fbpx
Mapa Meu - Travel Experiences Lda
+351 917 434 117

5 dicas para viajar com crianças de avião

Viajar é sempre uma aventura, e ainda bem, mas viajar com crianças pode revelar-se um desafio bem maior, uma vez que precisamos estar atentos a alguns detalhes que sem eles não precisaríamos. Por isso, no momento de preparares a próxima viagem, e caso tenhas filhos, recomendamos-te a leitura deste artigo. São no total 5 dicas úteis para teres em mente, que certamente te ajudarão a tornar a viagem de avião mais simples e agradável para todos.

1. Conversar durante a viagem vai ajudar a passar o tempo

“Já chegamos?” Esta é a pergunta que mais vezes ouvimos quando temos uma criança a bordo, seja dentro de um carro, de um avião ou qualquer outro meio de transporte. E a repetição constante dessa pergunta pode tornar-se bem incómoda e desgastante, por isso sugerimos que expliques ao teu filho/filha antes do início da viagem como será o itinerário, quantas horas dura o voo e como é que ele ou ela se podem distrair durante esse período. Lembra-te que as crianças aprendem muito com a prática e com as experiências visuais, por isso uma boa ideia é, por exemplo, mostrar-lhes o globo terrestre e conversar com elas sobre o local onde moram e para onde vão, de forma a terem noção das distâncias e tempos de viagem.

2. Contagem regressiva

Criar uma contagem regressiva dos dias que faltam para começar a viajar é uma ótima maneira de os incentivar. Não precisa ser algo complicado. Podes imprimir um calendário e colá-lo na parede da cozinha ou da sala para marcarem juntos os dias que faltam para iniciar a aventura. Se o teu filho ou filha estiverem muito agitados ou ansiosos, perguntarão quantos dias faltam para a viagem várias vezes ao dia, e o calendário vai certamente ajudá-los a terem uma melhor noção.

3. Escolha dos brinquedos e recursos de entretenimento

É importante escolher recursos que possam ajudar as crianças a estarem entretidas e felizes durante o voo. Se os teus filhos já sabem ler, podes comprar um livro ou uma revista infantil que apresente destinos de viagem ou um atlas mundial que eles possam consultar para saber onde fica o país/cidade que vão visitar e informações interessantes sobre esse mesmo lugar. Caso contrário, recomendamos que tragas algo adequado para o teu filho ou filha, seja um dispositivo móvel com um jogo, um pequeno puzzle ou, até mesmo, um peluche. Se tiveres ao dispor no voo um serviço de entretenimento, recomendamos também que o utilizes para escolher, por exemplo, um filme ou série infantil que os irá entreter por um par de horas.

 

 

4. Escolha do voo e dos lugares

Por muito bom que seja economizar no momento de adquirir um voo, esta nem sempre é a melhor opção quando se viaja com crianças e principalmente com recém nascidos. Muitas vezes é melhor pagar um pouco mais por um voo que dispense conexões ou que tenhas escalas um pouco mais curtas, do que optar pelas tarifas mais baixas que normalmente representam longas esperas em aeroporto, algo que vai certamente irritar os mais pequenos. Também pode ser uma boa aposta optar por companhias aéreas que tenham manuais de boas práticas com bebés, o que raramente se aplica no caso das low costs.

A maioria das companhias aéreas tem como política o transporte gratuito de crianças com até 2 anos, desde que ela vá no colo do pai ou da mãe. No entanto, uma vez mais, essa pode não ser a melhor escolha e, portanto, no momento de decidir se escolhes um assento extra para o bebé ou não, deves equacionar algumas questões como por exemplo: Quanto tempo dura o voo? Vais viajar com outro adulto que possa segurar o bebé em algum momento do voo?

Dica adicional: Escolher os lugares na parte de trás do avião permite uma maior proximidade às casas de banho, o que facilita a logística com crianças evitando incomodar os outros passageiros. Por outro lado ficas com um acesso facilitado às hospedeiras de bordo e outras comodidades do avião que, acredita, são úteis.

 

5. Alívio da pressão dos ouvidos pela mastigação

É muito importante alimentar as crianças no momento de levantar voo e durante a aterragem. Estas são as fases do voo em que a pressão é mais incómoda para os ouvidos e o ato de mastigar ou engolir vai certamente aliviar essa sensação nos ouvidos e distraí-los!

 


 

Esperamos que este artigo tenha sido útil e que em breve te possamos ver numa das experiências da Landescape. Para mais informações sobre a nossa política de viagens em família entra em contacto connosco pelo e-mail geral@landescape.pt

 

Este artigo foi escrito em colaboração com a Babysits Portugal.