Quénia

O Quénia é um país de contrastes. Um só dia permite-te sentir a azáfama das cidades populosas, como Nairobi e Mombasa, mas também compreender o verdadeiro significado da expressão: Hakuna Matata. Consegues invejar a qualidade de vida que a capital do Quénia oferece e, ao mesmo tempo, querer dar voz à maioria dos quenianos que vive em condições desumanas. O Quénia permite-te ver os Big 5 e deixar-te surpreendido com as 42 tribos diferentes que coexistem no país. Podes explorar uma floresta indígena, visitar uma tribo masai e, no dia seguinte, beber uma água de côco numa praia exótica, de água morna, na costa do país.

Viagem ao Quénia

Fazer uma viagem ao Quénia é mergulhar nos sons da natureza em Limuru e ter a oportunidade de descobrir as reminiscências da passagem dos portugueses pela costa. Deixar-te apaixonar pela plenitude de Shela, em Lamu, um cidade património mundial da UNESCO e esquecer-te que o tempo existe. É impossível ficares indiferente às cores, às músicas, aos sabores, às tribos, aos animais, aos céus estrelados, aos cheiros, aos nasceres e aos pores do sol. Vais querer ficar mais tempo em cada lugar e vais, de certeza, emocionar-te em vários momentos desta viagem.

Este roteiro não ficaria porém completo, sem incluirmos o cunho pessoal da líder desta viagem, Marta Baeta. Queremos que venhas conhecer a realidade do voluntariado no Quénia, através da associação From Kibera With Love que a Marta criou para apoiar perto de 70 crianças que residem em Kibera, a maior favela de África. Vem por isso com o coração aberto porque vais regressar apaixonado por este país e pelas suas gentes. Vem por isso com o coração aberto porque vais regressar apaixonado por este país e pelas suas gente

O que iremos visitar no Quénia

  • Safari na Reserva Nacional Masai Mara
  • Tribo Masai
  • Kibera, a maior favela do Quénia
  • ONGD From Kibera With Love
  • Plantações de chá em Limuru
  • Floresta Sagrada de Kaya Kinondo
  • Ilha de Lamu, Património Mundial da Unesco
  • Aldeia comunitária em Kilifi
  • Forte Jesus e mercado Marikiti em Mombasa
  • Praias paradisíacas da costa do Quénia
  • Santuário Marinho de Kuruwitu e as Vuma Cliffs
Ler MaisLer Menos
  • + 16 anos
  • 6-12 pessoas
  • 13 dias
  • a partir de 1810€ / pessoa

Selecciona a viagem que procuras

  • VIAGEM QUÉNIA – Das ruas de Nairobi a Mombaça
    12 a 25 Mar 2023
  • VIAGEM QUÉNIA – Das ruas de Nairobi a Mombaça
    30 Jul a 12 Ago 2023

Reserva aqui a tua viagem

VIAGEM QUÉNIA – Das ruas de Nairobi a Mombaça

com Marta Baeta

Viagem Confirmada
12 a 25 Mar 2023
Saber mais sobre esta edição Fechar informação desta edição

O Quénia é um país de contrastes. Um só dia permite-te sentir a azáfama das cidades populosas, como Nairobi e Mombasa, mas também compreender o verdadeiro significado da expressão: Hakuna Matata. Consegues invejar a qualidade de vida que a capital do Quénia oferece e, ao mesmo tempo, querer dar voz à maioria dos quenianos que vive em condições desumanas. O Quénia permite-te ver os Big 5 e deixar-te surpreendido com as 42 tribos diferentes que coexistem no país. Podes explorar uma floresta indígena, visitar uma tribo masai e, no dia seguinte, beber uma água de côco numa praia exótica, de água morna, na costa do país.

Fazer uma viagem ao Quénia é mergulhar nos sons da natureza em Limuru e ter a oportunidade de descobrir as reminiscências da passagem dos portugueses pela costa. Deixar-te apaixonar pela plenitude de Shela, em Lamu, um cidade património mundial da UNESCO e esquecer-te que o tempo existe. É impossível ficares indiferente às cores, às músicas, aos sabores, às tribos, aos animais, aos céus estrelados, aos cheiros, aos nasceres e aos pores do sol. Vais querer ficar mais tempo em cada lugar e vais, de certeza, emocionar-te em vários momentos desta viagem.

Este roteiro não ficaria porém completo, sem incluirmos o cunho pessoal da líder desta viagem, Marta Baeta. Queremos que venhas conhecer a realidade do voluntariado no Quénia, através da associação From Kibera With Love que a Marta criou para apoiar perto de 70 crianças que residem em Kibera, a maior favela de África. Vem por isso com o coração aberto porque vais regressar apaixonado por este país e pelas suas gentes.

O que iremos visitar no Quénia

  • Safari na Reserva Nacional Masai Mara
  • Tribo Masai
  • Kibera, a maior favela do Quénia
  • ONGD From Kibera With Love
  • Plantações de chá em Limuru
  • Floresta Sagrada de Kaya Kinondo
  • Ilha de Lamu, Património Mundial da Unesco
  • Aldeia comunitária em Kilifi
  • Forte Jesus e mercado Marikiti em Mombasa
  • Praias paradisíacas da costa do Quénia
  • Santuário Marinho de Kuruwitu e as Vuma Cliffs

O que está incluído?

