Mapa Meu - Travel Experiences Lda
+351 917 434 117

Dicas para poupar dinheiro em viagem

Poupar em viagem nem sempre é uma tarefa fácil, mas há várias formas de tornar a tua estadia num novo destino bastante mais económica. Descobre quais são neste artigo e começa já a planear a tua próxima aventura!

Viajar e poupar são duas coisas aparentemente difíceis de conciliar, especialmente porque quando visitamos um novo destino queremos aproveitar ao máximo aquilo que ele tem para nos oferecer sem nos privarmos das melhores experiências. No entanto, há formas de planear uma viagem económica sem que isso implique prescindir dos bons momentos que idealizámos antes de partir.

Por isso, se estás a planear uma nova aventura e queres economizar, deixamos-te neste artigo 10 dicas sobre como fazê-lo, que acreditamos te poderão ajudar nessa tarefa. E afinal de contas poupar em viajar é sinal de que já temos parte do crédito necessário para a aventura seguinte, portanto vamos a isso!

1.  Avalia a tua situação financeira e cria um orçamento diário

Antes de embarcar numa viagem, seja ela qual for, é importante fazer um ponto de situação para que possas definir o dinheiro que estás disposto a investir. Depois de definido esse valor, torna-se muito mais simples controlar os gastos, algo que vai ajudar-te a tomar decisões importantes, desde o alojamento e alimentação até aos transportes que vais utilizar ao longo do percurso.

2.  Planeia com antecedência

Fazer reservas com antecedência parece uma dica óbvia, mas nunca é demais relembrar. Uma pesquisa prévia ajuda-te a comparar e a encontrar opções de qualidade aos melhores preços, principalmente através das reservas online. Quanto mais tarde marcares a tua viagem, mais elevados serão os preços, sobretudo ao nível dos voos. Por isso aceder ao Google Flights ou então consultar os sites da Momondo e Skycanner para encontrares a melhor tarifa, simulando várias rotas possíveis até chegares ao destino de eleição é um exercício imprescindível. E mesmo no que respeita ao alojamento antecedência é a palavra chave para garantires por exemplo disponibilidade de couchsurfing nas cidades que vais visitar.

Ainda assim, para os mais aventureiros, também há a possibilidade de esperar por vagas de última hora ou lugares para preenchimento de voos e hotéis, que muitas vezes são oferecidos em cima da hora, mas com grandes descontos.

3.  Viaja fora da época alta

Optar pelos meses de época baixa permite aos viajantes reduzir uma grande percentagem dos gastos. Em adição, viajar nesta altura também pode significar encontrar menos agitação e saturação dos locais turísticos e, consequentemente, usufruir deles ao máximo. Por outro lado, há regiões que devem ser visitadas em alturas do ano específicas para que possam ser verdadeiramente aproveitadas sem adversidades adicionais, nomeadamente por causa do clima.

4.  Procura os voos mais baratos

Marcar com antecedência é o primeiro passo para arranjar voos baratos, mas optar por agências compradoras de tarifas como a eDreams pode ajudar-te a encontrar outras companhias aéreas com melhores alternativas. Viajar em horários menos convencionais e trazer pouca bagagem também te vai ajudar a reduzir em grande parte os gastos associados à viagem.

Para quem não tem grandes limitações na marcação das férias, por sua vez, há alguns sites que permitem aceder a verdadeiros descontos e que merecem ser espreitados de vez em quando. Destacamos o Fare Deal Alerts, o Flightdeals e o Holiday Pirates.

5.  Define previamente o que queres visitar

Podes sempre deixar espaço para o improviso, mas definir um itinerário e planear o que vais fazer durante a tua viagem é o primeiro passo para não ultrapassares o orçamento. Quanto às atrações turísticas, deves estabelecer aquilo que é realmente importante visitar e, se possível, preferir locais e eventos com entradas gratuitas. Mais uma vez, ao invés de visitares os locais mais típicos, podes fugir à rota turística e conhecer os recantos da região, que muitas vezes contam mais histórias e representam a sua verdadeira essência.

Fica também atento porque alguns monumentos e atracões turísticas têm dias de visita gratuitos. Pesquisa antes de embarcares para aproveitares as oportunidades.

