fbpx
Mapa Meu - Travel Experiences Lda
+351 917 434 117

VIAGEM MADEIRA – das Desertas ao Pico Ruivo

Detalhes da Viagem

  • Portugal
  • Aventura / Fotografia / Trekking
  • 8 dias / 7 noites
  • 900€ / pessoa
  • 4 - 10
  • 16

Vídeos

Google+LinkedIn

Viagem à Madeira

Destino injustamente associado ao turismo de massas, a Madeira é uma ilha que esconde por detrás dos lugares comuns, uma imensidão de locais a explorar. Partindo do Atlântico aos mais de 1800 metros de altitude do Pico Ruivo, nesta viagem à Madeira é-nos apresentado uma vastidão de lugares desde paisagens áridas e rochosas às rodeadas de vegetação luxuriante, como o é a Floresta de Laurissilva, incluída na lista de património da Unesco. Das cascatas ao mar, das levadas às veredas, do tempo quente, perto do mar, ao vento gélido no pico das montanhas.

A ideia desta viagem é proporcionar-te experiências diversificadas, que te levem a conhecer um pouco de cada vertente da ilha. Lançar-te desafios e ver-te superá-los. Desde caminhadas nas icónicas e mágicas levadas, a percursos nos mais altos picos e veredas da ilha, com vistas deslumbrantes, à sensação de te embrenhares no interior da floresta, descendo ribeiros, lagoas e cascatas num dos muitos canyonings da ilha, sem esquecer uma viagem de barco que te permitirá contactar com a fauna aquática, observar o azul do Atlântico que envolve a ilha, e levar-te à Reserva Natural das Ilhas Desertas.

Numa aventura num destino nacional, totalmente seguro, especialmente vocacionado para amantes de trekking, cultura e natureza, reunimos nesta viagem à Madeira numa aventura de 8 dias repleta de caminhadas, atividades ao ar livre, mergulhos no mar e originais piscinas naturais, observação da fauna e flora e uma gastronomia invejável.

Junta-te à líder Gabel Oliveira e explora o que esconde a ilha da Madeira por detrás dos comuns lugares mais turísticos.

O que iremos visitar na Madeira

  • Centro histórico do Funchal
  • Trekking Pico Ruivo
  • Trekking Ponta São Lourenço
  • Reserva Natural das Ilhas Desertas
  • Canyoning
  • Trekking na Achada do Teixeira
  • Santana
  • Levada do Caldeirão Verde
  • Floresta de Laurissilva da Madeira
  • Caldeirão do Inferno
  • Paul da Serra
  • Seixal
  • Porto Moniz
  • Porto da Cruz
  • Câmara de Lobos

Itinerário

1
Dia 1 | Origem - Funchal
Bem-vindo à Pérola do Atlântico. O dia de hoje é dedicado à tua viagem para a Madeira e por essa razão, não existem atividades previstas. Podes, no entanto e mediante a hora de chegada, aproveitar para ir conhecendo o Funchal, entranhando-te pelas ruas do seu centro histórico, de onde destaco a Sé, erguida no século XVI e a Igreja do Colégio que, por fora nos parece bastante sóbria, mas que por dentro nos apresenta um trabalho riquíssimo em talha dourada e em azulejaria. Esta cidade com mais de 500 anos convida-nos também a provar a sua tradicional poncha e, quem sabe, para um primeiro mergulho no mar.

À hora marcada, vamos encontrar-nos e aproveitar o jantar para começar a conhecer o grupo que nos vai acompanhar nesta aventura, enquanto nos deliciamos com um prato típico da ilha.
Hotel
2
Dia 2 | Ilhas Desertas, Trekking Ponta de São Lourenço (6 km | Altitude máxima: 126 m)
Prepara as botas, mete na mochila vestuário para banhos de mar e… traz um agasalho. Hoje espera-te um dia com muito mar, paisagens idílicas e muita fauna aquática. Na tua mochila, não te esqueças também de trazer umas sandálias (a praia das Desertas é de pedras e calhaus), uma pequena toalha e o almoço-volante comprado no dia anterior.

Logo a seguir ao pequeno-almoço apontamos à costa, onde uma embarcação nos leva a navegar rumo à Reserva Natural das Ilhas Desertas. Aprecia o fascinante recorte da costa Sul da Madeira e os seus picos montanhosos e usufrui desta travessia de alguns quilómetros entre estes pedaços de terra ancorados em pleno azul Atlântico. Se a sorte estiver do nosso lado, podemos avistar golfinhos, cetáceos, tartarugas e quem sabe lobos marinhos que habitam neste arquipélago. Chegados a esta ilha sem habitações, é hora de nos atirarmos às águas temperadas e transparentes do oceano e degustarmos o nosso almoço.

