómetros de Kotor. Apesar de minúscula, contém 16 igrejas e quase uma vintena de palacetes! Aqui apanhamos um barco e visitaremos a ilha artificial onde foi construída a capela da Nossa Senhora das rochas. No regresso e já em terra firme subiremos à torre da Igreja de São Nicolau. A vista vale milhões!
Hotel
6
Dia 6 | Kotor - Shkoder
A Albânia mesmo aqui ao lado! No entanto, ainda antes da partida, gostaria que viessem comigo fazer uma pequena caminhada matinal. Numa cidade como Kotor, por vezes repleta de turistas, sabe bem andar por aqui um pouco mais à vontade. Caminhamos por ruelas, descobriremos igrejas, capelas, muralhas e toda uma vida local. À saída encontaremos por certo um mercado cheio de produtores locais que aqui vêm vender queijos, fruta, compotas, azeitonas e outros produtos. Se for oportuno, almoçaremos por aqui antes de partir. A estrada leva-nos depois a Shkoder, onde chegaremos ao início da tarde.

Shkoder é uma das cidades mais antigas da Albânia e da Europa! Shkoder irá com toda a certeza, surpreender pela sua cultura, jovialidade e efervescência cultural. Depois do check-in, vamos querer acelerar o passo e provar as especialidades albanesas. Juntemo-nos aos locais na rua pedonal Idromeno!
Hotel
7
Dia 7 | Shkoder
Aproveitamos a manhã na capital cultural da Albânia para visitar um museu. Tendo sido Shkoder em tempos, um forte centro de oposição ao regime comunista de Enver Hoxha fará todo o sentido visitar o museu Witness and Memory que nos dará uma perspectiva da repressão exercida sobre o resistente povo durante os quase 40 anos de ditadura.

À tarde o programa contempla uma visita às margens do lago Shkoder, de onde subimos depois ao morro onde está situado o Castelo de Rozafa. Aqui, se o tempo estiver de feição, as vistas são em modo 360º. De um lado corre tranquilamente o Rio Drin serpenteando toda a planície. Ao fundo os Alpes Albaneses olham-nos com os seus cumes cobertos de neve. À frente Shkoder aos nossos pés. Além de termos a oportunidade de saber toda a história do monumento, é aqui que vamos passar o resto da tarde, aguardando o pôr-do-sol. Com sorte poderemos ter a companhia de um simpático casal de pastores albaneses que aqui vêm com o seu rebanho “aparar” a relva do interior do castelo.
Hotel
8
Dia 8 | Shkoder - Valbone
Viajamos hoje em dois tipos de transporte. Carro e barco. Bem cedo, porque hoje há horários a cumprir. Vamos em direcção ao lago Koman onde apanhamos um ferry subindo o Rio Drin até Fierze. Já no sopé dos Alpes Albaneses. Considerada já por muitos como uma das mais belas viagens de barco do mundo vamos, durante 3 horas, apreciar esta maravilha que não foi criada pela Natureza mas pelo Homem. Ao longo das margens avistaremos várias aldeias acessíveis apenas por este meio de transporte!

Em Fierze retomamos o carro e percorremos a estrada de montanha até Valbone, uma aldeia perdida no coração das montanhas da Albânia. Deliciem-se!
Alojamento local
9
Dia 9 | Valbone
Respiramos fundo. A paisagem é silencioso e sublime! Estamos rodeados por montanha de todos os lados. Ao fundo, apenas o som calcorreante do rio Valbone que desce o seu percurso sinuoso. É tempo de estar, sentir, ouvir, cheirar e apurar os sentidos. Sem pressas. Poderemos fazer uma caminhada num dos muitos percursos aqui existentes. De manhã ou de tarde, nada de planos por aqui, pois o clima de montanha é incerto. Há que saborear cada momento, cada instante. Pela noite adentro, o convívio continua!
Alojamento local
10
Dia 10 | Valbone - Parque Nacional Durmitor
Temos hoje o maior dia de viagem pela frente. Pelo meio paramos para esticar as pernas ou para uma paragem num dos bazares mais emblemáticos, já no Kosovo, na cidade de Gjakova. Seguindo caminho, visitaremos já nos arredores de Peja e próximo da fronteira com Montenegro, o Patriarcado de Pec. Classificado como Património Mundial da UNESCO, este mosteiro ortodoxo preserva nas suas paredes interiores pinturas de deixar qualquer um de boca aberta!

Chegaremos ao nosso destino já tarde mas, quem sabe, ainda com tempo para uma pequena caminhada em redor de um dos lagos mais bonitos: o Lago Preto, o maior dos lagos glaciares, já no Parque Nacional de Durmitor, declarado Património Mundial da UNESCO.
Alojamento local
11
Dia 11 | Parque Nacional Durmitor
Hoje é dia de adrenalina!

