Costa Rica

Uma viagem à Costa Rica é sinónimo de imersão na natureza. O país leva-nos a descobrir a sua extensa biodiversidade, riqueza de vida animal e florestas tropicais. Vulcões ativos, caminhadas por diferentes parques naturais e mergulhos em termas naturais. Vaguear por florestas nebulosas, navegar rios misteriosos e observar as mais variadas espécies no seu habitat natural, sem deixar para trás as praias, do Caribe ao Pacífico e claro, as suas gentes simpáticas que nos encherão o coração e a pele de conforto. Uma viagem à Costa Rica é um desligar do mundo, uma slow travel, um constante observar de uma paleta de cores.

A líder de viagens Ana Mano, leva-te a descobrir um país que é uma lufada de ar fresco, onde o tempo se prolongará mais do que aquilo a que nos habituámos, onde o sinónimo de leveza ganha peso, onde o verde e o azul ganham dimensão, cheiro, som. Onde os silêncios são quebrados pelo bufar das baleias, pelo silvar das cobras, pelo grunhir do javali ou pelo assobiar da anta.

Viagem à Costa Rica

Da densidade urbana da cidade de San José partimos para o Caribe, onde o tranquilo Parque Nacional do Tortuguero nos espera. Talvez aqui nos cruzemos com as primeiras espécies animais da Costa Rica entre canais misteriosos e trilhos junto ao mar. Já com vista para o Vulcão Arenal, banhamo-nos em águas por ele aquecidas e caminhamos a par dos tons celestes do Rio com este nome. Depois de atravessarmos as viçosas montanhas de Monteverde que os mais corajosos poderão sobrevoar em slide, damos o primeiro de muitos mergulhos no Oceano Pacífico e caminhamos na deslumbrante praia em forma de cauda de baleia. Rumamos a sul e é na Península de Osa e no recôndito Parque Nacional do Corcovado que elevamos ao máximo a proximidade com a biodiversidade costa-riquenha. Terminamos esta viagem nas afamadas praias do Manuel António entre caminhadas e banhos refrescantes no mar. Uma viagem repleta de aventura onde te vais ligar à natureza e às gentes da Costa Rica, os Ticos, pessoas acolhedoras e de bom coração.

Pura Vida, o lema da Costa Rica, é exatamente o que te queremos mostrar nesta viagem. Acompanha a líder Ana Mano numa aventura pelas florestas e praias da Costa Rica e deixa-te impressionar pelas espécies animais com que te vais cruzar e com as gentes latinas que não te vão deixar indiferente.

O que iremos visitar na Costa Rica

  • Tortuguero e os seus canais
  • Vulcão Arenal
  • Termas naturais em La Fortuna
  • Rio Celeste
  • Bosque Nuboso de Monteverde
  • Caminhada às Cataratas del Tigre em Monteverde
  • Baía Drake e o Parque Nacional do Corcovado
  • Uvita e o Parque Nacional Marino Ballena
  • Praias e Parque Nacional Manuel António
Ler MaisLer Menos
  • + 16
  • 4 -12 pessoas
  • 15 dias
  • 2180€ / pessoa

Selecciona a viagem que procuras

  • VIAGEM À COSTA RICA - O paraíso da vida selvagem
    1 a 15 Ago 2024
  • VIAGEM À COSTA RICA - O paraíso da vida selvagem
    17 a 31 Ago 2024
  • VIAGEM À COSTA RICA - O paraíso da vida selvagem
    22 Fev a 8 Mar 2025

Reserva aqui a tua viagem

VIAGEM À COSTA RICA - O paraíso da vida selvagem

com Ana Mano

Viagem Esgotada
1 a 15 Ago 2024
Saber mais sobre esta edição Fechar informação desta edição

Da densidade urbana da cidade de San José partimos para o Caribe, onde o tranquilo Parque Nacional do Tortuguero nos espera. Se a natureza permitir, é aqui que vamos presenciar um momento muito especial: a desova das tartarugas-verdes. Já com vista para o Vulcão Arenal, banhamo-nos em águas por ele aquecidas e caminhamos a par dos tons celestes do Rio com este nome. Depois de atravessarmos as viçosas montanhas de Monteverde que os mais corajosos poderão sobrevoar em slide, damos o primeiro de muitos mergulhos no Oceano Pacífico e caminhamos na deslumbrante praia em forma de cauda de baleia, animais que esperamos observar também. Rumamos a sul e é na Península de Osa e no recôndito Parque Nacional do Corcovado que elevamos ao máximo a proximidade com a biodiversidade costa-riquenha. Terminamos esta viagem nas afamadas praias do Manuel António entre caminhadas e banhos refrescantes no mar. Uma viagem repleta de aventura onde te vais ligar à natureza e às gentes da Costa Rica, os Ticos, pessoas acolhedoras e de bom coração.

Pura Vida, o lema da Costa Rica, é exatamente o que te queremos mostrar nesta viagem. Acompanha a líder Ana Mano numa aventura pelas florestas e praias da Costa Rica e deixa-te impressionar pelas espécies animais com que te vais cruzar e com as gentes latinas que não te vão deixar indiferente.

O que iremos visitar na Costa Rica

  • Tortuguero e os seus canais
  • Desova das tartarugas no Tortuguero
  • Vulcão Arenal
  • Termas naturais em La Fortuna
  • Rio Celeste
  • Bosque Nebuloso de Monteverde
  • Caminhada às Cataratas del Tigre em Monteverde
  • Baía Drake e o Parque Nacional do Corcovado
  • Observação de baleias em Uvita
  • Parque Nacional Marino Ballena
  • Praias e Parque Nacional Manuel António

O que está incluído?

Alojamento
14 noites em hotel ou alojamento local

Refeições
Todos os pequenos-almoços
2 almoços

Atividades e Visitas

  • Parque Nacional Tortuguero
  • Passeio de Canoa pelos canais do Tortuguero
  • Trilho do Jaguar com acompanhamento de guia local
  • Observação da desova das tartarugas no Tortuguero
  • Parque Nacional Vulcão Tenorio e visita guiada a Rio Celeste
  • Trilho do Mirador El Silencio no Vulcão Arenal
  • Reserva Biológica do Bosque Nebuloso de Monteverde
  • Cataratas del Tigre em Monteverde
  • Parque Nacional Marino Ballena em Uvita
  • Tour de observação de Baleias em Uvita
  • Parque Nacional do Corcovado com guia local
  • Parque Nacional Manuel António com guia local

Guias locais em inglês ou espanhol

Transporte durante toda a viagem 
Exceto de carácter pessoal

Seguro Pessoal Básico de Viagem

Acompanhamento do líder da Landescape

O que não está incluído?

  • Voos internacionais
  • Transfers de/para o aeroporto

Alimentação não especificada (cerca de 30€/dia)

Atividades e visitas EXTRA:

  • Visita ao Vulcão Irazú (cerca de 16€ de bilhete e 12€ de autocarro)
  • Tour de Snorkeling à Isla del Caño a partir da Baía Drake, com almoço (cerca de 85€)
  • Conjunto de slides em Monteverde (cerca de 60€)

Despesas pessoais e gorjetas

Upgrade no Seguro Pessoal Básico de Viagem

Diário de Bordo

Dia 1   Chegada a San José

O primeiro dia desta viagem está reservado à tua chegada à Costa Rica. Já estarei à tua espera em San José e, se chegares cedo, podemos juntos explorar o centro desta capital. Em downtown, ambientamo-nos ao ritmo costa-riquenho caminhando pela Avenida Central, parando para um café aromático e observando a vida do Mercado Central. Da Praça da Cultura ao Museu Nacional, passamos pelo Parque Morazán e terminamos o dia no Bairro Escalante, um dos mais bonitos de San José.

Ao jantar farei um briefing sobre aquilo que serão os próximos dias e teremos oportunidade de nos conhecermos melhor antes de mergulharmos nesta aventura por terras da Pura Vida.
Estadia: Hotel

Dia 1   Chegada a San José

O primeiro dia desta viagem está reservado à tua chegada à Costa Rica. Já estarei à tua espera em San José e, se chegares cedo, podemos juntos explorar o centro desta capital. Em downtown, ambientamo-nos ao ritmo costa-riquenho caminhando pela Avenida Central, parando para um café aromático e observando a vida do Mercado Central. Da Praça da Cultura ao Museu Nacional, passamos pelo Parque Morazán e terminamos o dia no Bairro Escalante, um dos mais bonitos de San José.

Ao jantar farei um briefing sobre aquilo que serão os próximos dias e teremos oportunidade de nos conhecermos melhor antes de mergulharmos nesta aventura por terras da Pura Vida.
Estadia: Hotel

Dia 2   San José - Tortuguero

Deixamos a azáfama de San José e dirigimo-nos para terras caribenhas, com destino ao Parque Nacional do Tortuguero. Para lá chegar, há que atravessar montanhas nas regiões de Cartago e Limón até ao porto a partir de onde um barco nos levará à aldeia de Tortuguero. Não há alternativa a este meio de transporte uma vez que no Tortuguero não existem estradas nem carros e tudo é feito de bicicleta, de barco ou a pé.

A seguir ao almoço subimos ao Cerro Tortuguero numa pequena caminhada até ao miradouro que nos dará uma primeira perspetiva sobre os canais deste Parque Nacional antes de o imergirmos.

Convido-te a assistir ao por do sol junto ao rio enquanto saboreamos um bom café ou um sumo de frutas fresco. Na Costa Rica anoitece cedo e o melhor a fazer num serão nesta pequena aldeia rodeada de mar, rio e manguezais é baloiçar numa cama de rede e aproveitar o fresco da noite. Aproveita a tranquilidade para desacelerar e para te conectares com a natureza

Ao cair da noite, aguardamos um dos momentos mais especiais desta viagem: presenciar a desova das tartarugas-verdes, as que escolhem todos os anos desovar nesta praia nos meses de verão. É um processo demorado e guiado por locais que se esforçam pela proteção destas espécies. Um momento que não irás esquecer.
Estadia: Guesthouse

Dia 3   Tortuguero

Ainda antes do pequeno-almoço, um guia local vai conduzir-nos de canoa pelo amplo Rio Tortuguero até aos estreitos canais deste Parque Nacional para observarmos o despertar das espécies animais que por aqui vivem, tentando avistar principalmente aves, répteis, anfíbios e símios.

De regresso à aldeia e após repor energias para o dia, caminhamos o Trilho do Jaguar, paralelo ao Mar do Caribe e à praia onde centenas de tartarugas-verde escolhem todos os anos desovar (principalmente entre julho e setembro). Agora por terra, sentimos a densidade e a diversidade da flora deste Parque Nacional e, se a natureza permitir, encontraremos as nossas primeiras preguiças na Costa Rica.

Após o almoço temos tempo livre para recuperar de uma manhã bem preenchida, explorar a aldeia e as suas pequenas lojas ou para dar um passeio junto ao mar. Ao final da tarde e já depois do sol se pôr, juntamo-nos de novo, agora para uma experiência mais arrepiante: apura bem os teus sentidos e prepara a lanterna para uma caminhada noturna pelos bosques tropicais do Tortuguero. Escuta os sons da floresta e abre bem os olhos para procurar espécies como rãs, insetos, serpentes, aranhas e roedores que por aqui saem ao cair da noite.

Após o almoço temos tempo livre para recuperar de uma manhã bem preenchida. Explorar a aldeia e as suas pequenas lojas ou para dar um passeio junto ao mar. Convido-te a assistir ao por do sol junto ao rio enquanto saboreamos um bom café ou um sumo de frutas fresco. Na Costa Rica anoitece cedo e o melhor a fazer num serão nesta pequena aldeia rodeada de mar, rio e manguezais é baloiçar numa cama de rede e aproveitar o fresco da noite. Aproveita a tranquilidade para desacelerar e para te conectares com a natureza.
Estadia: Guesthouse

Dia 4   Tortuguero – La Fortuna

Saímos de barco do Tortuguero, despedindo-nos deste lugar especial e deste rio. Já em terra, atravessamos até ao interior norte da Costa Rica e à medida que nos aproximamos de La Fortuna, vai-se tornando mais nítida a forma cónica do Vulcão Arenal. É nas imediações deste vulcão ativo de 1657 metros de altitude que passaremos estes dois dias. Nem sempre o clima permite avistá-lo por completo, por isso estaremos atentos ao momento em que as nuvens se dissipem e nos permitam vislumbrar esta força da natureza.

