fbpx
Mapa Meu - Travel Experiences Lda
+351 917 434 117

CÁUCASO – Viagem à Geórgia e Arménia

Detalhes da Viagem

  • Arménia / Geórgia
  • Cultural / Montanha
  • 12 dias / 11 noites
  • 1270€ / pessoa
  • 4 - 7 pessoas
  • 16 anos

Vídeos

Google+LinkedIn

Viagem à Geórgia e Arménia

Nesta viagem pela Geórgia e Arménia, descobrimos dois países vizinhos, mas muito diferentes na maneira de pensar e de olhar o futuro. Nações chave na divisão entre a Europa e a Ásia que, desde a antiguidade, foram motivo de disputa, conquistas e reconquistas, face à importância que tinham na geografia da região. Uma diz ter inventado o vinho. Outra orgulha-se de ter sido a primeira nação oficialmente cristã no mundo. O que é facto, é que aqui se encontram alguns dos maiores tesouros religiosos e mosteiros tão importantes quando a história do cristianismo. Mas não é só de religião que se fazem estas nações, é também da hospitalidade destes povos festivos, montanhas imensas a perder de vista e patriotismo.

Partimos para esta viagem ao Cáucaso a partir da visita a Yerevan, capital da Arménia, para logo depois descobrir o Lago Sevan e os monumentos religiosos de Alaverdi. Já na viagem pela Geórgia, alternamos os dias entre a visita a Tbilisi, uma das cidades mais vibrantes da região, e o percurso entre Stepantsminda e o Monte Kazbek, com montanhas de um verde forte, gargantas que cortam a rocha a meio, e abismos de suster a respiração. Mas este trajeto de 15 dias reserva-nos ainda algumas surpresas como a viagem a Mtskheta, com uma série de edifícios classificados como património mundial da Unesco;  a visita a Gori, cidade natal de Estaline, e Mestia onde faremos um trekking de quatro dias verdadeiramente inesquecíveis.

Ao viajar de Kutaisi até à região de Svaneti, prepara a câmara fotográfica. Vais ficar surpreendido(a) com as montanhas que espreitam acima dos 5000 metros e torres, todas elas fortalezas, que rasgam a paisagem. Vais poder visitar o Okatse Canyon, caminhando por este que é um dos locais mais vertiginosos desta experiência. Bem-vindo(a) ao Cáucaso, uma viagem pela Geórgia e Arménia que mistura história, religião e  trekking em busca de aldeias perdidas nas montanhas.

O que iremos visitar na Geórgia e Arménia

  • Catedral Etchmiadzin, em Yerevan
  • Museu e memorial do Genocídio Arménio, em Yerevan
  • Visita ao Mosteiro de Geghard
  • O Lago Sevan
  • Mosteiros de Sanahin, Haghpat e Akhtala na cidade de Alaverdi
  • Forte de Narikala, em Tbilisi
  • O complexo de Ananuri, no caminho até Stepantsminda
  • O Monte Kazbek e a pequena Igreja da Trindade de Gergeti
  • Mtskheta, a antiga capital do reino da Iberia
  • Gori, a cidade natal de Estaline
  • Visita ao Okatse Canyon
  • O Mosteiro de Gelati
  • Mosteiro de Motsameta, construído sobre a garganta do rio Tskatsitela

Itinerário

1
Dia 1 | Origem - Yerevan (Complexo da Cascata, Centro da cidade)
Bem-vindo(a) à capital da Arménia!

O dia está reservado à tua viagem para o Cáucaso.

Conforme a hora de chegada, vamos combinar uma hora no nosso hotel para nos conhecermos e falarmos um pouco dos próximos dias e, nada melhor que tudo isto acontecer à mesa do jantar.
Hotel
2
Dia 2 | Yerevan (Catedral Etchmiadzin, Memorial do Genocídio Arménio)
Yerevan é uma cidade feita de grandes avenidas ao estilo da União Soviética, com gente alegre, muito estilo e muitos espaços verdes, cafés por descobrir, história e um ambiente totalmente diferente do país vizinho.

Depois do pequeno-almoço e porque é domingo, partimos para um dos mais belos complexos do país, a sede da Igreja Apostólica Arménia, onde encontraremos o ambiente dum mosteiro moderno, com todos os seus estudantes e padres, reflectidos na Catedral Etchmiadzin, a mais antiga do mundo. Impressionante!

