Mapa Meu - Travel Experiences Lda
+351 917 434 117

Como poupar dinheiro para viajar pelo mundo?

Esta é provavelmente a pergunta que mais vezes escrevemos no Google quando tencionamos fazer uma viagem. E para muitos, é também o maior impedimento à concretização do sonho de partir à descoberta. Por isso, hoje, no blogue da Landescape, partilhamos algumas dicas muito úteis de como poupar dinheiro para a próxima aventura!

Antes de mais, precisas fazer uma estimativa do dinheiro que consideras necessário levar para a viagem que queres realizar, sabendo de antemão que quanto mais longa a viagem em duração temporal menor o orçamento por dia. O passo seguinte é criar um bom plano de poupanças que pode ser distribuído por 5 etapas:

  1. Avaliação: Compara e analisa a viagem que tens planeada em relação à tua situação financeira atual. É realista? Sê honesto(a). Uma vez que já tens previstas as despesas que essa viagem pressupõe, elabora uma folha de cálculo onde discriminas todos os gastos do teu dia-a-dia e despesas adicionais que esperas ter, de forma a te aproximares da tua real capacidade de poupança;
  2. Estabelece objetivos: O teu plano de poupança deve ter identificados objetivos a curto, médio e longo prazo. Anota essas metas indicando os valores específicos que espera poupar em cada mês. Não tenhas medo de colocar objetivos exigentes, são sinal de compromisso da tua parte. Mas também não puxes demasiado por ti, sob pena de perderes a motivação e o entusiasmo na realização desta poupança;
  3. Cria um plano: O plano de poupança deve detalhar como pretendes alcançar os teus objetivos. Isto pode fazer com que consigas eliminar gastos inúteis (de que falaremos mais adiante) estabelecendo um plano de gastos mais restrito e até incluir receitas extra de dinheiro que te ajudem a alcançar a meta;
  4. Implementa: Avança com o teu plano e mantém-no!
  5. Monitoriza e avalia: À medida que o tempo passa, o teu plano vai variar com base nos teus hábitos de consumo. Dá uma vista de olhos ao teu progresso mensal e confirma qual a quantia de que dispões de forma a realizar possíveis ajustes.

Como podes ver, é um plano bastante controlado e restrito, que te ajudará imenso a poupar para a próxima viagem e, como sabes, nós na Landescape temos uma oferta muito diversificada de experiências disponíveis para os vários continentes. Ter uma folha de Excel onde identificamos todo o dinheiro que recebemos por mês, assim como todas as despesas mensais que estão à nossa responsabilidade, é uma enorme mais valia, não só para quem quer viajar, mas para quem pretende poupar de forma geral.

Tem sempre em mente o teu sonho

O primeiro conselho que te devemos dar na hora de poupares para viajar é manteres o foco na experiência final. Lembrares-te a ti próprio todos os dias que este esforço tem um objectivo: viajares e cumprires o teu sonho. Poupar pode não ser fácil, por isso recomendamos que coloques numa parede uma foto ou um mapa com a rota da tua grande viagem. Se trabalhares muito com computador experimenta, por exemplo, colocar no ambiente de trabalho uma fotografia do destino que queres visitar. Assim se te surgirem dúvidas ou faltar o entusiasmo, olhas para a parede ou para o fundo do ecrã e estamos certos de que a motivação regressará!

 

