Mapa Meu - Travel Experiences Lda
+351 917 434 117

VIAGEM JORDÂNIA – do Mar Morto por Petra até Wadi Rum

Detalhes da Viagem

  • Jordânia
  • Aventura / Cultural
  • 29 Dez, 2020 - 8 Jan, 2021
  • 11 dias / 10 noites
  • 1345€ / pessoa
  • 4 - 8 pessoas
  • + 12 anos

Vídeos

Google+LinkedIn

Viagem à Jordânia

Uma viagem à Jordânia é, com certeza, uma experiência surpreendente. São milhares de anos de história condensados num país que se orgulha de ter uma das 7 maravilhas do mundo: Petra! Esculpida nas rochas há mais de 2000 anos, foi um importante entreposto comercial para o negócio da seda e especiarias entre a Arábia, o Egito e a Síria. Vamos descobri-la na companhia de um guia jordano, e perceber o porquê de ser vista como a jóia da coroa do turismo no país.

Mas visitar a Jordânia é muito mais do que apenas Petra. Este é um país obrigatório na rota de qualquer viajante. Das águas salgadas do Mar Morto, mundialmente famosas pelas suas propriedades curativas, na qual poderás flutuar, à visita a Jerash, cujas ruínas nos permitem descobrir uma das cidades greco-romanas mais importantes da história. Nesta aventura não podes também perder a King’s Way, uma das estradas mais míticas do mundo que serpenteia as montanhas descida abaixo, e a visita a Wadi Rum, com as suas areias vermelhas, protegidas por um manto estrelado. Deixa-te contagiar pelo sorriso dos beduínos e pela hospitalidade da comunidade de Dana, que assenta a sua missão no conceito de turismo sustentável, integrando a rede da Reserva Mundial da Biosfera.

Como podes ver, motivos não faltam para que esta aventura na Jordânia se torne memorável. Junta-te a nós nesta experiência promovida pelo líder de viagem Francisco Agostinho, que te vai levar de norte a sul do país, na rota dos grandes comerciantes da seda e das especiarias de outros tempos! 

O que iremos visitar na Jordânia

  • Visita às ruínas de Jerash
  • Ruelas e os monumentos históricos da capital Amã
  • Diversos locais arqueológicos de Madaba
  • Visita ao Mar Morto onde poderás flutuar
  • Castelo de Karak
  • Uma das mais míticas estradas do mundo, a King’s Way 
  • Reserva Natural de Dana
  • Castelo de Shobak
  • O Tesouro de Petra
  • A imensidão do deserto de Wadi Rum

Itinerário

1
Dia 1 | Origem - Amã
Este dia está reservado à tua chegada à Jordânia. Já no aeroporto de Queen Alia, a tua aventura neste inquietante país começará. Vão ser duas semanas de descoberta a percorrer o país de lés-a-lés! Para quem chega cedo, poderá já calcorrear as ruas do centro histórico em busca de iguarias. Para quem chegar mas tarde, o que resta do teu dia é o check-in e o descanso merecido.
Hotel
2
Dia 2 | Amã - Jerash - Aljoun - Amã
A manhã acorda-te, talvez, com a chamada para a oração de uma qualquer mesquita, nesta inestética capital do país, rodeada por 7 colinas, assim como Lisboa, e com um passado histórico que se esconde bem no centro da cidade.

Hoje, o dia não é, porém, dedicado à capital. A cidadela que vês lá em cima, ficará para amanhã! O dia é dedicado ao norte. Localizado apenas a 50 quilómetros a norte de Amã, encontra-se uma cidade com mais de 2000 anos de história: Jerash. Uma cidade greco-romana visitada por Jesus aquando do seu périplo pelo norte da região, registada no Novo Testamento como a região de Decapolis (10 cidades, em grego). Jerash é hoje uma cidade moderna, embora construída a este das ruínas que são um verdadeiro marco na história da humanidade e escaparam à destruição em massa, tão comum nesta zona do planeta. O sítio histórico é candidato a património mundial da Unesco e é aqui que vamos passar parte do nosso dia. Do arco de Adriano ao anfiteatro que alberga mais de 3000 pessoas, passando pelo templo de Artemis ou o hipódromo, estas são das ruínas mais bem conservadas que vais poder visitar.