Regressamos à cidade, onde almoçamos. A tarde leva-nos ao museu e memorial do Genocídio Arménio, acto levado a cabo pelo Império Otomano e, até hoje, não reconhecido pelo governo turco. Ao longe, o monte Ararat, onde Noé pousou a sua arca, tão importante para os arménios, hoje em território turco.

O resto do dia fica por tua conta. Divaga pela cidade e deixa-te levar pelo ambiente de uma cidade com imensa vida.
Hotel
3
Dia 3 | Yerevan - Sevan - Alaverdi (Mosteiro de Geghard, Lago Sevan)
Neste dia saímos cedo e visitamos aquela que é, para nós, uma das obras mais bonitas da arquitectura religiosa edificada até hoje, o Mosteiro de Geghard. Na Arménia costuma dizer-se que ninguém se acredita que estiveste no país, se disseres que nunca viste este mosteiro, uma obra magnífica em harmonia com a natureza circundante.

Daqui, partimos rumo ao norte, em direcção ao maior lago do Cáucaso, o Sevan. Uma série de complexos religiosos espelhados nas águas do lago e a maior concentração de kachkar (cruzes esculpidas em pedra) do mundo.

De lá, a estrada leva-nos a Alaverdi, onde pernoitamos, acompanhando o impressionante Debed Canyon, que rasga a terra ao meio nos seus 178 quilómetros de comprimento.
Alojamento local
4
Dia 4 | Alaverdi - Tbilisi (Mosteiros de Sanahin, Haghpat e Akhtala)
A região onde se situa Alaverdi pode não parecer, à primeira vista, um local interessante. Cidade industrial, responsável por um quarto da recolha de cobre do antigo Império Soviético, esconde, porém, alguns dos maiores tesouros do país. Rico em monumentos religiosos de imenso valor para o património do país, como o Mosteiro de Sanahin e o Mosteiro de Haghpat (ambos Património Mundial da Unesco) e o não menos impressionante Mosteiro de Akhtala. É nestes três complexos que vamos concentrar a nossa atenção nesta manhã para logo partirmos nos nossos táxis em direcção a Tbilisi, onde chegaremos ao fim da tarde.

Ao jantar, escolheremos um local onde possamos observar a vida da capital georgiana.
Hotel
5
Dia 5 | Tbilisi (Forte de Narikala)
Tbilisi é um misto de arquitectura, história, varandas que quase caem sobre a rua e que mais parecem rendilhados de crochet, e um ambiente cosmopolita mas ao mesmo tempo, muito local. Esta é uma das cidades mais vibrantes da região do Cáucaso.

Hoje vamos percorrer alguns dos locais religiosos mais importantes da cidade, mas também caminhar centro histórico acima em direcção ao Forte de Narikala, de onde podemos ter uma visão total sobre a cidade.

Pelo meio, a gastronomia local vai-nos reconfortando, cortada por um café gelado, uma cerveja local ou um copo de vinho georgiano.
Hotel
6
Dia 6 | Tbilisi - Stepantsminda (Complexo de Ananuri, Gergeti)Monte Kazbek,
Hoje pela manhã, antes de seguirmos para a montanha, vamos observar de cima o "mar" de Tblisi, a poucos quilómetros da capital, de um monumento que é conhecido como Crónicas da Geórgia, uma obra erguida a partir de 1980 pelo artista Zurab Tsereteli, que reflete uma linha no tempo na história do país. Um trabalho imponente e de gosto duvidoso para a maioria da população e que nunca foi terminado.

Conduzimos depois por uma das estradas mais bonitas do mundo, a estrada militar.

O trajeto até Stepantsminda quase que se precipita sobre nós, com montanhas de um verde forte, gargantas que cortam a rocha a meio, com abismos de suster a respiração. Pelo caminho, o complexo de Ananuri, numa paisagem idílica e o monumento que marca a amizade entre a Geórgia e a Rússia, construído na década de 80.

Chegados, é a vista sobre o Monte Kazbek que nos prende a atenção e mais abaixo, a pequena Igreja da Trindade de Gergeti, como que desafiando a imponente montanha. O resto do dia vai ser passado na pequena comunidade.
Guesthouse
7
Dia 7 | Stepantsminda - Mtskheta - Gori (Reino da Iberia, Museu de Estaline)
Neste dia levantamo-nos cedo e depois do pequeno-almoço, caminhamos montanha acima, sempre com a paisagem em mudança. A alternativa à subida a pé (opção EXTRA) será apanhar um transporte que te leve até ao cimo da montanha e que te poupará o cansaço de quase hora e meia de subida.