Nesta tarde, convido-vos a relaxar nas Termas do Rio Chollín. Aqui vamos procurar um jacuzzi natural para nos recostarmos e desfrutarmos da água quente bem no meio da selva. Ao final do dia será hora de conhecer o pequeno centro de La Fortuna e de repor energias num restaurante local.
Estadia: Hotel

Dia 5   Rio Celeste

Partiremos cedo de La Fortuna, em direção a norte e ao rio mais encantador da Costa Rica. Com esperança de que nos espere um céu claro e luminoso, que nos permita ver de forma nítida o fenómeno natural de mudança de cor do rio, embrenhamo-nos nas montanhas da região de Alajuela até chegarmos ao Rio Celeste. Deixamo-nos absorver floresta adentro, parando a cada passo para observar a densa flora, para identificar algum animal no meio desta ou para avistar ao longe o Vulcão Tenório. Após uma tranquila caminhada de cerca de 2 horas, abeiramo-nos do local em que dois afluentes confluem e em que, da junção dos seus minerais, surge a cor celeste que caracteriza este rio.

O almoço será num restaurante local e antes de regressarmos a La Fortuna, ainda temos oportunidade de relaxar na natureza e dar um mergulho no rio.

Chegaremos já perto do final da tarde. Aproveita o restante tempo para procurar aquela lembrança especial, para tomar um café especial ou para relaxar com uma Imperial, a cerveja nacional da Costa Rica.
Estadia: Hotel

Dia 6   La Fortuna - Monteverde

A manhã é passada em caminhada em torno do Vulcão Arenal, aquele que até 1968 era considerado extinto, mas que entrou em erupção depois de 400 anos de inatividade. Até 2010 foi emitindo com frequência gases e vapores de água assim como algumas explosões de fragmentos de rocha sólida. Em 2010 registou-se a sua última erupção, provocando a evacuação do Parque Nacional Vulcão Arenal. Com este imaginário nas nossas mentes, vamos percorrer alguns trilhos ao seu redor, caminhando ainda sobre lava da erupção de 1968.

A Costa Rica é um país tropical cheio de microclimas. Esperamos que ao longo desta manhã o tempo esteja a nosso favor e nos proporcione vistas claras sobre o vulcão.

À tarde seguimos caminho para a zona mais verde da Costa Rica, a 1300 metros de altitude, nas conhecidas montanhas nebulosas de Monteverde. Para lá chegar há que atravessar o Lago Arenal de barco e subir quilómetros lentos que nos permitem admirar as vistas. Instalamo-nos na vila de Santa Elena e saímos para a explorar logo após a chegada, terminando a tarde num lugar especial com o sol a cair por detrás das montanhas. Procuramos um restaurante acolhedor para jantar e nos aconchegar do fresquinho da noite que já se poderá fazer sentir lá fora.
Estadia: Hotel

Dia 7   Monteverde

Cerca de metade do território da Costa Rica é composto por florestas tropicais e aqui em Monteverde encontra-se uma das mais conhecidas florestas nebulosas das poucas que há no mundo. Vamos passar a manhã a percorrer os seus trilhos, deparando-nos pelo caminho com cascatas, miradouros e pontes suspensas… talvez também com alguns animais, já que este é habitat para aproximadamente 100 espécies de mamíferos, 400 espécies de aves e 161 espécies de anfíbios e répteis. Alguns havemos de encontrar!

A diversidade de atividades em Monteverde é também vasta e deixamos esta tarde livre precisamente para que possas escolher aquilo que mais desejas fazer: caminhar em pontes suspensas sobre a floresta nebulosa, fazer o maior slide da América Latina, visitar uma quinta local de produção de café são opções que te posso sugerir e ajudar a realizar (atividades EXTRA).

Encontramo-nos para jantar pois quero ouvir as vossas partilhas desta tarde repleta de adrenalina para uns e de conhecimento ou relaxe para outros.
Estadia: Hotel

Dia 8   Monteverde - Uvita

Depois de um saboroso café com uma ampla vista sobre as montanhas estamos despertos para a caminhada desta manhã às Cataratas del Tigre. Faremos 8 quilómetros, metade a descer e metade a subir. O circuito é circular e levar-nos-á por caminhos estreitos, pontes e várias cascatas. Na maior delas fazemos uma paragem para os mais corajosos se poderem banhar nas frescas águas do rio. É uma caminhada de dificuldade média e no final repomos as devidas energias antes de deixarmos o interior da Costa Rica.

Passamos a tarde a caminho de Uvita, desde as montanhas até à costa, a sul. Mal chegamos e já se sente o cheiro a mar e um ambiente descontraído de praia. Bem-vindos ao Oceano Pacífico.
Estadia: Hotel

Dia 9   Uvita / Parque Nacional Marino Ballena

Estamos no Parque Nacional Marino Ballena, local preferido de vários tipos de golfinhos e das baleias jubarte, que chegam todos os anos para aqui realizar o seu ciclo reprodutivo (entre julho e outubro). Nesta manhã vamos mar adentro procurar avistar este mamífero tão especial.

Após 8 intensos dias de viagem já precisamos de uma tarde de ritmo mais lento. Proponho passear à beira-mar e intercalar com mergulhos no mar, havendo tempo para uma água de coco refrescante. Quando a maré estiver baixa caminhamos até ao fundo da praia, até à formação arenosa em forma de cauda de baleia… sim, curiosamente as baleias escolheram reproduzir-se numa praia com uma forma que lhes é muito familiar.
Estadia: Hotel

Dia 10   Uvita – Baía Drake

Chegou o dia de nos dirigirmos ao destino de mais difícil acesso desta viagem: Baía Drake na Península de Osa. Saimos cedo de Uvita pois temos cerca de 2 horas de caminho até Sierpe onde teremos de apanhar um barco, atravessar os manguezais do Rio Sierpe para chegar à baía mais bonita da Costa Rica.

Aqui não há um porto, desembarcamos em plena praia de Drake onde há que descalçar para não molhar o calçado e há que transportar as malas até deixar a areia. Drake é uma vila pequena e muito especial, uma porta de entrada para o Parque Nacional do Corcovado, o principal motivo que aqui nos traz.

Nesta tarde não vais querer senão aproveitar com calma a beleza da praia de Drake. Podemos caminhar ao longo deste areal e ver a vida local acontecer enquanto bebemos um sumo de frutas ou provamos um rum local. Ao final da tarde aguarda-nos uma atividade especial que nos poderá levar a conhecer mais em terra ou em mar, dependendo das condições atmosféricas. Sairemos desta com apetite para um jantar reforçado e uma bela noite de descanso.

No que estar desta tarde não vais querer senão aproveitar com calma a beleza da praia de Drake. Podemos caminhar ao longo deste areal e ver a vida local acontecer enquanto bebemos um sumo de frutas ou provamos um rum local.
Estadia: Guesthouse

Dia 11   Baía Drake / Parque Nacional Corcovado

O Parque Nacional do Corcovado é lar de mais de 140 espécies de mamíferos, 120 espécies de répteis, 6000 espécies de insetos e mais de 400 tipos de pássaros. Além disso, neste espetacular parque existem 500 espécies de árvores e 150 espécies de orquídeas. É por isso considerado o lugar biologicamente mais intenso da Terra. Prontos para o percorrer?

Acordamos bem cedo e pelas 6h da manhã já estaremos a bordo do barco que nos vai levar à entrada do Parque. Daí exploramos a pé vários trilhos entre a selva e a costa, eventualmente encontrando espécies como antas, macacos, crocodilos, tapires, pássaros raros, entre outros. Vamos em direção a Sirena, a Estação de Rangers que fica no centro do parque, onde fazemos uma pausa. Estaremos de volta ao início da tarde, de pernas cansadas mas certamente com mais conhecimento sobre a biodiversidade da Costa Rica e com vários animais avistados.

Repomos energias num almoço tardio, havendo tempo para um banho e para parar para assimilar as memórias desta manhã intensa. Encontramo-nos ao por do sol, que se faz sempre cedo na Costa Rica, e para jantarmos juntos com vista para o horizonte infinito do Oceano Pacífico.
Estadia: Guesthouse

Dia 12   Baía Drake / Parque Nacional Corcovado

Este dia é livre em Baía Drake. Para os que já sentem o cansaço dos últimos 11 dias de viagem, poderão descansar pela praia e pela aldeia. Porém, a líder recomenda uma atividade EXTRA que acompanhará no caso de a maioria do grupo a realizar: o tour de snorkeling à Isla del Caño. Esta Reserva Biológica situa-se a 16km da costa e as suas águas representam uma das formações de arrecifes coralinos mais extensos e em melhor estado da costa do Pacífico da Costa Rica. É também uma zona importante para a criação de baleias, tanto do hemisfério norte como do sul, assim como de espécies autóctones de golfinhos.

Passamos a manhã a observar o fundo do mar esperando encontrar tartarugas, tubarões, raias, estrelas-do-mar e diversos peixes coloridos. Após algumas horas, desembarcamos numa praia já na Península de Osa, onde almoçamos em estilo picnic. Quando nos sentirmos recuperados, regressaremos a pé para a Baía Drake, por um trilho entre a selva e praias desertas.
Estadia: Guesthouse

Dia 13   Baía Drake – Manuel António

Despedimo-nos da Baía Drake já a bordo do barco de volta a Sierpe. Vamos agora em direção a Norte, ao mais popular Parque Nacional da Costa Rica – o Manuel António. À chegada procuramos um restaurante para almoçar e fazemos o check-in no hotel, antes de nos dirigirmos às conhecidas praias.

Durante esta tarde vamos explorar a área exterior do parque essencialmente ao longo da Praia Espadilla. Teremos ainda tempo para relaxar entre mergulhos e banhos de sol, optar por uma massagem ali mesmo na praia ou, se estiveres com energia, fazer uma aula de surf, uma vez que esta baía é recomendada para uma primeira aula desta modalidade. Aproveita.
Estadia: Hotel

Dia 14   Manuel António – San José

Percorrer trilhos rodeados de fauna silvestre e usufruir de praias paradisíacas é o melhor que temos a fazer neste dia. Começamos com uma visita guiada ao Parque Nacional Manuel António, um bosque tropical muito húmido onde coexistem espécies de flora e fauna em vias de extinção. Pelo caminho esperamos observar macacos-capuchinho, preguiças, iguanas, guaxinins, veados assim como os macacos-esquilo, autóctones deste parque.

No final da visita guiada, percorremos mais alguns trilhos que nos levam a miradouros com vistas amplas sobre as praias e sobre o imenso Pacífico. Quando o cansaço apertar, desfrutamos ora da Praia Manuel António ora da Praia Espadilla Sul, ambas muito aprazíveis.

Com as máquinas fotográficas carregadas de fotografias, viajamos ao final da tarde de volta a San José, onde faremos o jantar de despedida desta intensa viagem.
Estadia: Hotel

Dia 15   Partida de San José

Este dia é reservado à tua partida da Costa Rica. Organizaremos devidamente os transferes para o aeroporto de San José, de acordo com os horários dos vários viajantes. Partes certamente repleto de fortes memórias e recarregado de boas energias do país da Pura Vida!

Para quem partir mais tarde neste dia, pode ainda visitar o Irazú, o mais alto vulcão do país, ou o recomendado Museu Nacional da Costa Rica (atividades EXTRA).