Depois do almoço, seguiremos ainda mais para norte, para Aljoun, com uma visita merecida ao seu castelo do século XII, que tudo olha de cima! Ao fim da tarde, o regresso à capital, por entre um trânsito caótico!
Hotel
3
Dia 3 | Amã – Madaba
Esta manhã dedicamo-la a Amã, um lugar que é tudo menos bonito. Uma das cidades continuamente habitadas mais antigas do mundo, esta urbe é feita de pequenos bairros recheados de pequenas mercearias e cafés e é, no seu centro, que descobrimos o antigo teatro romano e, lá de cima, na antiga cidadela, vários templos e uma vista em anfiteatro também, sobre a imensa onda rolante que é a capital do país.

O dia vai ser passado entre as pequenas ruelas e os monumentos históricos, com intervalos para iguarias locais, que misturam tradição e modernidade, e pausas para apenas nos sentarmos na varanda de um café e apreciarmos o ritmo da cidade.

Ao fim da tarde, partimos para Madaba, onde pernoitamos nos próximos dois dias.
Hotel
4
Dia 4 | Madaba – Mar Morto - Madaba
Pela manhã vamos descobrir os locais arqueológicos de Madaba, nascida num sítio bíblico conhecido como Medba (de onde surgiu o seu nome actual). A cidade situa-se na Via Regia, uma estrada construída há 5000 anos, a quase 730 metros de altitude e é mundialmente famosa pelos seus mosaicos bizantinos e omíadas, especialmente por aquele que é conhecido como o Mapa de Madaba, o mapa da Terra Santa. Este mosaico cobre parte do chão da igreja de São Jorge. No entanto, espalhados pela cidade há centenas de outros mosaicos, em igrejas ou casas residenciais.

Depois do almoço, a estrada desce até ao Mar Morto, 430 metros abaixo do nível do mar. É um local com características únicas, não só pela paisagem à tua frente, mas também porque é um dos únicos locais no mundo onde podes flutuar sem qualquer problema, tamanha é a quantidade de sal neste imenso mar interior, que impede que qualquer vida surja dentro das suas águas.

Depois desta experiência única, regressamos a Madaba e procuramos um local para jantar.
Hotel
5
Dia 5 | Madaba - Karak - Dana
Para o nosso próximo destino saímos bem cedo, porque hoje é dia de duas centenas de quilómetros por aquela que é uma das estradas mais míticas do mundo: a Kings Way!

A primeira paragem faz-se em Wadi Mujib para uma das paisagens mais brutais da viagem, a caminho de Karak, um dos castelos construídos pelos Cruzados e o maior da Jordânia. A arquitectura militar, que se foi desenvolvendo ao longo dos vários impérios, impressiona-nos. Desde mercados, a torres de vigia, a catedrais e mesquitas, o castelo não tem fim.

Almoçamos por Karak e o nosso caminho continua com destino ao sul até à pequena aldeia histórica de Dana, com apenas duas famílias. Aqui, o tempo parou e tudo aquilo que possamos dizer não tem significância perante a beleza do conjunto: aldeia e paisagem.
Alojamento local
6
Dia 6 | Dana
A paz e o silêncio reinam sobre este pedaço de terra e fazem dele um lugar único, onde foram identificadas 800 espécies de plantas e 450 de animais, tornando-a numa zona tão singular que num mesmo local temos uma diversidade imensa de paisagens: das florestas das terras altas às encostas rochosas, passando pelas planícies de gravilha e dunas de areia, que vão do cimo do Vale do Rift jordano até ao fundo das planícies desérticas de Wadi Araba.

O dia é por conta de cada um e há dezenas de pequenas caminhadas que podes fazer, workshops que podes visitar, partir em busca do som das flautas dos pastores com os seus rebanhos ou simplesmente guardares o teu dia para nada fazer.