Já lá em cima, a vista é única. De um lado o Monte Kazbek, no alto dos seus 5047 metros e do outro, a pequena cidade de Stepantsminda. Por detrás desta, o Monte Shani que delimita a fronteira com o país vizinho, a Rússia. Desfruta do momento, garanto-te que é único! Descemos, por um caminho bem mais simples e, mediante a hora, almoçamos ou pomo-nos a caminho, para a nossa próxima paragem, a antiga capital do reino da Iberia, Mtskheta. Com uma série de edifícios incluídos na lista de património mundial da Unesco, este é um lugar calmo, muito bonito, que se assemelha a uma pitoresca aldeia de montanha e que merece, por essa mesma razão, uma visita.

Depois do almoço partimos para Gori, uma pequena cidade a 70 quilómetros para oeste que, não fosse a cidade natal de Estaline, nunca teria sido colocada no mapa. Chegados à cidade e dependendo da hora, é o museu dedicado ao mesmo que vamos visitar, com toda a história, propaganda, fotografias, mandatos e até a carruagem com que costumava deslocar-se no Império Soviético.

Regressamos mais tarde à nossa guesthouse, local onde te vais sentir em casa!
Guesthouse
8
Dia 8 | Gori - Kutaisi
A manhã começa com um pequeno-almoço farto e logo de seguida, a estrada continua para Kutaisi, onde passamos o resto do dia. Os seus arredores trazem-nos também tesouros patrimoniais marcantes, como o são o Mosteiro de Gelati, onde está sepultado um dos mais importantes reis da história do país: David, o Restaurador. Este complexo foi, em tempos, considerado como o "segundo Monte Athos", reflexo da importância que o mosteiro tinha a nível religioso e de aprendizagem. No caminho, o Mosteiro de Motsameta, construído sobre a garganta do rio Tskatsitela, ainda habitado por monges e com uma paisagem muito bonita.

Voltamos a Kutaisi, onde dormimos nessa noite.
Hotel
9
Dia 9 | Kutaisi - Mestia (Mosteiro de Gelati e Motsameta, Svaneti)
É hora de partir para norte, percorrendo a longa estrada que nos levará à região de Svaneti, mais precisamente à cidade de Mestia, onde vamos pernoitar. Começarás a avistar torres monumentais, todas elas fortalezas, tão características desta região.

A viagem é longa e por isso exige-nos algumas paragens para tirar fotografias, mas também para almoçar ou apenas por vontade.

Chegamos a Mestia pela tarde e depois do check-in, um passeio pelo interior da pequena povoação dá-nos a ver a importância das torres e a história por detrás das mesmas.

Escolhemos um restaurante e juntamo-nos à mesa. Na Geórgia, come-se muito bem.
Hotel
10
Dia 10 | Mestia
Neste dia em Mestia, o que te proponho é uma caminhada fácil que nos levará a acompanhar a água que desce enfurecida montanha abaixo, água esta proveniente de um dos muitos glaciares que existem nesta zona, sendo que caminharemos para aquele que nos exige um menos esforço, o glaciar Chalaadi.

Regressaremos ao centro da cidade para almoçar e a tarde será livre. Se ainda tiveres pernas, sugiro subires a montanha à nossa frente numa caminhada mais demorada, para alcançar a cruz que fica lá bem em cima e de lá, observarmos quase tudo aos nossos pés.

Se quiseres ficar pela cidade, tens uma povoação inteira para percorrer, um museu com a história da região, descobrir as torres fortalezas ou simplesmente descansares.

A paisagem vai encher-te a alma.
11
Dia 11 | Mestia - Kutaisi
Hoje fazemos a estrada para baixo, de novo um longo caminho pela frente. Se o tempo nos permitir, passamos ainda no Okatse Canyon onde uma caminhada de 2,5 quilómetros pelo meio da natureza, nos separam do abismo.

De lá, partimos para Kutaisi e lá, o último jantar, o de despedida, lembrando já as memórias que fizemos durante esta viagem.
Hotel
12
Dia 12 | Kutaisi - Origem
Demoramo-nos no pequeno-almoço. Este é o dia de regresso a casa. Se ainda tiveres tempo, podes aproveitar para vaguear um pouco mais por esta cidade tão simpática.

Resta-me despedir-me de ti e agradecer-te estes dias intensos de viagem. Vemo-nos por aí, pelo mundo!