Foi um prazer acompanhar-te nesta aventura e espero muito em breve rever-te. Pura Vida.

Esta viagem encontra-se esgotada.
Caso pretendas ficar em lista de espera para a mesma, entra por favor em contacto connosco.

Perguntas Frequentes

Como é o roteiro da viagem?

Esta viagem à Costa Rica é uma verdadeira imersão na natureza. O verde das florestas vai acompanhar-nos em praticamente toda a viagem. Sendo um país tão bio diverso, é também uma viagem em que a observação de animais é uma das principais atividades. Vamos caminhar muito pela natureza, mas de forma tranquila para podermos absorvê-la e observar aquilo com que nos cruzarmos. Há também uma componente de praia a partir do meio da viagem, quando chegamos à costa do Pacífico.

Na Landescape não nos limitamos àquilo que está escrito no roteiro dia-a-dia. Gostamos de ter liberdade de nos adaptarmos ao desejo do grupo e até ao momento. Claro que visitamos tudo o que está escrito, podendo, no entanto, não ser na ordem ou no dia mencionado e, se ficar para trás alguma coisa, é porque houve algo melhor que o justificou. Lembramos também que o primeiro dia está reservado à chegada, pelo que só iniciamos as atividades no dia seguinte.

É necessário visto para entrar na Costa Rica?

Os residentes nos países da União Europeia não necessitam de visto para entrar na Costa Rica, apenas passaporte válido por 6 meses, contados a partir da data de regresso e com pelo menos duas páginas vazias onde será declarada a entrada e saída do país.

NOTA: Se o teu voo (tanto de ida como de regresso) fizer escala nos EUA terás de fazer o ESTA. É um processo simples, feito online, e tem um custo de US$14. Se o teu voo fizer escala no Canadá, terás de fazer o eTA. Tem um custo de CAD $7, e também podes fazê-lo online.

Como funcionam os transfers de/para o aeroporto?

À chegada ao Aeroporto de San José podes:
1) apanhar um táxi à saída do aeroporto que custará cerca de 20€;
2) chamar um Uber (o aeroporto tem wi-fi disponível) que custará cerca de 15€;
3) contratar um transfer que esteja à tua espera com o teu nome e que te levará até ao nosso hotel, o que custará cerca de 30€ (até 4 pessoas com malas de cabine). Para reservar esta última opção, poderás requerer diretamente ao líder nos dias anteriores à viagem.

A viagem do aeroporto para o centro deverá demorar cerca de 30 minutos, dependendo das condições do trânsito no momento.

No dia da partida, vamos organizar-nos de acordo com os horários dos voos de cada um e de forma a otimizar os transportes para o aeroporto quer seja de Uber, transfer ou autocarro.

Como são os alojamentos durante a viagem?

Toda a estadia na Costa Rica é feita em hotéis familiares ou guesthouses, de preferência bem localizados. Todos os quartos serão preferencialmente twin (com duas camas separadas), salvo exceções em que, por questões de disponibilidade, poderão ser duplos ou triplos, com casa de banho privativa (com toalhas).

Como são os transportes no país?

O transporte em distâncias mais longas será feito maioritariamente em transportes privados ou mini vans, mas pontualmente podemos utilizar transportes públicos, como está previsto para a viagem entre Manuel António e San José. Também vamos fazer várias viagens de barco (por exemplo para chegar ao Tortuguero, para chegar a Baía Drake e para atravessar o Lago Arenal). Sempre que necessário, para distâncias mais curtas utilizaremos outros meios, como autocarros locais ou táxis. As estradas nem sempre são as melhores por isso, às vezes, curtas distâncias demoram mais do que o esperado. Sugiro-te que desfrutes do caminho e aproveites as paisagens.

É seguro viajar na Costa Rica?

A Costa Rica é um país bastante seguro, sendo até considerado o país mais seguro da América Central. Porém, é sempre recomendável fazer uso do bom-senso evitando locais isolados nas cidades, andar sozinho à noite ou ostentar objetos de valor. A maioria dos locais por onde passamos ao longo da viagem são vilas pequenas e tranquilas onde te sentirás em segurança. Porém, há a exceção de San José, a capital que, como cidade grande, tem alguns bairros de ambiente mais duvidoso. É desaconselhável andar a pé em San José após as 20h a não ser que te desloques de Uber ou a não ser que estejas no Bairro Escalante, o mais tranquilo da cidade.

O seguro básico de viagem é suficiente para esta viagem?

Não, tendo em conta que o programa desta viagem prevê a realização de atividades de aventura que o Seguro Básico não cobre. Recomendamos por isso que procedas a um upgrade para o Seguro Exploração para ficares protegido de qualquer acidente que possa ocorrer durante a prática destas atividades. Em alternativa, podes adquirir um seguro adaptado a esta viagem disponível noutra seguradora.

Por que são os guias locais importantes na Costa Rica?

Por vezes em algumas atividades ou caminhadas vamos ser acompanhados de um guia local (em inglês ou em espanhol, dependendo da disponibilidade). Geralmente serão guias locais especializados em biologia e treinados para detetar os maiores e os mais pequenos animais na natureza. Não estando nós habituados a este ambiente e não sendo conhecedores da fauna do país, torna-se muito difícil detetar a vida animal que poderá estar escondida na flora. Por isso, ter connosco alguém que nos ajuda nesta tarefa é uma grande vantagem, conseguiremos ver mais e sairemos com mais conhecimento sobre a biodiversidade costa-riquenha.

É uma viagem cansativa?

Ao longo desta viagem vamos fazer várias caminhadas pela natureza. Por vezes de uma manhã inteira ou de uma tarde inteira. Porém, serão caminhadas de baixa dificuldade, em que vamos sem pressa, com várias paragens para observar a vida animal. Os trilhos não requerem conhecimento técnico mas, para quem não seja fisicamente ativo na vida, poderá ser um desafio extra. Há apenas uma exceção que requer maior esforço: a caminhada às Cataratas del Tigre em Monteverde, 8km de dificuldade média e em que o terreno é mais acidentado (muita descida e muita subida). Há ainda atividades desportivas extra, como snorkeling, slide, rapel ou kayak, entre outros.

Qual a roupa mais adequada?

O clima na Costa Rica é tropical e instável e, sendo um país com duas costas completamente distintas, o tempo pode variar radicalmente de uma para a outra. Na Costa Rica temos sempre de estar preparados quer para o calor como para a chuva, sendo que os aguaceiros podem surgir a qualquer momento. O calor faz-se sentir todo o ano em todos os locais por onde vamos passar, à exceção de Monteverde onde estamos a 1300m de altitude.

Leva roupa confortável e fresca, um impermeável e um guarda-chuva pequeno. Um agasalho e uma camisola mais quente também poderão ser úteis em Monteverde, assim como nos shuttles ou nos autocarros onde há tendência para exagerar no ar condicionado.

Quanto a calçado, é obrigatório um calçado de caminhada fechado. Informações adicionais podem ser consultadas no nosso Manual do Viajante que é enviado por e-mail após a inscrição na viagem.

Que comida será servida?

A comida na Costa Rica não é muito diferente da nossa gastronomia mais básica, pelo que conseguirás sempre comer um prato de arroz, feijão, salada e carne ou peixe. Isto é chamado de “casado” na Costa Rica e é o mais típico. Tendo muita presença e influência de estrangeiros no país, para variar poderás sempre encontrar uma pizza, uma massa ou uns tacos. O pequeno-almoço típico é composto também por arroz, feijão e ovos, pelo que prepara-te para pequenos-almoços reforçados. Os sumos de fruta e o café são o que mais se toma por aqui. A cerveja é bastante comum, ao contrário do vinho que é um produto mais caro, apesar de se encontrar.

Como é a interação com a vida animal durante as atividades propostas no programa?

Enquanto viajantes conscientes e responsáveis, que procuram um equilíbrio com os ecossistemas que visitamos e o menor impacto possível com os habitats naturais, está totalmente desaconselhado pela Landescape qualquer tipo de interação física com a biodiversidade marinha ou animais selvagens. Tocar em estrelas do mar, tartarugas e corais, só para citar alguns exemplos, é totalmente proibido, assim como alimentar animais selvagens. É igualmente proibido trazer connosco em viagem conchas, corais ou outro tipo de matérias.

Alertamos também para o impacto da utilização de cremes protectores e outro tipo de produtos de cosmética na água do mar, recomendando que optem por produtos biodegradáveis e ecológicos que minimizem esse impacto negativo. Consulta o nosso artigo dos Produtos de cosmética amigos do ambiente para mais informações.

Esta viagem exige cuidados de saúde especiais?

Esta viagem não exige cuidados especiais de saúde, porém é recomendado o agendamento de consulta do viajante. A Landescape tem uma parceria estabelecida com duas médicas formadas em Medicina do Viajante que te podem melhor aconselhar sobre todos os cuidados de saúde necessários e eventuais vacinas de prevenção para viajar na Guatemala. Dessa forma, podes agendar uma Consulta do Viajante Online na data e hora que te for mais conveniente com uma delas.

Quanto ao dinheiro para a viagem?

Não é muito fácil trocar dinheiro na Costa Rica, a não ser à chegada ao aeroporto. O mais comum é o pagamento com cartão e ter algum dinheiro em colones ou em dólares americanos para despesas mais pequenas. A maioria dos custos inerentes à viagem está já coberta no valor pago à Landescape aquando da inscrição, pelo que o valor adicional que cada viajante deverá levar depende muito dos seus consumos, nomeadamente se come muito, se consome muito ou se tem intenção de trazer muitas lembranças. Conta com cerca de 25€ a 30€ por dia para refeições e snacks. Tem em conta também o custo das Atividades Extra (opcionais) que queres fazer como por exemplo o snorkeling na Isla del Caño, os slides ou outras atividades em Monteverde e a ida ao Vulcão Irazú.

Outras informações relevantes.

Em vários parques naturais da Costa Rica não é permitido entrar com plásticos descartáveis, pelo que é fundamental trazeres uma garrafa de água reutilizável para encher com água potável geralmente disponibilizada à entrada dos mesmos.

seguros-de-viagem-landescape

SEGURO DE VIAGEM

Descobre qual o seguro de viagem que melhor se adequa às tuas necessidades.

consulta-do-viajante-landescape

CONSULTA DO VIAJANTE

Agenda já a tua consulta para ficares a par dos cuidados de saúde recomendados e obrigatórios desta viagem.

Queres que entre em contacto contigo?

A nossa equipa irá acompanhar-te e dar-te todo o apoio necessário.

Sobre o Líder


Ana Mano

Viajar é conhecer modos de vida diferentes. Aquilo que levo comigo do que vejo, sinto e aprendo em viagem, equilibra-me e recorda-me continuamente de quão belo é o mundo. Saber mais

Outros destinos que lidera

VIAGEM À COSTA RICA - O paraíso da vida selvagem

com Ana Mano

Viagem Esgotada
17 a 31 Ago 2024
Saber mais sobre esta edição Fechar informação desta edição

Da densidade urbana da cidade de San José partimos para o Caribe, onde o tranquilo Parque Nacional do Tortuguero nos espera. Se a natureza permitir, é aqui que vamos presenciar um momento muito especial: a desova das tartarugas-verdes. Já com vista para o Vulcão Arenal, banhamo-nos em águas por ele aquecidas e caminhamos a par dos tons celestes do Rio com este nome. Depois de atravessarmos as viçosas montanhas de Monteverde que os mais corajosos poderão sobrevoar em slide, damos o primeiro de muitos mergulhos no Oceano Pacífico e caminhamos na deslumbrante praia em forma de cauda de baleia, animais que esperamos observar também. Rumamos a sul e é na Península de Osa e no recôndito Parque Nacional do Corcovado que elevamos ao máximo a proximidade com a biodiversidade costa-riquenha. Terminamos esta viagem nas afamadas praias do Manuel António entre caminhadas e banhos refrescantes no mar. Uma viagem repleta de aventura onde te vais ligar à natureza e às gentes da Costa Rica, os Ticos, pessoas acolhedoras e de bom coração.