Escolhas o que escolheres, não podes perder o pôr-do-sol no abismo que se forma no fim da aldeia e que deixa à tua frente uma paisagem de cortar a respiração. O silêncio é sinónimo de Dana!
Alojamento local
7
Dia 7 | Dana - Shobak - Petra
Deixamos a pequena aldeia de Dana para trás e fazemos o caminho até uma das 7 maravilhas do mundo: Petra!

Neste primeiro dia e depois de termos passado por estradas que serpenteiam a montanha, de fazer uma paragem no castelo de Shobak e de um reconfortante almoço, vamos até àquela que é chamada de Pequena Petra, a uns quilómetros de distância de Wadi Musa, a cidade que serve de base ao monumento património mundial da Unesco. Depois do almoço, é hora de entrar na imensidão da capital dos Nabateus. Esta tarde vai ser só reservada, porém, à entrada, já que o dia seguinte, é todo passado dentro de Petra.

Ao fim da tarde, podemos vaguear pela pequena aldeia que dorme 3 quilómetros ao lado, local onde vivem os beduínos que antigamente habitavam no local histórico.
Hotel
8
Dia 8 | Petra
Neste segundo dia, e depois da explicação feita pelo nosso guia local no primeiro encontro com Petra, terás o dia inteiro por tua conta.

O caminho que nos leva a um dos principais monumentos, o Tesouro, é por si só já mais que justificativo de uma visita. Mas por detrás do Tesouro, uma série de outros edifícios se erguem, alguns esculpidos nas rochas arenosas da região, outros construídos por entre as montanhas, como os templos romanos. Por entre mosteiros, templos e túmulos (são mais de 800), a visão do fim do mundo, no extremo da capital nabateia.
Vai ser um dia inteiro passado nesta maravilha da humanidade e cada um pode descobri-la como bem entender: acompanhado por mim ou sozinho, caminhando ao sabor da sua vontade, parando para um chá, dois dedos de conversa com os beduínos ou para umas compras. Uma visita a Petra é a viagem de uma vida e este é o teu dia!

Ao fim da tarde, regressamos a Wadi Musa. Depois do jantar, podes ainda ver Petra à noite (opção extra) ou então ficar apenas pela cidade, bebendo um café.
Hotel
9
Dia 9 | Petra - Wadi Rum
Saímos quase de madrugada em direcção ao deserto, para a imensidão que é Wadi Rum. É aqui que vamos passar a nossa próxima noite, conhecendo um pouco mais da cultura local e deslumbrando-nos com as areias e as montanhas rochosas, as areias avermelhadas e brancas do deserto!

Vai ser um dia completo a explorar a região, descobrindo os locais mais conhecidos de Wadi Rum, fazendo caminhadas, subindo a picos rochosos e deixando-nos, aos poucos, entranhar pelo silêncio que só este deserto nos consegue fazer ouvir.

Ao fim do dia, o jantar é feito em volta da fogueira. Posso sugerir uma pequena caminhada nocturna, se ainda houver pernas para isso? O descanso merecido chega.
Acampamento
10
Dia 10 | Wadi Rum - Amã
Depois de uma boa noite de descanso, regressamos à capital do país. Serão longos quilómetros na estrada, que nos tomará um dia inteiro. Porém, vamos fazê-lo pelo caminho que acompanha o Mar Morto que ficará, a partir de meio da viagem, sempre à nossa esquerda. Será um retorno à capital entre o castanho das montanhas e o azul das águas salgadas.

Chegaremos ao fim da tarde, a tempo de jantar. Ficamo-nos pela cidade um pouco mais, fazendo tempo do transfer nos levar ao aeroporto. Vamos aproveitar estas últimas horas para recordar algumas das nossas aventuras.
hotel
11
Dia 11 | Amã - Origem
Pouco depois da meia-noite, um transfer levar-nos-á ao aeroporto, de onde regressamos a casa, e onde chegamos ainda durante o dia 13. Resta-me dar-te um abraço e despedir-me de ti, agradecendo toda a confiança depositada.