O que está incluído?

  • Alojamento | 11 noites em hotéis, guesthouses e alojamentos familiares
  • Todos os pequenos-almoços
  • Todas as entradas nos locais visitados
  • Todos os guias locais (em inglês)
  • Acompanhamento do líder Landescape
  • Todos os transportes dentro do país (excepto de carácter pessoal)
  • Seguro Pessoal Básico de Viagem

O que não está incluído?

Testemunhos

Uma oportunidade maravilhosa para explorar os meus limites e sair da minha zona de conforto e uma descoberta a vários níveis: conhecer-me melhor, permitir que outras pessoas entrem na minha vida, partilhar muito e ouvir mais ainda. Conhecer de perto uma cultura totalmente diferente, sentir o peso da história em cada igreja, castelo, catedral visitada, cada trilho percorrido. O Cáucaso é incrível e as paisagens maravilhosas, várias vezes capazes de nos remeter àquele silêncio debaixo de água, onde só se ouve a nossa respiração. E é incrível quando isso acontece!
Cátia D.
O Rafael foi excelente connosco. Sempre atento, muito perspicaz e eficiente. Considero-o um líder de «mão-cheia»!
Teresa B.
Não conhecia o Rafael Polónia e depois desta viagem penso ter ganho um amigo. Sábio, sensível, dinâmico, atento, divertido e resiliente.
Virgílio N.
O Rafael é um excelente líder, com o seu vasto conhecimento sobre o local e a sua boa disposição é capaz de cativar qualquer um.
Mónica C.
O líder da viagem demonstrou grande competência e profissionalismo.
Carlos J.