Pura Vida, o lema da Costa Rica, é exatamente o que te queremos mostrar nesta viagem. Acompanha a líder Ana Mano numa aventura pelas florestas e praias da Costa Rica e deixa-te impressionar pelas espécies animais com que te vais cruzar e com as gentes latinas que não te vão deixar indiferente.

O que iremos visitar na Costa Rica

  • Tortuguero e os seus canais
  • Desova das tartarugas no Tortuguero
  • Vulcão Arenal
  • Termas naturais em La Fortuna
  • Rio Celeste
  • Bosque Nebuloso de Monteverde
  • Caminhada às Cataratas del Tigre em Monteverde
  • Baía Drake e o Parque Nacional do Corcovado
  • Observação de baleias em Uvita
  • Parque Nacional Marino Ballena
  • Praias e Parque Nacional Manuel António

O que está incluído?

Alojamento
14 noites em hotel ou alojamento local

Refeições
Todos os pequenos-almoços
2 almoços

Atividades e Visitas

  • Parque Nacional Tortuguero
  • Passeio de Canoa pelos canais do Tortuguero
  • Trilho do Jaguar com acompanhamento de guia local
  • Observação da desova das tartarugas no Tortuguero
  • Parque Nacional Vulcão Tenorio e visita guiada a Rio Celeste
  • Trilho do Mirador El Silencio no Vulcão Arenal
  • Reserva Biológica do Bosque Nebuloso de Monteverde
  • Cataratas del Tigre em Monteverde
  • Parque Nacional Marino Ballena em Uvita
  • Tour de observação de Baleias em Uvita
  • Parque Nacional do Corcovado com guia local
  • Parque Nacional Manuel António com guia local

Guias locais em inglês ou espanhol

Transporte durante toda a viagem 
Exceto de carácter pessoal

Seguro Pessoal Básico de Viagem

Acompanhamento do líder da Landescape

O que não está incluído?

  • Voos internacionais
  • Transfers de/para o aeroporto

Alimentação não especificada (cerca de 30€/dia)

Atividades e visitas EXTRA:

  • Visita ao Vulcão Irazú (cerca de 16€ de bilhete e 12€ de autocarro)
  • Tour de Snorkeling à Isla del Caño a partir da Baía Drake, com almoço (cerca de 85€)
  • Conjunto de slides em Monteverde (cerca de 60€)

Despesas pessoais e gorjetas

Upgrade no Seguro Pessoal Básico de Viagem

Diário de Bordo

Dia 1   Chegada a San José

O primeiro dia desta viagem está reservado à tua chegada à Costa Rica. Já estarei à tua espera em San José e, se chegares cedo, podemos juntos explorar o centro desta capital. Em downtown, ambientamo-nos ao ritmo costa-riquenho caminhando pela Avenida Central, parando para um café aromático e observando a vida do Mercado Central. Da Praça da Cultura ao Museu Nacional, passamos pelo Parque Morazán e terminamos o dia no Bairro Escalante, um dos mais bonitos de San José.

Ao jantar farei um briefing sobre aquilo que serão os próximos dias e teremos oportunidade de nos conhecermos melhor antes de mergulharmos nesta aventura por terras da Pura Vida.
Estadia: Hotel

Dia 1   Chegada a San José

O primeiro dia desta viagem está reservado à tua chegada à Costa Rica. Já estarei à tua espera em San José e, se chegares cedo, podemos juntos explorar o centro desta capital. Em downtown, ambientamo-nos ao ritmo costa-riquenho caminhando pela Avenida Central, parando para um café aromático e observando a vida do Mercado Central. Da Praça da Cultura ao Museu Nacional, passamos pelo Parque Morazán e terminamos o dia no Bairro Escalante, um dos mais bonitos de San José.

Ao jantar farei um briefing sobre aquilo que serão os próximos dias e teremos oportunidade de nos conhecermos melhor antes de mergulharmos nesta aventura por terras da Pura Vida.
Estadia: Hotel

Dia 2   San José - Tortuguero

Deixamos a azáfama de San José e dirigimo-nos para terras caribenhas, com destino ao Parque Nacional do Tortuguero. Para lá chegar, há que atravessar montanhas nas regiões de Cartago e Limón até ao porto a partir de onde um barco nos levará à aldeia de Tortuguero. Não há alternativa a este meio de transporte uma vez que no Tortuguero não existem estradas nem carros e tudo é feito de bicicleta, de barco ou a pé.

A seguir ao almoço subimos ao Cerro Tortuguero numa pequena caminhada até ao miradouro que nos dará uma primeira perspetiva sobre os canais deste Parque Nacional antes de o imergirmos.

Convido-te a assistir ao por do sol junto ao rio enquanto saboreamos um bom café ou um sumo de frutas fresco. Na Costa Rica anoitece cedo e o melhor a fazer num serão nesta pequena aldeia rodeada de mar, rio e manguezais é baloiçar numa cama de rede e aproveitar o fresco da noite. Aproveita a tranquilidade para desacelerar e para te conectares com a natureza

Ao cair da noite, aguardamos um dos momentos mais especiais desta viagem: presenciar a desova das tartarugas-verdes, as que escolhem todos os anos desovar nesta praia nos meses de verão. É um processo demorado e guiado por locais que se esforçam pela proteção destas espécies. Um momento que não irás esquecer.
Estadia: Guesthouse

Dia 3   Tortuguero

Ainda antes do pequeno-almoço, um guia local vai conduzir-nos de canoa pelo amplo Rio Tortuguero até aos estreitos canais deste Parque Nacional para observarmos o despertar das espécies animais que por aqui vivem, tentando avistar principalmente aves, répteis, anfíbios e símios.

De regresso à aldeia e após repor energias para o dia, caminhamos o Trilho do Jaguar, paralelo ao Mar do Caribe e à praia onde centenas de tartarugas-verde escolhem todos os anos desovar (principalmente entre julho e setembro). Agora por terra, sentimos a densidade e a diversidade da flora deste Parque Nacional e, se a natureza permitir, encontraremos as nossas primeiras preguiças na Costa Rica.

Após o almoço temos tempo livre para recuperar de uma manhã bem preenchida, explorar a aldeia e as suas pequenas lojas ou para dar um passeio junto ao mar. Ao final da tarde e já depois do sol se pôr, juntamo-nos de novo, agora para uma experiência mais arrepiante: apura bem os teus sentidos e prepara a lanterna para uma caminhada noturna pelos bosques tropicais do Tortuguero. Escuta os sons da floresta e abre bem os olhos para procurar espécies como rãs, insetos, serpentes, aranhas e roedores que por aqui saem ao cair da noite.

Após o almoço temos tempo livre para recuperar de uma manhã bem preenchida. Explorar a aldeia e as suas pequenas lojas ou para dar um passeio junto ao mar. Convido-te a assistir ao por do sol junto ao rio enquanto saboreamos um bom café ou um sumo de frutas fresco. Na Costa Rica anoitece cedo e o melhor a fazer num serão nesta pequena aldeia rodeada de mar, rio e manguezais é baloiçar numa cama de rede e aproveitar o fresco da noite. Aproveita a tranquilidade para desacelerar e para te conectares com a natureza.
Estadia: Guesthouse

Dia 4   Tortuguero – La Fortuna

Saímos de barco do Tortuguero, despedindo-nos deste lugar especial e deste rio. Já em terra, atravessamos até ao interior norte da Costa Rica e à medida que nos aproximamos de La Fortuna, vai-se tornando mais nítida a forma cónica do Vulcão Arenal. É nas imediações deste vulcão ativo de 1657 metros de altitude que passaremos estes dois dias. Nem sempre o clima permite avistá-lo por completo, por isso estaremos atentos ao momento em que as nuvens se dissipem e nos permitam vislumbrar esta força da natureza.

Nesta tarde, convido-vos a relaxar nas Termas do Rio Chollín. Aqui vamos procurar um jacuzzi natural para nos recostarmos e desfrutarmos da água quente bem no meio da selva. Ao final do dia será hora de conhecer o pequeno centro de La Fortuna e de repor energias num restaurante local.
Estadia: Hotel

Dia 5   Rio Celeste

Partiremos cedo de La Fortuna, em direção a norte e ao rio mais encantador da Costa Rica. Com esperança de que nos espere um céu claro e luminoso, que nos permita ver de forma nítida o fenómeno natural de mudança de cor do rio, embrenhamo-nos nas montanhas da região de Alajuela até chegarmos ao Rio Celeste. Deixamo-nos absorver floresta adentro, parando a cada passo para observar a densa flora, para identificar algum animal no meio desta ou para avistar ao longe o Vulcão Tenório. Após uma tranquila caminhada de cerca de 2 horas, abeiramo-nos do local em que dois afluentes confluem e em que, da junção dos seus minerais, surge a cor celeste que caracteriza este rio.

O almoço será num restaurante local e antes de regressarmos a La Fortuna, ainda temos oportunidade de relaxar na natureza e dar um mergulho no rio.

Chegaremos já perto do final da tarde. Aproveita o restante tempo para procurar aquela lembrança especial, para tomar um café especial ou para relaxar com uma Imperial, a cerveja nacional da Costa Rica.
Estadia: Hotel

Dia 6   La Fortuna - Monteverde

A manhã é passada em caminhada em torno do Vulcão Arenal, aquele que até 1968 era considerado extinto, mas que entrou em erupção depois de 400 anos de inatividade. Até 2010 foi emitindo com frequência gases e vapores de água assim como algumas explosões de fragmentos de rocha sólida. Em 2010 registou-se a sua última erupção, provocando a evacuação do Parque Nacional Vulcão Arenal. Com este imaginário nas nossas mentes, vamos percorrer alguns trilhos ao seu redor, caminhando ainda sobre lava da erupção de 1968.

A Costa Rica é um país tropical cheio de microclimas. Esperamos que ao longo desta manhã o tempo esteja a nosso favor e nos proporcione vistas claras sobre o vulcão.

À tarde seguimos caminho para a zona mais verde da Costa Rica, a 1300 metros de altitude, nas conhecidas montanhas nebulosas de Monteverde. Para lá chegar há que atravessar o Lago Arenal de barco e subir quilómetros lentos que nos permitem admirar as vistas. Instalamo-nos na vila de Santa Elena e saímos para a explorar logo após a chegada, terminando a tarde num lugar especial com o sol a cair por detrás das montanhas. Procuramos um restaurante acolhedor para jantar e nos aconchegar do fresquinho da noite que já se poderá fazer sentir lá fora.
Estadia: Hotel

Dia 7   Monteverde

Cerca de metade do território da Costa Rica é composto por florestas tropicais e aqui em Monteverde encontra-se uma das mais conhecidas florestas nebulosas das poucas que há no mundo. Vamos passar a manhã a percorrer os seus trilhos, deparando-nos pelo caminho com cascatas, miradouros e pontes suspensas… talvez também com alguns animais, já que este é habitat para aproximadamente 100 espécies de mamíferos, 400 espécies de aves e 161 espécies de anfíbios e répteis. Alguns havemos de encontrar!

A diversidade de atividades em Monteverde é também vasta e deixamos esta tarde livre precisamente para que possas escolher aquilo que mais desejas fazer: caminhar em pontes suspensas sobre a floresta nebulosa, fazer o maior slide da América Latina, visitar uma quinta local de produção de café são opções que te posso sugerir e ajudar a realizar (atividades EXTRA).

Encontramo-nos para jantar pois quero ouvir as vossas partilhas desta tarde repleta de adrenalina para uns e de conhecimento ou relaxe para outros.
Estadia: Hotel

Dia 8   Monteverde - Uvita

Depois de um saboroso café com uma ampla vista sobre as montanhas estamos despertos para a caminhada desta manhã às Cataratas del Tigre. Faremos 8 quilómetros, metade a descer e metade a subir. O circuito é circular e levar-nos-á por caminhos estreitos, pontes e várias cascatas. Na maior delas fazemos uma paragem para os mais corajosos se poderem banhar nas frescas águas do rio. É uma caminhada de dificuldade média e no final repomos as devidas energias antes de deixarmos o interior da Costa Rica.