A Jordânia é absolutamente incrível e espero que no final desta experiência partilhes da mesma opinião. Foi um prazer receber-te. Até breve!

O que está incluído?

  • 9 noites de alojamento | 6 Hotel + 2 Alojamento Local + 1 Tenda
  • Todos os pequenos-almoços
  • 1 Almoço + 1 Jantar
  • Entradas, Visitas e Actividades:
  • . Cidadela em Amã com Guia em inglês
  • . Teatro Romano em Amã
  • . Ruínas de Jerash com Guia em inglês
  • . Deserto de Wadi Rum
  • . Petra | 2 dias (guia no 1º dia em inglês)
  • . Castelo de Aljoun + Guia em inglês
  • . Castelo de Karak
  • . Castelo de Shoubak com Guia em inglês
  • . Parque arqueológico de Madaba
  • Tour em Wadi Rum | 1 dia
  • Acompanhamento do líder da Landescape
  • Todos os transportes dentro do país (excepto de carácter pessoal)

O que não está incluído?

  • Voos internacionais | a partir de 500€ - Recomendamos a Geostar
  • Visto de entrada no país | +- 50€
  • Complexo no Mar Morto | 30JOD
  • Alimentação não especificada | +- 20€ por dia
  • Despesas pessoais
  • Transfers de/para o aeroporto
  • Seguro pessoal (Obrigatório) - Recomendamos IATI SEGUROS

Testemunhos

Surpreendente pela beleza natural, diversidade cultural e religiosa, majestosidade arqueológica e fantástico grupo!
Maria C.
Inesquecível ... pelo país, com as suas paisagens e beleza naturalmente crua e agreste que me surpreenderam imenso, não estava à espera. Pelo fascínio da história e dos locais incríveis que visitamos. Adorei a simplicidade da gastronomia, dos cafés e restaurantes onde partilhamos bons momentos. Fiz amigos para a vida.
Cristina V.
Após esta viagem, e considerando a sorte que tive em conseguir estabelecer com este grupo, sinto-me mais tolerante e emocionalmente mais forte.
José N.
A viagem tem um grande impacto cultural, providenciado pelos guias nos diversos sítios turísticos. Ao mesmo tempo, é fácil perceber como vivem os nativos, devido a outras actividades alternativas realizadas durante a viagem. A viagem é, por isso, muito rica a vários níveis.
Ana S.