6.  Escolhe bem o alojamento

Quanto ao alojamento, as melhores opções nem sempre se traduzem naquilo que é mais convencional. Ficar num Hostel ou num Alojamento Local pode significar abdicar de alguns luxos, mas não necessariamente do conforto e hospitalidade que são realmente importantes numa viagem. Além de serem mais baratas, estas opções também acabam por valorizar e contribuir mais para a economia local do que o alojamento em grandes cadeias de hotéis.

7.  Não comas sempre em restaurantes

No que toca à alimentação, comprar comida em supermercados e cozinhar as próprias refeições, o que normalmente é possível nos tipos de alojamento anteriormente mencionados, é uma excelente opção e que permite poupar imenso dinheiro. Naturalmente, quando em viagem, é importante provar a gastronomia tradicional, mas comer todos os dias em restaurantes não é a escolha mais económica. Quando o fizerem, os viajantes devem optar por fugir às zonas turísticas e experimentar o que é verdadeiramente local. Provar street food ou optar por menus de almoço económicos também pode ser uma boa ideia.

8.  Aposta nos transportes públicos

Caso andar a pé não seja uma opção, privilegia transportes públicos porque são uma excelente forma de poupar dinheiro enquanto convives com os locais e conheces a realidade do país que visitas. Deves informar-te sobre os passes ou city cards pré-pagos, que muitas vezes permitem-te viajar pelas cidades a um valor muito mais baixo do que ao comprar bilhetes individuais por cada deslocação. Em adição, consulta sempre os horários dos transportes – através de apps, por exemplo – e recorre a táxis ou outros transportes privados apenas em último recurso. Em algumas situações, nomeadamente quando não há oferta de meios públicos, alugar um carro pode ser a melhor alternativa. Informa-te disso quando estiveres a planear a viagem.

Uma das aplicações que sugerimos para este efeito e que te ajudará a encontrar as múltiplas formas de executares determinado percurso é a Rome2Rio. Descarrega para o telemóvel e começa já a utilizar.

9. Tem cuidado com as tarifas de roaming e comissões bancárias

Na Europa, as tarifas de roaming são todas iguais e não é tão fácil esgotares o teu saldo como em outras partes do mundo. No entanto, fora do continente europeu deves tentar utilizar a Wi-Fi ao máximo para acederes à internet ou para comunicares com os teus familiares e amigos. E se isso não te chegar o que sugerimos é que compres um chip de uma rede local e o insiras no teu telemóvel. Dessa forma acedes a 3G mas sem estar em roaming e vais carregando à medida que necessites. A maioria dos países permite-te esta opção, sem grandes constrangimentos.

Quanto ao levantamento de dinheiro, é importante ter cuidado com as comissões bancárias de cada país: uma boa solução é reduzir o número de levantamentos e tentar pagar as compras e refeições diretamente em dinheiro.

Atualmente existem também outras opções que te ajudam neste aspecto como é o caso do cartão Revolut ou do cartão N26 que te permitem fazer pagamentos no estrangeiro sem taxas. Informa-te sobre as suas condições antes de seguires em viagem.

10. As lembranças nem sempre valem a pena

Quando vais embora queres sempre levar uma lembrança para ti ou para os teus amigos e família, mas será que todas valem a pena? Muitas vezes as prendas mais típicas não são verdadeiramente produzidas no país e o mais provável é não lhes ser dado o devido uso. Por isso, se comprares uma lembrança para alguém, opta por algo com um verdadeiro significado e não gastes dinheiro em vão. Muitas vezes uma fotografia é a melhor recordação que podes levar, e também é gratuita.

Poupar em viagem pode tornar-se numa tarefa bastante simples com o devido planeamento. Além das dicas mencionadas, também é importante fazer sacrifícios e abdicar de pequenas coisas que acabam por não comprometer a estadia de forma negativa como muitos esperam. Consumir água das redes públicas, optar por garrafas reutilizáveis ou até acampar são pormenores simples que podem fazer a diferença no balanço final. Desta forma, podes aproveitar e relaxar durante a tua estadia sem te preocupares com os gastos excessivos e, quem sabe, poupar para uma próxima viagem.

Artigo escrito pela equipa da Landescape.