À tarde, no regresso, vamos desembarcar no Cais do Sardinha, junto à zona mais oriental da ilha da Madeira. É altura de calçar as botas para uma caminhada até à Ponta de São Lourenço, um ex-líbris no circuito de geossítios da ilha, rodeado de cores e paisagens que te vão fazer sentir parte de uma das mais belas telas que possas idealizar.

À noite procuramos um restaurante onde possamos repor as calorias perdidas, lembrar o dia e fazer planos para o dia seguinte.
Hotel
3
Dia 3 | Canyoning, Centro Histórico do Funchal
Para este dia temos um novo desafio: veste o fato de neopreno, põe o capacete, calça as botas antiderrapantes e… atira-te às profundezas da Madeira, explorando locais de beleza indescritível, onde só com a ajuda de cordas e saltos para a água consegues aceder. Uma experiência de superação. A manhã de hoje vai ser dedicada ao canyoning num dos mais belos ribeiros da ilha. Vais sentir-te parte de tudo o que te rodeia, descendo cascatas, mergulhando em lagoas de águas transparentes, descendo e caminhando por entre picos e penhascos e rodeado da mais rica e luxuriosa vegetação.

A tarde será passada no Funchal, com paragem no Mercado dos Lavradores, onde podemos saborear as mais originais e coloridas frutas da ilha; a passear por ruas do centro histórico, pintalgada com a mais original arte urbana; e claro, com hora marcada para o pôr-do-sol.
Hotel
4
Dia 4 | Trekking Pico Arieiro, Pico Ruivo, Achada do Teixeira (12,6 km | Altitude máxima: 1857 m)
Preparado para madrugar?

Vamos sair ainda envoltos na escuridão e subir a um dos pontos mais altos da ilha: O Pico Arieiro. Primeiro objetivo do dia: ver o sol nascer, furando provavelmente um mar de nuvens que costuma pairar sobre a ilha.

Já envolvidos pelas cores do amanhecer vamos iniciar um dos mais monumentais trekkings desta ilha de sonho, o que liga o Pico Arieiro ao Pico Ruivo e este à Achada do Teixeira. As paisagens são deslumbrantes e vão ser a recompensa de uma saída da cama ainda com o céu escuro. Quase nem te vais aperceber das elevações que terás de enfrentar, tamanha a imensidão da paisagem que nos abraça. Picos e mais picos montanhosos e formações rochosas com as mais diversas cores e formatos, túneis escavados na rocha, desfiladeiros encavalitados na montanha, vegetação de altitude, o mar ao longe. Picos áridos dum lado, vegetação luxuriante do outro.

Com a maravilhosa sensação de mais uma prova superada vamos rumar ao nosso próximo alojamento, em Santana, mas não sem antes fazermos uma paragem nas casas típicas desta região, famosas pelo seu formato triangular e pelos telhados em colmo. Se quiseres, podes aproveitar para provar uns doces regionais da ilha, como o bolo de mel e claro, beber uma poncha de maracujá, a acompanhar.
Hotel
5
Dia 5 | Trekking Levada do Caldeirão Verde, Caldeirão do Inferno (17,4 km | Altitude máxima: 1020 m)
Agora que já conheces mares, ilhas, canyonings e veredas, que tal vires conhecer aquela que é a minha levada favorita da Madeira? A caminhada de hoje será pela Levada do Caldeirão Verde.

Vamos caminhar sempre com água ao lado (Dependendo da época e das chuvas nos dias anteriores, poderás mesmo ter que passar por baixo de pequenas quedas de água), passando por entre a famosa floresta de Laurissilva da Madeira - que é Património Mundial da Unesco desde 1999 - atravessando túneis cavados na rocha que servem de passagem a estes canais de água, desfrutando da oportunidade que a natureza nos dá de a contemplar, selvagem. Chegamos ao deslumbrante Caldeirão Verde, uma lagoa com o verde da vegetação refletido nas suas águas, onde desagua uma monumental queda de água. Não é preciso fazer o convite, já que esta cascata é uma tentação. Atreves-te a um mergulho?

Como ainda tens energia suficiente, desafio-te a irmos um pouco mais longe, até ao Caldeirão do Inferno, continuando neste rol de paisagens memoráveis.