Passamos a tarde a caminho de Uvita, desde as montanhas até à costa, a sul. Mal chegamos e já se sente o cheiro a mar e um ambiente descontraído de praia. Bem-vindos ao Oceano Pacífico.
Estadia: Hotel

Dia 9   Uvita / Parque Nacional Marino Ballena

Estamos no Parque Nacional Marino Ballena, local preferido de vários tipos de golfinhos e das baleias jubarte, que chegam todos os anos para aqui realizar o seu ciclo reprodutivo (entre julho e outubro). Nesta manhã vamos mar adentro procurar avistar este mamífero tão especial.

Após 8 intensos dias de viagem já precisamos de uma tarde de ritmo mais lento. Proponho passear à beira-mar e intercalar com mergulhos no mar, havendo tempo para uma água de coco refrescante. Quando a maré estiver baixa caminhamos até ao fundo da praia, até à formação arenosa em forma de cauda de baleia… sim, curiosamente as baleias escolheram reproduzir-se numa praia com uma forma que lhes é muito familiar.
Estadia: Hotel

Dia 10   Uvita – Baía Drake

Chegou o dia de nos dirigirmos ao destino de mais difícil acesso desta viagem: Baía Drake na Península de Osa. Saimos cedo de Uvita pois temos cerca de 2 horas de caminho até Sierpe onde teremos de apanhar um barco, atravessar os manguezais do Rio Sierpe para chegar à baía mais bonita da Costa Rica.

Aqui não há um porto, desembarcamos em plena praia de Drake onde há que descalçar para não molhar o calçado e há que transportar as malas até deixar a areia. Drake é uma vila pequena e muito especial, uma porta de entrada para o Parque Nacional do Corcovado, o principal motivo que aqui nos traz.

Nesta tarde não vais querer senão aproveitar com calma a beleza da praia de Drake. Podemos caminhar ao longo deste areal e ver a vida local acontecer enquanto bebemos um sumo de frutas ou provamos um rum local. Ao final da tarde aguarda-nos uma atividade especial que nos poderá levar a conhecer mais em terra ou em mar, dependendo das condições atmosféricas. Sairemos desta com apetite para um jantar reforçado e uma bela noite de descanso.

No que estar desta tarde não vais querer senão aproveitar com calma a beleza da praia de Drake. Podemos caminhar ao longo deste areal e ver a vida local acontecer enquanto bebemos um sumo de frutas ou provamos um rum local.
Estadia: Guesthouse

Dia 11   Baía Drake / Parque Nacional Corcovado

O Parque Nacional do Corcovado é lar de mais de 140 espécies de mamíferos, 120 espécies de répteis, 6000 espécies de insetos e mais de 400 tipos de pássaros. Além disso, neste espetacular parque existem 500 espécies de árvores e 150 espécies de orquídeas. É por isso considerado o lugar biologicamente mais intenso da Terra. Prontos para o percorrer?

Acordamos bem cedo e pelas 6h da manhã já estaremos a bordo do barco que nos vai levar à entrada do Parque. Daí exploramos a pé vários trilhos entre a selva e a costa, eventualmente encontrando espécies como antas, macacos, crocodilos, tapires, pássaros raros, entre outros. Vamos em direção a Sirena, a Estação de Rangers que fica no centro do parque, onde fazemos uma pausa. Estaremos de volta ao início da tarde, de pernas cansadas mas certamente com mais conhecimento sobre a biodiversidade da Costa Rica e com vários animais avistados.

Repomos energias num almoço tardio, havendo tempo para um banho e para parar para assimilar as memórias desta manhã intensa. Encontramo-nos ao por do sol, que se faz sempre cedo na Costa Rica, e para jantarmos juntos com vista para o horizonte infinito do Oceano Pacífico.
Estadia: Guesthouse

Dia 12   Baía Drake / Parque Nacional Corcovado

Este dia é livre em Baía Drake. Para os que já sentem o cansaço dos últimos 11 dias de viagem, poderão descansar pela praia e pela aldeia. Porém, a líder recomenda uma atividade EXTRA que acompanhará no caso de a maioria do grupo a realizar: o tour de snorkeling à Isla del Caño. Esta Reserva Biológica situa-se a 16km da costa e as suas águas representam uma das formações de arrecifes coralinos mais extensos e em melhor estado da costa do Pacífico da Costa Rica. É também uma zona importante para a criação de baleias, tanto do hemisfério norte como do sul, assim como de espécies autóctones de golfinhos.

Passamos a manhã a observar o fundo do mar esperando encontrar tartarugas, tubarões, raias, estrelas-do-mar e diversos peixes coloridos. Após algumas horas, desembarcamos numa praia já na Península de Osa, onde almoçamos em estilo picnic. Quando nos sentirmos recuperados, regressaremos a pé para a Baía Drake, por um trilho entre a selva e praias desertas.
Estadia: Guesthouse

Dia 13   Baía Drake – Manuel António

Despedimo-nos da Baía Drake já a bordo do barco de volta a Sierpe. Vamos agora em direção a Norte, ao mais popular Parque Nacional da Costa Rica – o Manuel António. À chegada procuramos um restaurante para almoçar e fazemos o check-in no hotel, antes de nos dirigirmos às conhecidas praias.

Durante esta tarde vamos explorar a área exterior do parque essencialmente ao longo da Praia Espadilla. Teremos ainda tempo para relaxar entre mergulhos e banhos de sol, optar por uma massagem ali mesmo na praia ou, se estiveres com energia, fazer uma aula de surf, uma vez que esta baía é recomendada para uma primeira aula desta modalidade. Aproveita.
Estadia: Hotel

Dia 14   Manuel António – San José

Percorrer trilhos rodeados de fauna silvestre e usufruir de praias paradisíacas é o melhor que temos a fazer neste dia. Começamos com uma visita guiada ao Parque Nacional Manuel António, um bosque tropical muito húmido onde coexistem espécies de flora e fauna em vias de extinção. Pelo caminho esperamos observar macacos-capuchinho, preguiças, iguanas, guaxinins, veados assim como os macacos-esquilo, autóctones deste parque.

No final da visita guiada, percorremos mais alguns trilhos que nos levam a miradouros com vistas amplas sobre as praias e sobre o imenso Pacífico. Quando o cansaço apertar, desfrutamos ora da Praia Manuel António ora da Praia Espadilla Sul, ambas muito aprazíveis.

Com as máquinas fotográficas carregadas de fotografias, viajamos ao final da tarde de volta a San José, onde faremos o jantar de despedida desta intensa viagem.
Estadia: Hotel

Dia 15   Partida de San José

Este dia é reservado à tua partida da Costa Rica. Organizaremos devidamente os transferes para o aeroporto de San José, de acordo com os horários dos vários viajantes. Partes certamente repleto de fortes memórias e recarregado de boas energias do país da Pura Vida!

Para quem partir mais tarde neste dia, pode ainda visitar o Irazú, o mais alto vulcão do país, ou o recomendado Museu Nacional da Costa Rica (atividades EXTRA).

Foi um prazer acompanhar-te nesta aventura e espero muito em breve rever-te. Pura Vida.

Esta viagem encontra-se esgotada.
Caso pretendas ficar em lista de espera para a mesma, entra por favor em contacto connosco.

Perguntas Frequentes

Como é o roteiro da viagem?

Esta viagem à Costa Rica é uma verdadeira imersão na natureza. O verde das florestas vai acompanhar-nos em praticamente toda a viagem. Sendo um país tão bio diverso, é também uma viagem em que a observação de animais é uma das principais atividades. Vamos caminhar muito pela natureza, mas de forma tranquila para podermos absorvê-la e observar aquilo com que nos cruzarmos. Há também uma componente de praia a partir do meio da viagem, quando chegamos à costa do Pacífico.

Na Landescape não nos limitamos àquilo que está escrito no roteiro dia-a-dia. Gostamos de ter liberdade de nos adaptarmos ao desejo do grupo e até ao momento. Claro que visitamos tudo o que está escrito, podendo, no entanto, não ser na ordem ou no dia mencionado e, se ficar para trás alguma coisa, é porque houve algo melhor que o justificou. Lembramos também que o primeiro dia está reservado à chegada, pelo que só iniciamos as atividades no dia seguinte.

É necessário visto para entrar na Costa Rica?

Os residentes nos países da União Europeia não necessitam de visto para entrar na Costa Rica, apenas passaporte válido por 6 meses, contados a partir da data de regresso e com pelo menos duas páginas vazias onde será declarada a entrada e saída do país.

NOTA: Se o teu voo (tanto de ida como de regresso) fizer escala nos EUA terás de fazer o ESTA. É um processo simples, feito online, e tem um custo de US$14. Se o teu voo fizer escala no Canadá, terás de fazer o eTA. Tem um custo de CAD $7, e também podes fazê-lo online.

Como funcionam os transfers de/para o aeroporto?

À chegada ao Aeroporto de San José podes:
1) apanhar um táxi à saída do aeroporto que custará cerca de 20€;
2) chamar um Uber (o aeroporto tem wi-fi disponível) que custará cerca de 15€;
3) contratar um transfer que esteja à tua espera com o teu nome e que te levará até ao nosso hotel, o que custará cerca de 30€ (até 4 pessoas com malas de cabine). Para reservar esta última opção, poderás requerer diretamente ao líder nos dias anteriores à viagem.

A viagem do aeroporto para o centro deverá demorar cerca de 30 minutos, dependendo das condições do trânsito no momento.

No dia da partida, vamos organizar-nos de acordo com os horários dos voos de cada um e de forma a otimizar os transportes para o aeroporto quer seja de Uber, transfer ou autocarro.

Como são os alojamentos durante a viagem?

Toda a estadia na Costa Rica é feita em hotéis familiares ou guesthouses, de preferência bem localizados. Todos os quartos serão preferencialmente twin (com duas camas separadas), salvo exceções em que, por questões de disponibilidade, poderão ser duplos ou triplos, com casa de banho privativa (com toalhas).

Como são os transportes no país?

O transporte em distâncias mais longas será feito maioritariamente em transportes privados ou mini vans, mas pontualmente podemos utilizar transportes públicos, como está previsto para a viagem entre Manuel António e San José. Também vamos fazer várias viagens de barco (por exemplo para chegar ao Tortuguero, para chegar a Baía Drake e para atravessar o Lago Arenal). Sempre que necessário, para distâncias mais curtas utilizaremos outros meios, como autocarros locais ou táxis. As estradas nem sempre são as melhores por isso, às vezes, curtas distâncias demoram mais do que o esperado. Sugiro-te que desfrutes do caminho e aproveites as paisagens.

É seguro viajar na Costa Rica?

A Costa Rica é um país bastante seguro, sendo até considerado o país mais seguro da América Central. Porém, é sempre recomendável fazer uso do bom-senso evitando locais isolados nas cidades, andar sozinho à noite ou ostentar objetos de valor. A maioria dos locais por onde passamos ao longo da viagem são vilas pequenas e tranquilas onde te sentirás em segurança. Porém, há a exceção de San José, a capital que, como cidade grande, tem alguns bairros de ambiente mais duvidoso. É desaconselhável andar a pé em San José após as 20h a não ser que te desloques de Uber ou a não ser que estejas no Bairro Escalante, o mais tranquilo da cidade.

O seguro básico de viagem é suficiente para esta viagem?

Não, tendo em conta que o programa desta viagem prevê a realização de atividades de aventura que o Seguro Básico não cobre. Recomendamos por isso que procedas a um upgrade para o Seguro Exploração para ficares protegido de qualquer acidente que possa ocorrer durante a prática destas atividades. Em alternativa, podes adquirir um seguro adaptado a esta viagem disponível noutra seguradora.