Reduzir gastos de forma substancial 

  • Cortar nas saídas e escapadinhas: Se queres poupar para uma grande viagem, terás de fazer um esforço até lá e recatar-te um pouco mais por casa. Saídas com amigos que, na maioria das vezes, resultam em jantaradas que se estendem noite dentro representam uma fatia considerável das nossas despesas mensais. Experimenta, em alternativa, convidar os amigos para comerem em tua casa. Não só estarás mais à vontade como gastarás bem menos, acredita! Da mesma forma, considera reduzir as escapadinhas de fim-de-semana que fazes com amigos, família ou em casal, em que muitas vezes visitas uma cidade europeia ou uma aldeia perdida no interior de Portugal. É certo que estas pausas nos ajudam a relaxar do trabalho e a reconectar com a natureza, mas uma vez mais se estás a poupar com um objectivo bem definido que é viajar, certamente poderás usufruir dessas experiências mais tarde. Se estiveres mesmo a precisar de relaxar uns dias, experimenta fazê-lo de forma mais económica acampando por exemplo;
  • Faz uma revisão às tuas subscrições: Com certeza tens subscrições que pagas todos os meses sem sequer te lembrares disso ou que praticamente não utilizas. Reflecte se de facto vale a pena mantê-las. Pode ser uma subscrição de um jornal ou revista, ou até serviços como a Amazon, a Netflix, o Spotify, entre outros. Faz uma revisão à tua conta bancária e analisa se estás a pagar subscrições que nem sabes que tens, e elimina-as;
  • Compara as tuas facturas de internet, gás, electricidade e operadora de telemóvel com outros serviços disponíveis no mercado: Sabes quanto pagas pela tua tarifa móvel ou pelo teu serviço de televisão e internet? Comparaste o preço com outras operadoras existentes no mercado? Se não o fizeste, é um bom momento para fazê-lo. Considera aderir a um plano low cost ou reduzir a tua tarifa móvel se não tiveres por hábito gastar todo os gigas disponíveis. Por outro lado, se tens fibra óptica e de televisão, a tua fatura pode chegar facilmente atingir os 100€ mensais. Eliminando o serviço de televisão, e quem sabe, o telefone fixo e a fibra, e se tiveres uma boa tarifa de dados móveis, vais poupar imenso dinheiro! O mercado energético está em grande expansão e a concorrência é cada vez maior, por isso, podes poupar na eletricidade, uma vez que já existem diversas tarifas de energia que variam em função dos horários que passas em casa. Faz uma boa comparação das empresas existentes e dos preços praticados por cada uma delas, e baixa as tuas facturas mensais.

Confirma se o teu banco cobra comissões

Se o teu banco te cobra comissões frequentemente: manutenção de conta, cartão de débito/crédito, transferências ou levantamentos, talvez seja o momento de lhe dizer adeus, e optar por um banco que não tenha essas taxas associadas. Pesquisa as opções que existem no mercado, sendo que alguns cartões de crédito permitem a acumulação de pontos que se traduzem depois em milhas aéreas.

Considera ainda teres um cartão Revolut para os momentos em que estás a viajar. Se és um(a) viajante assíduo(a), especialmente para países fora da zona euro, fica sabendo que sempre que fazes um levantamento de dinheiro no estrangeiro, é-te cobrada uma taxa nunca inferior a 5%. A este valor acrescem as habituais taxas de câmbio e impostos de selo.

 

Liberta-te do que já não precisas

Passamos parte do mês a fazer compras. Compras de roupa, calçado, gadgets, comida…mas realmente precisamos disto tudo ou é apenas um capricho? 90% das vezes, a resposta é mesmo a segunda opção. Compramos coisas de que não necessitamos e, frequentemente acontece de apenas as usarmos por duas ou três vezes, até as voltarmos a guardar num armário onde ficam condenadas ao esquecimento.

A nossa questão é: até quando vais continuar a trabalhar 8 horas por dia, nalguns casos até mais, para continuares a comprar coisas inúteis? Pensa duas vezes (três se for preciso) antes de comprares e poupa dinheiro que mais tarde te fará falta quando fores viajar! Faz o seguinte: divide o teu salário pelas horas que trabalhas por mês. Isto dar-te-á a média de quanto recebes por hora. Dessa forma, no momento de comprar, com certeza farás o cálculo de quantas horas precisas de trabalhar para adquirir aquele produto. Vale a pena?

Por outro lado, podes também vender aquilo de que já não necessitas. E atenção que este conselho é útil para conseguires um dinheiro extra, mesmo que o teu objectivo não seja apenas poupar para uma viagem. Faz uma revisão em casa, incluindo à garagem e vende os itens que já não utilizas em páginas de segunda mão como o OLX ou o Custo Justo, ou no próprio Marketplace do Facebook.

Vamos dar início a essa poupança? As viagens da Landescape estão à tua espera!