A viagem de sonho para conhecer um destino autêntico e intocado na Ásia

Foi um dos países mais importantes na Rota da Seda, o conjunto de caminhos que permitiram as trocas comerciais entre o ocidente e o oriente. Ainda desconhecido e longe do turismo de massas, o Uzbequistão tem-se revelado um destino apaixonante para o jornalista e líder de viagens da Landescape Miguel Judas. Queres saber o porquê?

Com uma arquitetura única e imponentes palácios, mausoléus e mesquitas — verdadeiras obras-primas antigas que sobreviveram à passagem do tempo —, o Uzbequistão é um dos destinos mais bonitos para se visitar na Ásia Central.

Não está na moda como a Tailândia, Indonésia, Japão ou outros países do continente asiático — e é precisamente isso que o torna ainda mais especial. Ali, ainda se encontram mais locais do que turistas, algo raro nos dias que correm.

“É uma viagem pelas cidades do Património Mundial, onde podemos perceber tanto a influência islâmica como a influência soviética, um contraste bem interessante. É mesmo como se fosse uma viagem ao tempo, sentimos que estamos num filme de época meio exótico”, confessa Miguel Judas à New in Town.

Continuar a explorar | Belandescape

Recortes de Imprensa

Este site utiliza cookies, ao continuares estás a permitir a sua utilização. Quero saber mais Ok