Por que são os guias locais importantes na Costa Rica?

Por vezes em algumas atividades ou caminhadas vamos ser acompanhados de um guia local (em inglês ou em espanhol, dependendo da disponibilidade). Geralmente serão guias locais especializados em biologia e treinados para detetar os maiores e os mais pequenos animais na natureza. Não estando nós habituados a este ambiente e não sendo conhecedores da fauna do país, torna-se muito difícil detetar a vida animal que poderá estar escondida na flora. Por isso, ter connosco alguém que nos ajuda nesta tarefa é uma grande vantagem, conseguiremos ver mais e sairemos com mais conhecimento sobre a biodiversidade costa-riquenha.

É uma viagem cansativa?

Ao longo desta viagem vamos fazer várias caminhadas pela natureza. Por vezes de uma manhã inteira ou de uma tarde inteira. Porém, serão caminhadas de baixa dificuldade, em que vamos sem pressa, com várias paragens para observar a vida animal. Os trilhos não requerem conhecimento técnico mas, para quem não seja fisicamente ativo na vida, poderá ser um desafio extra. Há apenas uma exceção que requer maior esforço: a caminhada às Cataratas del Tigre em Monteverde, 8km de dificuldade média e em que o terreno é mais acidentado (muita descida e muita subida). Há ainda atividades desportivas extra, como snorkeling, slide, rapel ou kayak, entre outros.

Qual a roupa mais adequada?

O clima na Costa Rica é tropical e instável e, sendo um país com duas costas completamente distintas, o tempo pode variar radicalmente de uma para a outra. Na Costa Rica temos sempre de estar preparados quer para o calor como para a chuva, sendo que os aguaceiros podem surgir a qualquer momento. O calor faz-se sentir todo o ano em todos os locais por onde vamos passar, à exceção de Monteverde onde estamos a 1300m de altitude.

Leva roupa confortável e fresca, um impermeável e um guarda-chuva pequeno. Um agasalho e uma camisola mais quente também poderão ser úteis em Monteverde, assim como nos shuttles ou nos autocarros onde há tendência para exagerar no ar condicionado.

Quanto a calçado, é obrigatório um calçado de caminhada fechado. Informações adicionais podem ser consultadas no nosso Manual do Viajante que é enviado por e-mail após a inscrição na viagem.

Que comida será servida?

A comida na Costa Rica não é muito diferente da nossa gastronomia mais básica, pelo que conseguirás sempre comer um prato de arroz, feijão, salada e carne ou peixe. Isto é chamado de “casado” na Costa Rica e é o mais típico. Tendo muita presença e influência de estrangeiros no país, para variar poderás sempre encontrar uma pizza, uma massa ou uns tacos. O pequeno-almoço típico é composto também por arroz, feijão e ovos, pelo que prepara-te para pequenos-almoços reforçados. Os sumos de fruta e o café são o que mais se toma por aqui. A cerveja é bastante comum, ao contrário do vinho que é um produto mais caro, apesar de se encontrar.

Como é a interação com a vida animal durante as atividades propostas no programa?

Enquanto viajantes conscientes e responsáveis, que procuram um equilíbrio com os ecossistemas que visitamos e o menor impacto possível com os habitats naturais, está totalmente desaconselhado pela Landescape qualquer tipo de interação física com a biodiversidade marinha ou animais selvagens. Tocar em estrelas do mar, tartarugas e corais, só para citar alguns exemplos, é totalmente proibido, assim como alimentar animais selvagens. É igualmente proibido trazer connosco em viagem conchas, corais ou outro tipo de matérias.

Alertamos também para o impacto da utilização de cremes protectores e outro tipo de produtos de cosmética na água do mar, recomendando que optem por produtos biodegradáveis e ecológicos que minimizem esse impacto negativo. Consulta o nosso artigo dos Produtos de cosmética amigos do ambiente para mais informações.

Esta viagem exige cuidados de saúde especiais?

Esta viagem não exige cuidados especiais de saúde, porém é recomendado o agendamento de consulta do viajante. A Landescape tem uma parceria estabelecida com duas médicas formadas em Medicina do Viajante que te podem melhor aconselhar sobre todos os cuidados de saúde necessários e eventuais vacinas de prevenção para viajar na Guatemala. Dessa forma, podes agendar uma Consulta do Viajante Online na data e hora que te for mais conveniente com uma delas.

Quanto ao dinheiro para a viagem?

Não é muito fácil trocar dinheiro na Costa Rica, a não ser à chegada ao aeroporto. O mais comum é o pagamento com cartão e ter algum dinheiro em colones ou em dólares americanos para despesas mais pequenas. A maioria dos custos inerentes à viagem está já coberta no valor pago à Landescape aquando da inscrição, pelo que o valor adicional que cada viajante deverá levar depende muito dos seus consumos, nomeadamente se come muito, se consome muito ou se tem intenção de trazer muitas lembranças. Conta com cerca de 25€ a 30€ por dia para refeições e snacks. Tem em conta também o custo das Atividades Extra (opcionais) que queres fazer como por exemplo o snorkeling na Isla del Caño, os slides ou outras atividades em Monteverde e a ida ao Vulcão Irazú.

Outras informações relevantes.

Em vários parques naturais da Costa Rica não é permitido entrar com plásticos descartáveis, pelo que é fundamental trazeres uma garrafa de água reutilizável para encher com água potável geralmente disponibilizada à entrada dos mesmos.

seguros-de-viagem-landescape

SEGURO DE VIAGEM

Descobre qual o seguro de viagem que melhor se adequa às tuas necessidades.

consulta-do-viajante-landescape

CONSULTA DO VIAJANTE

Agenda já a tua consulta para ficares a par dos cuidados de saúde recomendados e obrigatórios desta viagem.

Queres que entre em contacto contigo?

A nossa equipa irá acompanhar-te e dar-te todo o apoio necessário.

Sobre o Líder


Ana Mano

Viajar é conhecer modos de vida diferentes. Aquilo que levo comigo do que vejo, sinto e aprendo em viagem, equilibra-me e recorda-me continuamente de quão belo é o mundo. Saber mais

Outros destinos que lidera

VIAGEM À COSTA RICA - O paraíso da vida selvagem

com Ana Mano

Nova Data
22 Fev a 8 Mar 2025
Saber mais sobre esta edição Fechar informação desta edição

Da densidade urbana da cidade de San José partimos para o Caribe, onde o tranquilo Parque Nacional do Tortuguero nos espera. Talvez aqui nos cruzemos com as primeiras espécies animais da Costa Rica entre canais misteriosos e trilhos junto ao mar. Já com vista para o Vulcão Arenal, banhamo-nos em águas por ele aquecidas e caminhamos a par dos tons celestes do Rio com este nome. Depois de atravessarmos as viçosas montanhas de Monteverde que os mais corajosos poderão sobrevoar em slide, damos o primeiro de muitos mergulhos no Oceano Pacífico e caminhamos na deslumbrante praia em forma de cauda de baleia. Rumamos a sul e é na Península de Osa e no recôndito Parque Nacional do Corcovado que elevamos ao máximo a proximidade com a biodiversidade costa-riquenha. Terminamos esta viagem nas afamadas praias do Manuel António entre caminhadas e banhos refrescantes no mar. Uma viagem repleta de aventura onde te vais ligar à natureza e às gentes da Costa Rica, os Ticos, pessoas acolhedoras e de bom coração.

Pura Vida, o lema da Costa Rica, é exatamente o que te queremos mostrar nesta viagem. Acompanha a líder Ana Mano numa aventura pelas florestas e praias da Costa Rica e deixa-te impressionar pelas espécies animais com que te vais cruzar e com as gentes latinas que não te vão deixar indiferente.

O que iremos visitar na Costa Rica

  • Tortuguero e os seus canais
  • Vulcão Arenal
  • Termas naturais em La Fortuna
  • Rio Celeste
  • Bosque Nuboso de Monteverde
  • Caminhada às Cataratas del Tigre em Monteverde
  • Baía Drake e o Parque Nacional do Corcovado
  • Uvita e o Parque Nacional Marino Ballena
  • Praias e Parque Nacional Manuel António

O que está incluído?

Alojamento
14 noites em hotel ou alojamento local

Refeições
Todos os pequenos-almoços
2 almoços

Atividades e Visitas

  • Parque Nacional Tortuguero
  • Passeio de Canoa pelos canais do Tortuguero
  • Trilho do Jaguar (acompanhamento de guia local)
  • Caminhada Noturna para observação de vida animal no Tortuguero
  • Parque Nacional Vulcão Tenorio e visita guiada a Rio Celeste
  • Trilho do Mirador El Silencio no Vulcão Arenal
  • Reserva Biológica do Bosque Nebulosa de Monteverde
  • Cataratas del Tigre em Monteverde
  • Parque Nacional Marino Ballena em Uvita
  • Parque Nacional do Corcovado
  • Parque Nacional Manuel António

Guias locais em inglês ou espanhol

Transporte durante toda a viagem 
Exceto de carácter pessoal

Seguro Pessoal Básico de Viagem

Acompanhamento do líder da Landescape

O que não está incluído?

  • Voos internacionais
  • Transfers de/para o aeroporto

Alimentação não especificada (cerca de 30€/dia)

Atividades e visitas EXTRA:

  • Visita ao Vulcão Irazú (cerca de 16€ de bilhete e 12€ de autocarro)
  • Tour de Snorkeling à Isla del Caño a partir da Baía Drake, com almoço (cerca de 85€)
  • Conjunto de slides em Monteverde (cerca de 60€)

Despesas pessoais e gorjetas

Upgrade no Seguro Pessoal Básico de Viagem

Diário de Bordo

Dia 1   Chegada a San José

O primeiro dia desta viagem está reservado à tua chegada à Costa Rica. Já estarei à tua espera em San José e, se chegares cedo, podemos juntos explorar o centro desta capital. Em downtown, ambientamo-nos ao ritmo costa-riquenho caminhando pela Avenida Central, parando para um café aromático e observando a vida do Mercado Central. Da Praça da Cultura ao Museu Nacional, passamos pelo Parque Morazán e terminamos o dia no Bairro Escalante, um dos mais bonitos de San José.

Ao jantar farei um briefing sobre aquilo que serão os próximos dias e teremos oportunidade de nos conhecermos melhor antes de mergulharmos nesta aventura por terras da Pura Vida.
Estadia: Hotel

Dia 2   San José - Tortuguero

Deixamos a azáfama de San José e dirigimo-nos para terras caribenhas, com destino ao Parque Nacional do Tortuguero. Para lá chegar, há que atravessar montanhas nas regiões de Cartago e Limón até ao porto a partir de onde um barco nos levará à aldeia de Tortuguero. Não há alternativa a este meio de transporte uma vez que no Tortuguero não existem estradas nem carros e tudo é feito de bicicleta, de barco ou a pé.

A seguir ao almoço subimos ao Cerro Tortuguero numa pequena caminhada até ao miradouro que nos dará uma primeira perspetiva sobre os canais deste Parque Nacional antes de o imergirmos.

Convido-te a assistir ao por do sol junto ao rio enquanto saboreamos um bom café ou um sumo de frutas fresco. Na Costa Rica anoitece cedo e o melhor a fazer num serão nesta pequena aldeia rodeada de mar, rio e manguezais é baloiçar numa cama de rede e aproveitar o fresco da noite. Aproveita a tranquilidade para desacelerar e para te conectares com a natureza
Estadia: Guesthouse

Dia 3   Tortuguero

Ainda antes do pequeno-almoço, um guia local vai conduzir-nos de canoa pelo amplo Rio Tortuguero até aos estreitos canais deste Parque Nacional para observarmos o despertar das espécies animais que por aqui vivem, tentando avistar principalmente aves, répteis, anfíbios e símios.