No regresso, o descanso merecido.
Hotel
6
Dia 6 | Paul da Serra, Trekking Vereda do Fanal, Porto Moniz (10,8 km | Altitude máxima: 1428 m)
O percurso escolhido para hoje leva-te ao interior oeste da ilha, atravessando o planalto do Paul da Serra de onde, a partir dos Assobiadores, vamos desfrutar de uma caminhada pela vereda do Fanal, numa pequena caldeira vulcânica. Embrenhados em imponentes bosques centenários de tis, alguns deles resistentes ao tempo, pois são já da época da descoberta da ilha, árvores místicas que parecem saídas de livros de florestas e duendes. Se tivermos a sorte de apanhar um dia de céu limpo, podes apreciar as magníficas paisagens que te oferecem os vários miradouros naturais ao longo do percurso. Depois de cerca de uma dezena de quilómetros a caminhar, nada melhor que dar um mergulho nas originais piscinas naturais de Porto Moniz.

No regresso podemos ainda espreitar o arco e as piscinas naturais e praia do Seixal, e o miradouro do Véu da Noiva, uma imponente cascata que cai sobre a antiga estrada regional, fechada há vários anos devido a derrocadas que a cortaram.
Hotel
7
Dia 7 | Boca do Risco, Trekking Vereda do Larano, Porto da Cruz, Câmara de Lobos (12,1 km)
Para a última, mas não menos impressionante caminhada da semana, escolhemos um percurso que se inicia numa levada, em Machico, e segue em direção à Boca do Risco e à Vereda do Larano, com imponentes vistas sobre a selvagem e inexplorada costa nordeste da Madeira. Sem dúvida alguma, mais um percurso para levares na tua bagagem de memórias. No final deste trekking vale a pena explorar um pouco da pitoresca vila de Porto da Cruz, onde é produzida a aguardente de cana com que se faz a tradicional poncha madeirense.

Ainda teremos tempo de ir até Câmara de Lobos, a cidade onde dizem ter tido origem a Nikita, uma deliciosa bebida Madeirense. Fazemos um brinde para celebrar as novas amizades e as aventuras vividas nesta semana.

Tchim-Tchim!
Hotel
8
Dia 8 | Funchal - Origem
O último dia de viagem acaba sempre por chegar.

Dependendo da hora dos voos, ainda pode dar para comprar umas recordações no Funchal ou, porque não, tomar um banho de cascata… em plena estrada regional.

Resta-me desejar-te uma boa viagem e agradecer a tua companhia. Até breve!

O que está incluído?

  • Alojamento | 7 noites em hotel
  • Todos os pequenos-almoços
  • Todos os transportes dentro das ilhas (exceto de cariz pessoal)
  • Barco e Visita às Ilhas Desertas
  • Canyoning e material necessário + guia
  • Todos os trekkings descritos no programa
  • Transfer para início dos trekkings
  • Piscinas de Porto Moniz
  • Acompanhamento do líder da Landescape em toda a viagem
  • Seguro Pessoal Básico de Viagem

O que não está incluído?

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR

O programa está sujeito a alterações, tendo em conta o clima diverso e instável das zonas altas da Madeira. A verificar-se esta necessidade, a líder da viagem Gabel Oliveira fará um briefing com todos os elementos do grupo de forma a apresentar as propostas alternativas.

