Bruno Lopes, viajante frequente e videógrafo

Bruno Lopes é viajante frequente da Landescape e um apaixonado por vídeo e fotografia. Tem 42 anos, é natural de Lisboa e trabalha em marketing e gestão. A sua ligação à Landescape remonta ao ano de 2018, altura em que embarcou com a líder Katy Deodato rumo ao arquipélago das Filipinas, mas desde então já carimbou o passaporte muitas outras vezes connosco.

Actualmente, ocupa os tempos livres com desporto e dança, mas é na produção de conteúdos audiovisuais que encontra a sua maior fonte de prazer. Vamos conhecê-lo um pouco melhor e perceber as motivações que o trouxeram até nós.

No seu canal de YouTube assim como nas suas redes sociais, assina como Travel_with_Bruno e a comunidade de seguidores que o acompanha tem vindo a crescer substancialmente aos longo dos anos, sobretudo desde 2020, ano em que começou a partilhar os primeiros vídeos em registo de reportagem das viagens que foi realizando ao longo dos anos.

Em jeito de manifesto, Bruno Lopes confessa que gosta de viajar pelo mundo para com isso se divertir e inspirar os outros. Com o final da pandemia e o alívio generalizado das restrições um pouco por todos os continentes revela que gostaria de partilhar com toda a comunidade de seguidores as suas “viagens de sonho” desafiando-os a viajar através das imagens. Vamos a isso?

1. Quando nasce a tua paixão pelas viagens, lembraste?

Bruno Lopes: Desde muito cedo que estive focado na área profissional e isso impossibilitou-me, em certa medida, de me ausentar do país durante uma fase considerável da minha vida. Posso dizer que só há sensivelmente 5 anos é que comecei a viajar, sendo a Ásia atualmente o meu continente de eleição. 

2. A dada altura começaste a viajar com agências mais voltadas para a aventura, salvo erro a tua primeira viagem connosco foi às Filipinas, certo? O que te fez querer viajar e o que sentes que tens atualmente ao viajar com a Landescape que a solo se perde?

Bruno Lopes: Sim, a primeira viagem que fiz com a Landescape foi com a Katy Deodato às Filipinas, na passagem de ano de 2018 para 2019. Uma experiência inesquecível, que acabou por me abrir os olhos para este modo de estar em viagem. Identifico-me muito com a Landescape porque são viagens realizadas com líderes bastante experientes que nos mostram a essência do país, permitindo-nos conhecer a sua cultura e o seu povo de uma maneira mais íntima e privilegiada. Por outro lado, também me identifico com este estilo mais mochileiro de descobrir o mundo. 

3. E por onde tens andado nos últimos tempos?

Bruno Lopes: Bom, confesso que desde que a pandemia nos deu tréguas não tenho parado muito em Portugal. Estive na Colômbia com a Gabel Oliveira, estive em São Tomé e Príncipe com o Luís Godinho e viajei recentemente por Nova Iorque para filmar o treino de triatlo de um amigo que se qualificou para o Ironman Mundial. Para além disso, estive em Lviv, na Ucrânia, a fotografar a situação dramática que se vive com os refugiados de guerra.

4. Mencionaste a tua passagem pelo território ucraniano, onde estiveste a acompanhar a saída dos refugiados, vítimas do conflito armado com a Rússia. Como descreves essa experiência?

Bruno Lopes: Foi uma experiência bastante gratificante a nível pessoal, apesar de violenta emocionalmente. Ao presenciar um momento de tamanha vulnerabilidade para muitas das famílias com quem estive, percebi o quão forte e resiliente consegue ser o povo ucraniano. Presenciei e senti ainda uma enorme onda de solidariedade e de altruísmo por parte das centenas de voluntários e organizações a trabalhar no terreno. 

5. E para o futuro, que novas viagens estão na calha?

Bruno Lopes: Atualmente estou na Indonésia, mas já tenho planeados os próximos destinos nomeadamente: Marrocos, Islândia, Japão e Índia sendo que três destes destinos serão feitos na vossa companhia respectivamente com o João Amorim e João Gonçalo Fonseca.

6. É igualmente evidente a tua ligação à fotografia e ao vídeo. Como nasceu este bichinho?

Bruno Lopes: Sempre gostei de fotografia, mas ao longo das viagens que fiz e ao rever as centenas de fotografias que tirei, percebi que era com o vídeo que conseguia melhor espelhar e retratar as várias experiências e vivências que tive em viagem. Mais tarde percebi também a minha capacidade para o storytelling que comecei depois a desenvolver com mais profissionalismo. 

7. Quando editas um vídeo em jeito de resumo à viagem que realizaste em determinado país, o que privilegias?

Bruno Lopes: O que mais privilegio é, sem dúvida, o povo e a sua cultura. Gosto de me envolver com as pessoas, ouvir o que elas têm para partilhar comigo, sinto sempre que venho mais rico depois de uma experiência destas.

8. Já partilhamos o trabalho que desenvolveste connosco na Colômbia e, agora mais recentemente, em São Tomé e Príncipe. Que próximos vídeos podemos esperar de ti?

Bruno Lopes: Atualmente, o meu trabalho desenvolve-se sobretudo em duas grandes áreas: o desporto e as viagens, sendo que nas redes sociais partilho preferencialmente vídeos de viagens. Da minha ligação à Landescape podem esperar com certeza um vídeo da Islândia para breve.

9. És um viajante frequente da Landescape e, mais do que isso, um amigo que queremos muito ter presente nesta caminhada da agência. Para aqueles que nunca experimentaram viajar connosco, que mensagem deixas?

Bruno Lopes: Já viajo há alguns anos e com várias agências, no entanto é com a Landescape que mais me identifico. Sinto-me seguro, quer com todo o apoio de backoffice quer com a experiência dos líderes, mas gosto sobretudo da  vertente de aventura, cultura e amizade que está enraizada e se sente ao longo de todas as viagens. Obrigado!

Deixar um Comentário

Continuar a explorar | Belandescape

Recortes de Imprensa

Este site utiliza cookies, ao continuares estás a permitir a sua utilização. Quero saber mais Ok