De regresso à aldeia e após repor energias para o dia, caminhamos o Trilho do Jaguar, paralelo ao Mar do Caribe e à praia onde centenas de tartarugas-verde escolhem todos os anos desovar (principalmente entre julho e setembro). Agora por terra, sentimos a densidade e a diversidade da flora deste Parque Nacional e, se a natureza permitir, encontraremos as nossas primeiras preguiças na Costa Rica.

Após o almoço temos tempo livre para recuperar de uma manhã bem preenchida, explorar a aldeia e as suas pequenas lojas ou para dar um passeio junto ao mar. Ao final da tarde e já depois do sol se pôr, juntamo-nos de novo, agora para uma experiência mais arrepiante: apura bem os teus sentidos e prepara a lanterna para uma caminhada noturna pelos bosques tropicais do Tortuguero. Escuta os sons da floresta e abre bem os olhos para procurar espécies como rãs, insetos, serpentes, aranhas e roedores que por aqui saem ao cair da noite.
Estadia: Guesthouse

Dia 4   Tortuguero – La Fortuna

Saímos de barco do Tortuguero, despedindo-nos deste lugar especial e deste rio. Já em terra, atravessamos até ao interior norte da Costa Rica e à medida que nos aproximamos de La Fortuna, vai-se tornando mais nítida a forma cónica do Vulcão Arenal. É nas imediações deste vulcão ativo de 1657 metros de altitude que passaremos estes dois dias. Nem sempre o clima permite avistá-lo por completo, por isso estaremos atentos ao momento em que as nuvens se dissipem e nos permitam vislumbrar esta força da natureza.

Nesta tarde, convido-vos a relaxar nas Termas do Rio Chollín. Aqui vamos procurar um jacuzzi natural para nos recostarmos e desfrutarmos da água quente bem no meio da selva. Ao final do dia será hora de conhecer o pequeno centro de La Fortuna e de repor energias num restaurante local.
Estadia: Hotel

Dia 5   Rio Celeste

Partiremos cedo de La Fortuna, em direção a norte e ao rio mais encantador da Costa Rica. Com esperança de que nos espere um céu claro e luminoso, que nos permita ver de forma nítida o fenómeno natural de mudança de cor do rio, embrenhamo-nos nas montanhas da região de Alajuela até chegarmos ao Rio Celeste. Deixamo-nos absorver floresta adentro, parando a cada passo para observar a densa flora, para identificar algum animal no meio desta ou para avistar ao longe o Vulcão Tenório. Após uma tranquila caminhada de cerca de 2 horas, abeiramo-nos do local em que dois afluentes confluem e em que, da junção dos seus minerais, surge a cor celeste que caracteriza este rio.

O almoço será num restaurante local e antes de regressarmos a La Fortuna, ainda temos oportunidade de relaxar na natureza e dar um mergulho no rio.

Chegaremos já perto do final da tarde. Aproveita o restante tempo para procurar aquela lembrança especial, para tomar um café especial ou para relaxar com uma Imperial, a cerveja nacional da Costa Rica.
Estadia: Hotel

Dia 6   La Fortuna - Monteverde

A manhã é passada em caminhada em torno do Vulcão Arenal, aquele que até 1968 era considerado extinto, mas que entrou em erupção depois de 400 anos de inatividade. Até 2010 foi emitindo com frequência gases e vapores de água assim como algumas explosões de fragmentos de rocha sólida. Em 2010 registou-se a sua última erupção, provocando a evacuação do Parque Nacional Vulcão Arenal. Com este imaginário nas nossas mentes, vamos percorrer alguns trilhos ao seu redor, caminhando ainda sobre lava da erupção de 1968.

A Costa Rica é um país tropical cheio de microclimas. Esperamos que ao longo desta manhã o tempo esteja a nosso favor e nos proporcione vistas claras sobre o vulcão.

À tarde seguimos caminho para a zona mais verde da Costa Rica, a 1300 metros de altitude, nas conhecidas montanhas nebulosas de Monteverde. Para lá chegar há que atravessar o Lago Arenal de barco e subir quilómetros lentos que nos permitem admirar as vistas. Instalamo-nos na vila de Santa Elena e saímos para a explorar logo após a chegada, terminando a tarde num lugar especial com o sol a cair por detrás das montanhas. Procuramos um restaurante acolhedor para jantar e nos aconchegar do fresquinho da noite que já se poderá fazer sentir lá fora.
Estadia: Hotel

Dia 7   Monteverde

Cerca de metade do território da Costa Rica é composto por florestas tropicais e aqui em Monteverde encontra-se uma das mais conhecidas florestas nebulosas das poucas que há no mundo. Vamos passar a manhã a percorrer os seus trilhos, deparando-nos pelo caminho com cascatas, miradouros e pontes suspensas… talvez também com alguns animais, já que este é habitat para aproximadamente 100 espécies de mamíferos, 400 espécies de aves e 161 espécies de anfíbios e répteis. Alguns havemos de encontrar!

A diversidade de atividades em Monteverde é também vasta e deixamos esta tarde livre precisamente para que possas escolher aquilo que mais desejas fazer: caminhar em pontes suspensas sobre a floresta nebulosa, fazer o maior slide da América Latina, visitar uma quinta local de produção de café são opções que te posso sugerir e ajudar a realizar (atividades EXTRA).

Encontramo-nos para jantar pois quero ouvir as vossas partilhas desta tarde repleta de adrenalina para uns e de conhecimento ou relaxe para outros.
Estadia: Hotel

Dia 8   Monteverde - Uvita

Depois de um saboroso café com uma ampla vista sobre as montanhas estamos despertos para a caminhada desta manhã às Cataratas del Tigre. Faremos 8 quilómetros, metade a descer e metade a subir. O circuito é circular e levar-nos-á por caminhos estreitos, pontes e várias cascatas. Na maior delas fazemos uma paragem para os mais corajosos se poderem banhar nas frescas águas do rio. É uma caminhada de dificuldade média e no final repomos as devidas energias antes de deixarmos o interior da Costa Rica.

Passamos a tarde a caminho de Uvita, desde as montanhas até à costa, a sul. Mal chegamos e já se sente o cheiro a mar e um ambiente descontraído de praia. Bem-vindos ao Oceano Pacífico.
Estadia: Hotel

Dia 9   Uvita / Parque Nacional Marino Ballena

Após 8 intensos dias de viagem já precisamos de um dia de ritmo mais lento. Nesta manhã proponho passear à beira-mar e intercalar com mergulhos no mar, havendo tempo para uma água de coco refrescante. Estamos no Parque Nacional Marino Ballena, local preferido de vários tipos de golfinhos e das baleias jubarte, que vêm todos os anos para aqui realizar o seu ciclo reprodutivo (entre julho e outubro). Quando a maré estiver baixa caminhamos até ao fundo da praia, até à formação arenosa em forma de cauda de baleia… sim, curiosamente as baleias escolheram reproduzir-se numa praia com uma forma que lhes é muito familiar. Poderemos ainda fazer algum trilho ali próximo ou espreitar outra praia vizinha.

A tarde é livre para quem quiser simplesmente apanhar sol, relaxar ou deambular pela vila de Uvita. A quem resta energia, posso propor alguma atividade EXTRA como conhecer melhor os produtos costa-riquenhos numa tour de café e cacau ou ir explorar as Cascatas de Uvita.
Estadia: Hotel

Dia 10   Uvita – Baía Drake

Chegou o dia de nos dirigirmos ao destino de mais difícil acesso desta viagem: Baía Drake na Península de Osa. Saimos cedo de Uvita pois temos cerca de 2 horas de caminho até Sierpe onde teremos de apanhar um barco, atravessar os manguezais do Rio Sierpe para chegar à baía mais bonita da Costa Rica.

Aqui não há um porto, desembarcamos em plena praia de Drake onde há que descalçar para não molhar o calçado e há que transportar as malas até deixar a areia. Drake é uma vila pequena e muito especial, uma porta de entrada para o Parque Nacional do Corcovado, o principal motivo que aqui nos traz.

Nesta tarde não vais querer senão aproveitar com calma a beleza da praia de Drake. Podemos caminhar ao longo deste areal e ver a vida local acontecer enquanto bebemos um sumo de frutas ou provamos um rum local. Ao final da tarde aguarda-nos uma atividade especial que nos poderá levar a conhecer mais em terra ou em mar, dependendo das condições atmosféricas. Sairemos desta com apetite para um jantar reforçado e uma bela noite de descanso.
Estadia: Guesthouse

Dia 11   Baía Drake / Parque Nacional Corcovado

O Parque Nacional do Corcovado é lar de mais de 140 espécies de mamíferos, 120 espécies de répteis, 6000 espécies de insetos e mais de 400 tipos de pássaros. Além disso, neste espetacular parque existem 500 espécies de árvores e 150 espécies de orquídeas. É por isso considerado o lugar biologicamente mais intenso da Terra. Prontos para o percorrer?

Acordamos bem cedo e pelas 6h da manhã já estaremos a bordo do barco que nos vai levar à entrada do Parque. Daí exploramos a pé vários trilhos entre a selva e a costa, eventualmente encontrando espécies como antas, macacos, crocodilos, tapires, pássaros raros, entre outros. Vamos em direção a Sirena, a Estação de Rangers que fica no centro do parque, onde fazemos uma pausa. Estaremos de volta ao início da tarde, de pernas cansadas mas certamente com mais conhecimento sobre a biodiversidade da Costa Rica e com vários animais avistados.

Repomos energias num almoço tardio, havendo tempo para um banho e para parar para assimilar as memórias desta manhã intensa. Encontramo-nos ao por do sol, que se faz sempre cedo na Costa Rica, e para jantarmos juntos com vista para o horizonte infinito do Oceano Pacífico.
Estadia: Guesthouse

Dia 12   Baía Drake / Parque Nacional Corcovado

Este dia é livre em Baía Drake. Para os que já sentem o cansaço dos últimos 11 dias de viagem, poderão descansar pela praia e pela aldeia. Porém, a líder recomenda uma atividade EXTRA que acompanhará no caso de a maioria do grupo a realizar: o tour de snorkeling à Isla del Caño. Esta Reserva Biológica situa-se a 16km da costa e as suas águas representam uma das formações de arrecifes coralinos mais extensos e em melhor estado da costa do Pacífico da Costa Rica. É também uma zona importante para a criação de baleias, tanto do hemisfério norte como do sul, assim como de espécies autóctones de golfinhos.

Passamos a manhã a observar o fundo do mar esperando encontrar tartarugas, tubarões, raias, estrelas-do-mar e diversos peixes coloridos. Após algumas horas, desembarcamos numa praia já na Península de Osa, onde almoçamos em estilo picnic. Quando nos sentirmos recuperados, regressaremos a pé para a Baía Drake, por um trilho entre a selva e praias desertas.
Estadia: Guesthouse

Dia 13   Baía Drake – Manuel António

Despedimo-nos da Baía Drake já a bordo do barco de volta a Sierpe. Vamos agora em direção a Norte, ao mais popular Parque Nacional da Costa Rica – o Manuel António. À chegada procuramos um restaurante para almoçar e fazemos o check-in no hotel, antes de nos dirigirmos às conhecidas praias.

Durante esta tarde vamos explorar a área exterior do parque essencialmente ao longo da Praia Espadilla. Teremos ainda tempo para relaxar entre mergulhos e banhos de sol, optar por uma massagem ali mesmo na praia ou, se estiveres com energia, fazer uma aula de surf, uma vez que esta baía é recomendada para uma primeira aula desta modalidade. Aproveita.
Estadia: Hotel

Dia 14   Manuel António – San José

Percorrer trilhos rodeados de fauna silvestre e usufruir de praias paradisíacas é o melhor que temos a fazer neste dia. Começamos com uma visita guiada ao Parque Nacional Manuel António, um bosque tropical muito húmido onde coexistem espécies de flora e fauna em vias de extinção. Pelo caminho esperamos observar macacos-capuchinho, preguiças, iguanas, guaxinins, veados assim como os macacos-esquilo, autóctones deste parque.