Perguntas Frequentes

O roteiro da viagem
O roteiro foi pensado para ser uma viagem acessível a todos e que proporcionasse tanto ao amante de aventura mas também àquela pessoa que quase nunca se aventurou, a possibilidade de desfrutarem de uma mesma viagem. As caminhadas que a viagem apresenta foram pensadas para serem feitas por todas as pessoas, o canyoning para ser uma prova de superação e as Ilhas Desertas e as pequenas localidades para se criar um trajeto cultural e assim, na junção de todos, obter uma viagem mais completa.
É necessário visto para entrar na Madeira?
Para os portugueses, basta ser possuidor do passaporte ou de cartão de cidadão/cartão de identidade.
Como funcionam os transfers de/para o aeroporto?
Os transfers são por conta de cada viajante. O que fazemos sempre, contudo, e para facilitar o processo, é enviar um táxi a partir do hotel, desde que o mesmo nos seja previamente solicitado. Informamos também que antes mesmo da viagem acontecer é criado um grupo de WhatsApp com viajantes e líder, de forma a que possam articular entre vocês a divisão de táxis, se assim for mais conveniente.
Como são os alojamentos durante a viagem?
Todos os quartos são twin, isto é, com duas camas individuais (ou com cama matrimonial para os casais que assim solicitem). Pode também haver a opção de ficar em quartos triplos, se assim desejares, e nesse caso solicitamos também que entres em contacto connosco por e-mail. Todos os quartos fornecem toalhas, roupa de cama e têm casa de banho privativa. A nossa escolha vai para hotéis centrais ou que estejam perto dos locais mais interessantes e práticos para os viajantes. A ideia é que sejam higiénicos e que tenham, sempre que possível, ambiente familiar.
Como são os transportes na ilha?
Os transportes são feitos em carrinhas privadas com condutor e em barco, num dos dias. De resto, tudo será feito a pé (ou com recurso a cordas, no dia do canyoning), pelo que os viajantes nunca terão de andar de mochila às costas (a não ser aquela onde trazem o dinheiro, os documentos, snacks, água e uma camisola mais quente) durante qualquer percurso.
É seguro viajar na Madeira?
Sim, vais-te sentir sempre seguro na Madeira, onde a taxa de criminalidade é quase inexistente. Quanto à questão do Covid, entra em contato connosco para saberes mais.
É uma viagem cansativa?
É uma viagem muito ativa, mas não se pode considerar cansativa, embora requeira algum esforço físico em alguns momentos. Inclui várias caminhadas, mas no geral são percursos pouco acidentados e fáceis de percorrer. O único com mais declive é o que liga o Pico Arieiro ao Pico Ruivo, cujas altitudes máxima e mínima são de 1857 m / 1491 m. No entanto, dada a beleza do percurso e o ritmo relaxado em que é feito, para apreciarmos a paisagem, torna-se um percurso acessível a qualquer um. Inclui também um canyoning, mas acessível a qualquer pessoa ativa que goste de atividades na água (vamos bem equipados, com calçado adequado, material e segurança, fato de neopreno, capacete e sobretudo um guia local experiente).
Qual a roupa mais adequada?
Roupa prática, “por camadas” (há dias em que vamos usar desde os calções ou fato-de-banho ao casaco quente e até um gorro pode saber bem): fato-de-banho, pequena toalha, t-shirt, camisola, casaco, impermeável para o caso de chuva nas zonas mais húmidas da ilha, sandálias (para as Desertas e para mergulhos nas praias, que na sua maioria são de pedras/calhaus), botas/sapatilhas para caminhar. No dia em que vamos ver o nascer do sol ao Pico do Arieiro podemos apanhar temperaturas a rondar os 0ºC, ao amanhecer, sendo que durante o percurso de caminhada desse dia tanto podemos apanhar temperaturas muito baixas como temperaturas a rondar os 20ºC. A Madeira é uma ilha em que, num espaço de 45 minutos podes ir dos 0ºC aos 25ºC!
Que comida será servida nesta viagem?
A gastronomia da Madeira não te vai dececionar. Bom peixe (um prato típico que vais querer provar é o filete de peixe-espada com banana ou os bifes de atum com milho frito) e ótimo marisco (lapas, caramujos), boa carne (podes provar o típico picadinho ou a deliciosa espetada de vaca em pau de loureiro, a carne em vinha-d’alhos). A cana-de-açúcar, os variados e originais frutos tropicais, bebidas como o famoso vinho da Madeira, a poncha, a niquita e o pé de cabra, o tradicional bolo de mel, o imperdível bolo de caco. Não faltarão sabores com os quais te deliciares. Os vegetarianos não terão problemas em encontrar alternativas, pelo que nos devem avisar aquando da inscrição.
Esta viagem exige cuidados de saúde especiais?
Esta viagem não te exige nenhum cuidado especial face ao que terias numa qualquer escapadinha perto de casa. No entanto, a Landescape tem uma parceria estabelecida com a Dra. Andreia Castro, médica com formação em Medicina do Viajante e blogger de viagens. Dessa forma, podes agendar com ela uma Consulta do Viajante Online que tem um custo de 30€ por pessoa, 50€ para 2 pessoas, 70€ para 3 pessoas e 80€ para 4 pessoas. Como complemento, a Landescape disponibiliza-te ainda a possibilidade de integrares uma sessão de esclarecimento online que inclui a preparação do kit de viagem, a prescrição de medicação, a discussão sobre a vacinação a efetuar e respetiva prescrição e, ainda, um espaço para esclarecer eventuais dúvidas sobre os cuidados de saúde a ter no destino a visitar. Esta sessão tem um custo de 20€ por pessoa, 30€ para duas pessoas em simultâneo, 40€ para três pessoas e 50€ para quatro pessoas.
Outras informações
https://www.landescape.pt/perguntas-frequentes-faq/

Marcação

InícioFimEstadoPreço
Data Sábado 20 Nov, 2021 Sábado 27 Nov, 2021 Vagas 10 Preço 900€ Agendar
Data Sábado 26 Mar, 2022 Sábado 2 Abr, 2022 Vagas 10 Preço 930€ Agendar

O Líder

Gabel Oliveira

Sou uma apaixonada pela natureza, pela vivência de experiências únicas e pelo contacto com diferentes realidades e culturas. Já viajei por cerca de 100 países, nos vários “cantos” do globo.
Mais informação sobre o líder