Perguntas Frequentes

É necessário visto para entrar no país?
Sim, embora seja a Landescape a ficar responsável pela sua emissão. O visto tem um custo de sensivelmente 50€, que serão solicitados pela nossa contabilidade antes ainda de iniciares a tua viagem. O visto é enviado por e-mail nos dias antecedentes ao teu voo e só tens que apresentar esse papel, com o teu passaporte, à entrada do país, sem que tenhas de pagar mais nada na fronteira.
Como funcionam os transfers de/para o aeroporto?
Os transfers são por conta de cada viajante. Podemos, contudo, enviar um táxi a partir do hotel, desde que o mesmo nos seja previamente solicitado por e-mail. Informamos também que antes mesmo da viagem acontecer é criado um grupo de WhatsApp com viajantes e líder de forma a que possam articular entre vocês a divisão de táxis, se assim for mais conveniente.
Como são os alojamentos durante a viagem?
Todos os quartos são duplos (com cama matrimonial para os casais que assim solicitem) ou twin (com duas camas individuais). Pode também haver a opção de ficarem em quartos triplos, se assim desejarem. Todos os quartos fornecem toalhas, roupa de cama e têm casa de banho privativa. A nossa escolha vai para hotéis centrais ou que estejam perto dos locais mais interessantes e práticos para os viajantes. A ideia é que sejam higiénicos e que tenham, sempre que possível, ambiente familiar. Nesta viagem, a exceção vai para o deserto de Wadi Rum, onde a estadia é feita numa espécie de casa de madeira, assente na areia, básica mas com camas individuais, e com casa de banho partilhada. É possível que em algumas destas casas de madeira existam mais do que apenas duas camas individuais. Aqui é necessário levarem uma toalha de banho.
Como são feitos os transportes dentro do país?
A viagem à Jordânia é feita em registo de road trip, o que significa que teremos sempre uma carrinha de 9 lugares à nossa disposição, a ser conduzida pelo líder da viagem – Francisco Agostinho. Em Wadi Rum, o grupo muda-se para um jipe que vos levará até ao acampamento para a expedição de dois dias.
A Jordânia é um país seguro?
A Jordânia é dos países mais seguros onde vais viajar. O país serve de sede a muitas ONG's e também por essa razão, a segurança é extrema, mesmo em zonas de deserto. O facto de ter uma boa relação com todos os países vizinhos, é uma vantagem.
É uma viagem cansativa?
A viagem é feita de carrinha e por isso, nada nesta viagem é cansativo. Vamos parando à medida da nossa vontade, as estradas são boas e mesmo os dias em que caminhamos mais, como é o caso de Petra, é feito ao nosso ritmo e de forma prazerosa. Uma viagem muito calma.
Quais as restrições de vestuário?
É aconselhável não usarem roupas que salientem as formas do corpo, sobretudo no caso das mulheres. Apesar de a Jordânia ser um país mais aberto e relaxado que a maioria dos países muçulmanos da região do Médio Oriente, temos que nos lembrar que é mais conservador do que aquilo que estamos habituados no Ocidente. No caso das mulheres, pedimos que levem também um lenço para cobrir a cabeça em locais religiosos.
Esta viagem exige cuidados de saúde especiais?
A Landescape aconselha-te a ires à consulta do viajante mais próxima, apesar do país não exigir nenhuma medida de saúde em especial. Se tiveres mais cuidado com a água nos hotéis (levar uma garrafa reutilizável com filtro é ideal), o restante será mais pacífico e não existe nenhuma restrição ao consumo. A Landescape tem um acordo com a Consulta do Viajante em Telemedicina do Dr. Diogo Medina, que poderás marcar através do site www.consultadoviajante.com com o código goLandescape para obteres 10% de desconto.
Outras informações
Há sempre eletricidade, mas em Wadi Rum não há acesso à internet. As nossas viagens acontecem normalmente em na Primavera e no Outono, que são épocas amenas. Nestes períodos, poderás contar com temperaturas máximas de 25ºC no deserto de Wadi Rum e temperaturas mínimas de 6ºC durante a noite em Petra. Há possibilidade de ocorrência de chuva e a água do Mar Morto estará bem convidativa a banhos. Temos realizado uma edição extra em Agosto, em que as temperaturas sobem significativamente. No deserto de Wadi Rum, os termómetros podem facilmente subir aos 40º enquanto que as mínimas não descem além dos 15º durante a noite em Petra. Para quem for mais susceptível ao tempo seco, é recomendado optarem pelas épocas mais amenas. Mais informações - Perguntas Frequentes

Marcação

InícioFimEstadoPreço
Data Terça-feira 29 Dez, 2020 Sexta-feira 8 Jan, 2021 Vagas 12 Preço 1345€ Agendar
Data Quarta-feira 26 Mai, 2021 Sábado 5 Jun, 2021 Vagas 4 Preço 1345€ Agendar
Data Quarta-feira 29 Dez, 2021 Sábado 8 Jan, 2022 Vagas 8 Preço 1345€ Agendar

Os Líderes

Rafael Polónia

Curioso, observador, bem disposto e sempre pronto para novas aventuras, os destinos que lidero surgem-me quando me apaixono por um país.
Mais informação sobre o líder

Carina Silva

A minha maior paixão é viajar e quando o faço não consigo esconder o brilhozinho no olhar. Atraem-me as pessoas, as suas histórias e a sensação de me sentir em casa algures no desconhecido.
Mais informação sobre o líder