No final da visita guiada, percorremos mais alguns trilhos que nos levam a miradouros com vistas amplas sobre as praias e sobre o imenso Pacífico. Quando o cansaço apertar, desfrutamos ora da Praia Manuel António ora da Praia Espadilla Sul, ambas muito aprazíveis.

Com as máquinas fotográficas carregadas de fotografias, viajamos ao final da tarde de volta a San José, onde faremos o jantar de despedida desta intensa viagem.
Estadia: Hotel

Dia 15   Partida de San José

Este dia é reservado à tua partida da Costa Rica. Organizaremos devidamente os transferes para o aeroporto de San José, de acordo com os horários dos vários viajantes. Partes certamente repleto de fortes memórias e recarregado de boas energias do país da Pura Vida!

Para quem partir mais tarde neste dia, pode ainda visitar o Irazú, o mais alto vulcão do país, ou o recomendado Museu Nacional da Costa Rica (atividades EXTRA).

Foi um prazer acompanhar-te nesta aventura e espero muito em breve rever-te. Pura Vida.

Reserva aqui a tua viagem


2.180€

Perguntas Frequentes

Como é o roteiro da viagem?

Esta viagem à Costa Rica é uma verdadeira imersão na natureza. O verde das florestas vai acompanhar-nos em praticamente toda a viagem. Sendo um país tão bio diverso, é também uma viagem em que a observação de animais é uma das principais atividades. Vamos caminhar muito pela natureza, mas de forma tranquila para podermos absorvê-la e observar aquilo com que nos cruzarmos. Há também uma componente de praia a partir do meio da viagem, quando chegamos à costa do Pacífico.

Na Landescape não nos limitamos àquilo que está escrito no roteiro dia-a-dia. Gostamos de ter liberdade de nos adaptarmos ao desejo do grupo e até ao momento. Claro que visitamos tudo o que está escrito, podendo, no entanto, não ser na ordem ou no dia mencionado e, se ficar para trás alguma coisa, é porque houve algo melhor que o justificou. Lembramos também que o primeiro dia está reservado à chegada, pelo que só iniciamos as atividades no dia seguinte.

É necessário visto para entrar na Costa Rica?

Os residentes nos países da União Europeia não necessitam de visto para entrar na Costa Rica, apenas passaporte válido por 6 meses, contados a partir da data de regresso e com pelo menos duas páginas vazias onde será declarada a entrada e saída do país.

NOTA: Se o teu voo (tanto de ida como de regresso) fizer escala nos EUA terás de fazer o ESTA. É um processo simples, feito online, e tem um custo de US$14. Se o teu voo fizer escala no Canadá, terás de fazer o eTA. Tem um custo de CAD $7, e também podes fazê-lo online.

Como funcionam os transfers de/para o aeroporto?

À chegada ao Aeroporto de San José podes:
1) apanhar um táxi à saída do aeroporto que custará cerca de 20€;
2) chamar um Uber (o aeroporto tem wi-fi disponível) que custará cerca de 15€;
3) contratar um transfer que esteja à tua espera com o teu nome e que te levará até ao nosso hotel, o que custará cerca de 30€ (até 4 pessoas com malas de cabine). Para reservar esta última opção, poderás requerer diretamente ao líder nos dias anteriores à viagem.

A viagem do aeroporto para o centro deverá demorar cerca de 30 minutos, dependendo das condições do trânsito no momento.

No dia da partida, vamos organizar-nos de acordo com os horários dos voos de cada um e de forma a otimizar os transportes para o aeroporto quer seja de Uber, transfer ou autocarro.

Como são os alojamentos durante a viagem?

Toda a estadia na Costa Rica é feita em hotéis familiares ou guesthouses, de preferência bem localizados. Todos os quartos serão preferencialmente twin (com duas camas separadas), salvo exceções em que, por questões de disponibilidade, poderão ser duplos ou triplos, com casa de banho privativa (com toalhas).

Como são os transportes no país?

O transporte em distâncias mais longas será feito maioritariamente em transportes privados ou mini vans, mas pontualmente podemos utilizar transportes públicos, como está previsto para a viagem entre Manuel António e San José. Também vamos fazer várias viagens de barco (por exemplo para chegar ao Tortuguero, para chegar a Baía Drake e para atravessar o Lago Arenal). Sempre que necessário, para distâncias mais curtas utilizaremos outros meios, como autocarros locais ou táxis. As estradas nem sempre são as melhores por isso, às vezes, curtas distâncias demoram mais do que o esperado. Sugiro-te que desfrutes do caminho e aproveites as paisagens.

É seguro viajar na Costa Rica?

A Costa Rica é um país bastante seguro, sendo até considerado o país mais seguro da América Central. Porém, é sempre recomendável fazer uso do bom-senso evitando locais isolados nas cidades, andar sozinho à noite ou ostentar objetos de valor. A maioria dos locais por onde passamos ao longo da viagem são vilas pequenas e tranquilas onde te sentirás em segurança. Porém, há a exceção de San José, a capital que, como cidade grande, tem alguns bairros de ambiente mais duvidoso. É desaconselhável andar a pé em San José após as 20h a não ser que te desloques de Uber ou a não ser que estejas no Bairro Escalante, o mais tranquilo da cidade.

O seguro básico de viagem é suficiente para esta viagem?

Não, tendo em conta que o programa desta viagem prevê a realização de atividades de aventura que o Seguro Básico não cobre. Recomendamos por isso que procedas a um upgrade para o Seguro Exploração para ficares protegido de qualquer acidente que possa ocorrer durante a prática destas atividades. Em alternativa, podes adquirir um seguro adaptado a esta viagem disponível noutra seguradora.

Por que são os guias locais importantes na Costa Rica?

Por vezes em algumas atividades ou caminhadas vamos ser acompanhados de um guia local (em inglês ou em espanhol, dependendo da disponibilidade). Geralmente serão guias locais especializados em biologia e treinados para detetar os maiores e os mais pequenos animais na natureza. Não estando nós habituados a este ambiente e não sendo conhecedores da fauna do país, torna-se muito difícil detetar a vida animal que poderá estar escondida na flora. Por isso, ter connosco alguém que nos ajuda nesta tarefa é uma grande vantagem, conseguiremos ver mais e sairemos com mais conhecimento sobre a biodiversidade costa-riquenha.

É uma viagem cansativa?

Ao longo desta viagem vamos fazer várias caminhadas pela natureza. Por vezes de uma manhã inteira ou de uma tarde inteira. Porém, serão caminhadas de baixa dificuldade, em que vamos sem pressa, com várias paragens para observar a vida animal. Os trilhos não requerem conhecimento técnico mas, para quem não seja fisicamente ativo na vida, poderá ser um desafio extra. Há apenas uma exceção que requer maior esforço: a caminhada às Cataratas del Tigre em Monteverde, 8km de dificuldade média e em que o terreno é mais acidentado (muita descida e muita subida). Há ainda atividades desportivas extra, como snorkeling, slide, rapel ou kayak, entre outros.

Qual a roupa mais adequada?

O clima na Costa Rica é tropical e instável e, sendo um país com duas costas completamente distintas, o tempo pode variar radicalmente de uma para a outra. Na Costa Rica temos sempre de estar preparados quer para o calor como para a chuva, sendo que os aguaceiros podem surgir a qualquer momento. O calor faz-se sentir todo o ano em todos os locais por onde vamos passar, à exceção de Monteverde onde estamos a 1300m de altitude.

Leva roupa confortável e fresca, um impermeável e um guarda-chuva pequeno. Um agasalho e uma camisola mais quente também poderão ser úteis em Monteverde, assim como nos shuttles ou nos autocarros onde há tendência para exagerar no ar condicionado.

Quanto a calçado, é obrigatório um calçado de caminhada fechado. Informações adicionais podem ser consultadas no nosso Manual do Viajante que é enviado por e-mail após a inscrição na viagem.

Que comida será servida?

A comida na Costa Rica não é muito diferente da nossa gastronomia mais básica, pelo que conseguirás sempre comer um prato de arroz, feijão, salada e carne ou peixe. Isto é chamado de “casado” na Costa Rica e é o mais típico. Tendo muita presença e influência de estrangeiros no país, para variar poderás sempre encontrar uma pizza, uma massa ou uns tacos. O pequeno-almoço típico é composto também por arroz, feijão e ovos, pelo que prepara-te para pequenos-almoços reforçados. Os sumos de fruta e o café são o que mais se toma por aqui. A cerveja é bastante comum, ao contrário do vinho que é um produto mais caro, apesar de se encontrar.

Como é a interação com a vida animal durante as atividades propostas no programa?

Enquanto viajantes conscientes e responsáveis, que procuram um equilíbrio com os ecossistemas que visitamos e o menor impacto possível com os habitats naturais, está totalmente desaconselhado pela Landescape qualquer tipo de interação física com a biodiversidade marinha ou animais selvagens. Tocar em estrelas do mar, tartarugas e corais, só para citar alguns exemplos, é totalmente proibido, assim como alimentar animais selvagens. É igualmente proibido trazer connosco em viagem conchas, corais ou outro tipo de matérias.

Alertamos também para o impacto da utilização de cremes protectores e outro tipo de produtos de cosmética na água do mar, recomendando que optem por produtos biodegradáveis e ecológicos que minimizem esse impacto negativo. Consulta o nosso artigo dos Produtos de cosmética amigos do ambiente para mais informações.

Esta viagem exige cuidados de saúde especiais?

Esta viagem não exige cuidados especiais de saúde, porém é recomendado o agendamento de consulta do viajante. A Landescape tem uma parceria estabelecida com duas médicas formadas em Medicina do Viajante que te podem melhor aconselhar sobre todos os cuidados de saúde necessários e eventuais vacinas de prevenção para viajar na Guatemala. Dessa forma, podes agendar uma Consulta do Viajante Online na data e hora que te for mais conveniente com uma delas.

Quanto ao dinheiro para a viagem?

Não é muito fácil trocar dinheiro na Costa Rica, a não ser à chegada ao aeroporto. O mais comum é o pagamento com cartão e ter algum dinheiro em colones ou em dólares americanos para despesas mais pequenas. A maioria dos custos inerentes à viagem está já coberta no valor pago à Landescape aquando da inscrição, pelo que o valor adicional que cada viajante deverá levar depende muito dos seus consumos, nomeadamente se come muito, se consome muito ou se tem intenção de trazer muitas lembranças. Conta com cerca de 25€ a 30€ por dia para refeições e snacks. Tem em conta também o custo das Atividades Extra (opcionais) que queres fazer como por exemplo o snorkeling na Isla del Caño, os slides ou outras atividades em Monteverde e a ida ao Vulcão Irazú.

Outras informações relevantes.

Em vários parques naturais da Costa Rica não é permitido entrar com plásticos descartáveis, pelo que é fundamental trazeres uma garrafa de água reutilizável para encher com água potável geralmente disponibilizada à entrada dos mesmos.

seguros-de-viagem-landescape

SEGURO DE VIAGEM

Descobre qual o seguro de viagem que melhor se adequa às tuas necessidades.

consulta-do-viajante-landescape

CONSULTA DO VIAJANTE

Agenda já a tua consulta para ficares a par dos cuidados de saúde recomendados e obrigatórios desta viagem.

Queres que entre em contacto contigo?

A nossa equipa irá acompanhar-te e dar-te todo o apoio necessário.

Sobre o Líder


Ana Mano

Viajar é conhecer modos de vida diferentes. Aquilo que levo comigo do que vejo, sinto e aprendo em viagem, equilibra-me e recorda-me continuamente de quão belo é o mundo. Saber mais

Outros destinos que lidera

Testemunhos

Reserva aqui a tua viagem

Este site utiliza cookies, ao continuares estás a permitir a sua utilização. Quero saber mais Ok