Perguntas Frequentes

O roteiro da viagem
A Geórgia e a Arménia são ainda dois países por explorar, sendo que a viagem que a Landescape propõe foi mudando nos últimos anos, sempre pensando em ter uma experiência aliciante e única e que explore actividades que no ano anterior não eram exploradas, como o caso das caminhadas (trekking) de nível baixo. Não somos daquele tipo de líderes previsíveis, ou seja, não nos guiamos pelo que está escrito no roteiro ou pelos dias. Vão perceber que muitas vezes nos adaptamos ao desejo do grupo e até ao momento. Visitamos tudo o que está descrito, não querendo dizer é que seja nos dias que no roteiro descrevemos, naquela ordem e, se ficar para trás alguma coisa, é porque houve algo melhor que o justificou! Lembramos também que o primeiro dia está reservado à chegada, pelo que só iniciaremos as actividades no dia seguinte.
É necessário visto para entrar no país?
Não é necessário qualquer visto para nenhum dos países, sendo que mesmo assim é necessário o passaporte. À chegada a Yerevan é só entrar na fila para o “check-in” e aguardar pela vez. Na Geórgia será feito à passagem pela fronteira, sem preocupações de maior. Atenção que, caso façam uma paragem na Turquia (em princípio Istambul) e tenham de sair do aeroporto, o visto da Turquia é obrigatório e tem um custo de 20€ online e 25€ à chegada ao país.
Como funcionam os transfers de/para o aeroporto?
Os transfers são por conta de cada viajante, à chegada e à partida. Podemos enviar transfer a partir do hotel que estará à vossa espera, com o vosso nome ou da Landescape, no aeroporto. Para isso, terão que nos avisar com antecedência.
Como são os transportes no país?
Na Geórgia, mais do que na Arménia, a condução é um pouco “inconsciente”, sendo que as velocidades atingidas em estradas de montanha são, digamos, arriscadas. A ligação à Geórgia será em transporte privado, pois faremos uma paragem em Alaverdi depois de passarmos pelo lago Sevan. Depois de chegados a Tbilisi, todo o transporte será em carrinha privada conduzida pelo líder, portanto mais ao estilo roadtrip. Paramos onde quisermos, se quisermos. Demoramos o tempo que quisermos!
Como são os alojamentos durante a viagem?
A opção do alojamento varia nesta viagem. Normalmente ficamos em hotéis/alojamento local, com divisão de quartos twin (camas separadas) e casa de banho privativa. Em algumas localidades, nas mais pequenas, as casas de banho podem ser partilhadas. Os hotéis e guesthouse não têm estrelas como as conhecemos para avaliar os hotéis na Europa, pelo que todos são centrais, higiénicos e com espírito familiar.
É seguro viajar nesses países?
Colocando de parte a velocidade que às vezes os locais atingem na estrada, os dois países são extremamente seguros.
É uma viagem cansativa?
A viagem não é cansativa, embora as horas que às vezes passamos dentro da carrinha - já que nenhum dos países oferece uma rede de auto-estradas eficaz - possa moer um pouco. As caminhadas são fáceis/moderadas, sendo que a última, na zona de Mestia, nos tirará do conforto habitual e nos fará caminhar durante quatro dias, com elevações de aproximadamente 500 metros/dia, pelo que será feita de maneira calma e com tempo.
Qual a roupa mais adequada?
Dependendo da altura do ano, as temperaturas variam exactamente como em Portugal, com 4 estações, sendo que temos sempre de levar em conta que a maior parte dos locais por onde vamos andar, a elevação é grande - Kazbegui e Mestia principalmente - e fora o Verão, a noite pode trazer temperaturas a rondar os 0º. Aqui é essencial trazer roupa quente. De resto, geralmente nas cidades - Yerevan, Tbilisi, Kutaisi, a temperatura é a mesma que teremos em Portugal nessa mesma altura do ano. Primavera: Não venhas com muita coisa. Uma mochila leve é meio caminho andado para que a viagem seja muito mais confortável: . Calções, vestidos, t-shirts, camisolas frescas, sandálias, sapatilhas confortáveis para caminhar no dia-a-dia; Outono: - Vestidos, t-shirts, sweat-shirts, sandálias, sapatilhas confortáveis para caminhar no dia-a-dia; No geral: - Calções de banho e fato-de-banho/biquíni dão jeito, se quisermos dar um mergulho no lago Sevan (no Outono é muito mais frio, mas há pessoas corajosas); Podem também ser utilizados nos banhos turcos em Tbilisi (opção extra). - Um impermeável leve que serve também como corta vento; - Bom calçado de trekking: botas ou ténis; - Bastão de caminhada; - Pequeno saco-cama para o trekking (apesar de termos todas as condições); - Um lenço para o cabelo para elas para entrar em alguns locais religiosos, uma coisa fina que ande sempre contigo.. - Para eles, é natural que em alguns locais se tenha também de tapar pernas, pelo que os locais têm esses panos se for obrigatório. A ideia final é: Leves porque costumamos dizer: Suja-se - Lava-se, Estraga-se - Compra-se!
Que comida será servida?
A comida é saborosa e variada no Cáucaso, sendo que o queijo está presente em muitos pratos mesmo. Para os vegetarianos há também algumas opções. Em cidades como Tbilisi ou Yerevan já existem mais opções para além da comida local e com muito gosto na preparação. O vinho é um orgulho na Geórgia, pelo que depende depois do gosto de cada um.
Quanto ao dinheiro para a viagem.
Normalmente aconselhamos a cambiar o dinheiro na cidade. Pode trazer-se euros e trocar nas várias casas de câmbio, embora o cartão de débito e crédito funcione também por todo o lado. Quanto a valores, gasta-se uma média de 15€ por dia em alimentação, sendo que as despesas pessoais já dependem de cada viajante.
Esta viagem exige cuidados de saúde especiais?
A Landescape tem uma parceria estabelecida com a Dra. Andreia Castro, médica com formação em Medicina do Viajante e blogger de viagens. Dessa forma, podes agendar com ela uma Consulta do Viajante Online que tem um custo de 30€ por pessoa, 50€ para 2 pessoas, 70€ para 3 pessoas e 80€ para 4 pessoas.

Como complemento, a Landescape disponibiliza-te ainda a possibilidade de integrares uma sessão de esclarecimento online que inclui a preparação do kit de viagem, a prescrição de medicação, a discussão sobre a vacinação a efetuar e respetiva prescrição e, ainda, um espaço para esclarecer eventuais dúvidas sobre os cuidados de saúde a ter no destino a visitar. Esta sessão tem um custo de 20€ por pessoa, 30€ para duas pessoas em simultâneo, 40€ para três pessoas e 50€ para quatro pessoas.
Outras informações
Perguntas Frequentes

Marcação

InícioFimEstadoPreço
Data Quarta-feira 3 Ago, 2022 Domingo 14 Ago, 2022 Vagas 6 Preço 1270€ Agendar

O Líder

Rafael Polónia

Curioso, observador, bem disposto e sempre pronto para novas aventuras, os destinos que lidero surgem-me quando me apaixono por um país.
Mais informação sobre o líder