Aventuramo-nos, pela manhã, em modo rafting no apressado rio Tara. Estamos no Tara Canyon. Aqui quem manda é a natureza! Vamos sentir-nos muito pequenos perante tamanha força. Depois de almoço partimos para Curevac, um dos locais com as mais espantosas vistas que alguma vez presenciarás! Aqui sentamos e descansamos do cansaço do frenético rio Tara. O espectáculo que temos o prazer de presenciar, é o da natureza. Lá ao fundo o rio que cruzámos com sucesso de manhã parece agora bem pequenino!
Alojamento local
12
Dia 12 | Parque Nacional Durmitor - Sarajevo
Depois de percorrermos tantos quilómetros pelos Balcãs, facilmente seríamos levados a pensar que mais nenhuma paisagem nos surpreenderia. Pois bem, a estrada que hoje tomamos é um dos mais espantosos percursos, que nos conduzirá até Sarajevo.

O dia é passado percorrendo a estrada e parando sempre que a vontade quiser. Chegaremos a Sarajevo e, aí sim, teremos a cidade desta vez, toda à nossa frente para desfrutar!
Hotel
13
Dia 13 | Sarajevo
Hoje o dia será preenchido de emoções. Primeiro subimos às colinas onde foram efectuados parte dos Jogos Olímpicos de Inverno de 1984 e do qual os locais têm um profundo orgulho, contribuindo talvez para isso o facto de terem sido os primeiros jogos disputados numa cidade socialista. O local contém várias ruínas de bobsleigh e dos saltos de ski mas, para além disso, uma visão da cidade de Sarajevo por completo. Talvez por isso, as tropas sérvias tenham decidido aqui estabelecer a sua base para iniciar o cerco à cidade.

No regresso fazemos uma paragem no cemitério Judeu, o segundo maior da Europa fundado já no longínquo século XVII. Uma singular característica, são os seus túmulos em estilo medieval com grandes blocos de pedra.

Hora de retemperar forças já na principal rua pedonal de Sarajevo. Pelo caminho podemos ver a chama eterna, monumento em homenagem aos mortos da Segunda Grande Guerra e o Memorial da Criança, monumento que marca e recorda as crianças mortas durante o cerco. Ainda no início da tarde, preparamos a alma para emoções fortes na visita ao Memorial 11/7/1995, um museu que aborda de forma bem crua o dia do do massacre de Srebrenica. Respiramos fundo e seguimos, porque a vida assim o exige. Captamos as boas energias da rua pedonal, onde centenas de pessoas convivem nas esplanadas, bebendo uma cerveja e num jardim, alguns homens jogarão um xadrez gigante. Sem notar, atravessamos a linha que separa o Oeste do Este, passamos pela esquina onde foi assassinado o arquiduque Franz Ferdinand, acto que deu início à Primeira Guerra Mundial e damos de caras com o icónico edifício totalmente reconstruído da Biblioteca Nacional, onde foi fotografado um famoso violoncelista dando um concerto no meio de ruínas em plena guerra. Do outro lado do rio o agora edifício da Cerveja Sarajevska, que serviu de único ponto de água potável durante o conflito, também merece uma paragem. Acabamos no Bazar de Bascarsjia, pois claro! Aqui todo um mundo gira, fazendo lembrar Istambul mas também qualquer outra cidade do Médio Oriente que, para além de todas as lojas dos mais variados produtos, nos presenteia com esplanadas cheias de jovens que fumam shisha ou bebem um café, relaxando!

Ao fim da tarde juntem-se a mim e vamos até ao Forte amarelo para uma última despedida da respeitável e admirável Sarajevo.
Hotel
14
Dia 14 | Sarajevo - Origem
Hoje é o dia da partida. Resta-me agradecer-te a oportunidade que me deste de te levar nesta viagem pelos Balcãs! Vemo-nos em breve, numa outra qualquer viagem! Conforme a hora de partida, um transfer levar-te-á ao aeroporto!

Boa viagem!

O que está incluído?

  • 13 Noites de alojamento em hotel, em quarto twin
  • Todos os pequenos-almoços
  • Entradas e actividades seguintes:
  • . Mesquita e minarete, Mostar
  • . Cascatas Kravice, Mostar
  • . Capela Nossa Senhora das Rochas, Kotor
  • . Museu Witness and Memory, Shkoder
  • . Catelo de Rozafa, Shkoder
  • . Ferry Lago Koman, Fierze
  • . Rafting Parque Nacional Durmitor
  • . Galeria 11/7/95, Sarajevo
  • Acompanhamento do líder da Landescape
  • Todos os transportes dentro do período da experiência (excepto de cariz pessoal)

O que não está incluído?

  • Voos internacionais (a partir de 300€)
  • Todas as actividades não incluídas no item Incluído
  • Alimentação não especificada
  • Despesas pessoais
  • Transfers de/para o aeroporto
  • Seguro pessoal (obrigatório)

Marcação

Início Fim Estado Preço
Data Sábado 29 Jun, 2019 Sexta-feira 12 Jul, 2019 Vagas 6 Preço 1240€ Agendar

O Líder

Francisco Agostinho

O Francisco nasceu em Coimbra mas viveu um pouco por todo o lado dentro do país, passando ainda pelo Brasil. Talvez este início nómada de vida lhe tenha deixado a semente da curiosidade e a vontade de conhecer novas culturas e gentes.
Mais informação sobre o líder