Vencedora do giveaway carimba Sudeste Asiático com a Landescape

Anita Gonçalves, de 28 anos, vive no Porto e trabalha como fotógrafa para a Piscina Studios, um estúdio criativo focado em fotografia, vídeo e direcção de arte. Antes da pandemia, concorreu ao GiveAway de oferta de uma viagem à Islândia, numa iniciativa conjunta entre a Landescape, o líder João Amorim e a IATI Seguros e ganhou. Mas os planos foram sucessivamente adiados devido às contingências impostas pela Covid-19. No passado mês de Fevereiro, os astros alinharam-se e rumou ao Sudeste Asitático com a Landescape, para usufruir do merecido prémio.

No Instagram, Anita Gonçalves apresenta-se como @anitarrebita e é a partir desta página que mergulhamos no seu universo artístico onde a fotografia analógica assume um especial destaque. Não é difícil perceber porque confessa que a máquina fotógrafica e os rolos de 35mm são a sua paixão e um ítem indispensável em qualquer viagem. Vamos conhecê-la melhor?

1. Foste a grande vencedora do passatempo que lançamos pré-pandemia. Como tomaste conhecimento deste giveaway? Tens por hábito participar em passatempos deste género? 

Tomei conhecimento deste giveaway através da página de instagram do João Amorim. Já seguia o trabalho dele há algum tempo e quando foi lançado o passatempo não hesitei em participar. Não tinha por hábito fazê-lo porque pensava sempre que era impossível ganhar, mas pelos vistos a sorte bateu-me à porta.

2. A Islândia foi inicialmente o destino sorteado, mas por fruto da pandemia decidiste alterar a viagem para o Sudeste Asiático. O Camboja, Laos e Vietname já faziam parte do teu imaginário?

Confesso que ainda não tinha viajado para o Sudeste Asiático, mas quando vi as datas no vosso site e percebi que me eram favoráveis resolvi propor a troca. Sem dúvida que qualquer um destes países fazia parte da minha lista de lugares a visitar.

3. Ficaste com pena de deixar cair a Islândia? É um país que gostavas de visitar

Não propriamente, apesar de ser um país que quero muito visitar, estou certa de que encontrarei outras oportunidades para o fazer. Gostava muito de percorrer a Islândia de autocaravana.

4. Já tinhas viajado em grupo, com agências como a Landescape?

Não, nunca tinha viajado com uma agência antes. Confesso que ao início estava um pouco receosa porque nunca tinha tido a experiência de viajar em grupo e com uma agência, mas no rescaldo da experiência posso dizer que correu muito bem. Neste caso, fui até mesmo surpreendida porque o grupo era incrível e a líder Gabel também. Percorremos três países em 18 dias, uma viagem intensa que nos transportou para uma cultura densa e incrível.

5. O que é que te marcou mais nesta passagem pelo Sudeste Asiático?

São diversas as memórias que me marcaram nesta passagem pelo Sudeste Asiático. É um lugar onde a hospitalidade e a bondade estão presentes. Mostra-nos que a diferença e o inusitado têm muito mais de atraente do que de perigoso e que confiar é um ato de sabedoria e não de ingenuidade. Mostra-nos a simplicidade, a reciprocidade, o caos e a calma. Memórias e ensinamentos que guardarei para a vida.

6. Esta foi a tua primeira viagem pós pandemia de Covid19 ou já te tinhas atirado a outras latitudes?

Não, depois da pandemia ter acalmado viajei para São Tomé durante um mês.

7. Acreditas que viajar com uma agência como a Landescape te proporciona uma experiência melhor? Que mais valias destacarias numa experiência como esta?

Costumo viajar sozinha ou acompanhada por 1, talvez 2, pessoas e esta viagem com a Landescape, sendo em grupo, proporcionou-me uma experiência totalmente diferente daquilo que é o meu hábito. Tem a mais valia do tempo, do conforto e de sermos acompanhados por alguém que conhece muito bem os locais que nos propõe.

8. Gostarias de voltar a viajar connosco? Se sim, para que destinos?

Sim, claro, apesar de gostar de viajar sozinha, identifico-me muito com o vosso conceito e a escolher um destino penso que talvez optasse por um em que não me sentisse confortável fazer a solo.

9. Consideraste uma apaixonada por viagens? Conta-nos um pouco de como começou esse gosto.

Sim, confesso que tenho um fascínio por viagens e isso advém, talvez, do facto da minha família ter vivido em vários sítios ao longo do tempo. Como sempre partilharam comigo essas memórias e registos fotográficos, creio que despertou em mim desde cedo esta vontade de me querer conectar com lugares, pessoas e culturas.

10. Tens o hábito de partilhar fotografias ou textos sobre as viagens que fazes?

Sim, partilho algumas fotografias no meu Instagram que podem consultar acedendo ao meu perfil. Como fotógrafa, as viagens são uma das minhas maiores fontes de inspiração para o meu trabalho.

Gosto também muito de escrever enquanto estou a viajar mas normalmente não partilho. Escrevo memórias descritivas para me situar no tempo e para mais tarde recordar ou quem sabe, para um futuro livro.

11. Se tivesses de eleger o teu top 5 de destinos, o que destacavas?

Começaria por São Tomé e Príncipe, que visitei recentemente, e depois destacaria Brasil, Marrocos, Laos e Moçambique. Aproveito a oportunidade para agradecer à Landescape a oportunidade que me deram e toda a experiência que me proporcionaram.

Deixar um Comentário

Continuar a explorar | Belandescape

Recortes de Imprensa

Este site utiliza cookies, ao continuares estás a permitir a sua utilização. Quero saber mais Ok