Alojamento

3 noites em Guest House
8 noites em Hotel
2 noites em Bungallow/Tenda com cama, wc e luz no interior

Refeições

Todos os pequenos almoços
5 almoços
3 jantares

Safari (compreende uma tarde, um dia completo e uma manhã)

Voo interno de Malindi para Lamu

Todas as entradas e atividades descritas no programa

Guias locais (em inglês)

Todos os transportes descritos no programa
Exceto de carácter pessoal

Seguro Pessoal Básico de Viagem

Acompanhamento do líder da Landescape

O que não está incluído?

  • Voos internacionais
    Recomendamos a GeostarVisto (cerca de 60usd)
    Atividades e visitas extras

    Alimentação não especificada (cerca de 25€/dia)
    Voo entre Lamu e Nairobi (a partir de 85€ com mala de porão)
    Transfers de/para o aeroporto
    Despesas pessoais e gorjetas

    Upgrade Covid19 no Seguro Pessoal Básico de Viagem

Diário de Bordo

Dia 1   Chegada a Nairobi

Hoje o dia da tua chegada ao Quénia.

“Karibu Quénia”, mais propriamente à cidade de Nairobi, uma das maiores e mais populosas cidades de África. Lembra-te que não existem atividades previstas para este dia, pelo que dependendo da hora que fizeres o check-in, podes visitar algumas das seguintes opções: Giraffe Center, Orfanato dos Elefantes (mediante disponibilidade e marcação prévia), Museu Karen Blixen ou a torre KICC – 360º no centro de Nairobi.

Ao fim da tarde e já no alojamento que será a nossa base nesta cidade enquanto aqui estivermos, falarei um pouco do que vais encontrar nesta aventura. A seguir, um jantar com o grupo inteiro, para trocarmos as primeiras impressões.
Estadia: Guesthouse

Dia 2   Nairobi - Masai Mara

África é, também, sinónimo de safaris. Hoje deixamos Nairobi bem cedo em direção à famosa Reserva Nacional do Masai Mara, quase na fronteira com a Tanzânia. Iremos conhecer e explorar o Quénia quilómetro a quilómetro, conduzindo pelas suas estradas. O caminho é um autêntico espetáculo ao vivo. Das janelas os olhos admiram, questionam e observam toda uma vida quotidiana e uma variedade constante de paisagens. Chegamos a tempo de um almoço tardio, depois de uma viagem demorada, em ritmo africano, entre vilas e descampados. Depois de relaxar após um bom almoço, damos início ao safari, ao final do dia, que é quando os animais voltam a estar ativos. Com sorte vemos um pôr do sol de cortar a respiração. De noite, o fogo de campo irá aquecer-nos, enquanto imaginamos as aventuras do dia seguinte em plena savana africana. Os próximos dias serão passados em plena harmonia com a natureza.
Estadia: Cottages/Tenda

Dia 3   Masai Mara

Hoje o dia começa bem cedo e para muitos de vocês é o dia mais esperado desta viagem. A Reserva Nacional do Masai Mara promete uma observação inesquecível dos Big Five (elefante, rinoceronte, búfalo, leão e leopardo). Aqui, também é possível avistar zebras, gazelas, gnus, chitas, hienas, girafas, hipopótamos, entre muitos outros animais. É aqui que todos os anos se observa a maravilhosa migração dos gnus que atravessam o rio Mara, da Tanzânia para o Quénia, e vice versa à procura dos mais verdejantes pastos. O dia, como referi, começa muito cedo e vai ser inteiramente dedicado à procura desta imensa vida selvagem.

Vamos também visitar uma vila Masai, onde vamos ficar a conhecer os seus costumes e tradições. Preparados para uma aventura inesquecível?

Nota: terás a possibilidade de, neste dia, fazer parte do safari em balão de ar quente. O valor ronda os 400€ e deve ser marcado com antecedência.
Estadia: Cottages/Tenda

Dia 4   Masai Mara - Limuru

Hoje voltamos a iniciar o dia muito cedo para vermos o nascer do sol na savana. Fazemos um último safari de madrugada enquanto nos despedimos do imenso parque. O nosso transporte leva-nos para Limuru, onde chegamos a meio da tarde e o cenário é completamente diferente de tudo o que vimos até agora. Aqui a vegetação reina e vamos continuar mergulhados nos sons da natureza e aproveitar este espaço incrível. Vamos caminhar e explorar uma floresta indígena. Que tal aprender um pouco de swahili para conseguirem todos comunicar com os quenianos daqui para a frente
Estadia: Hotel

Dia 5   Limuru - Nairobi

O Quénia é o terceiro maior produtor mundial de chá, o maior de todo o continente africano e responsável por exportar chá para todos os cantos do mundo. Limuru é um dos muitos locais do país conhecido pelas plantações de chá a perder de vista. Hoje iremos visitar uma dessas plantações, onde para além de experimentarmos o verdadeiro chá preto, iremos apreciar um belo repasto ao almoço.

Depois do almoço iremos regressar a Nairobi para continuarmos a nossa aventura. Vamos finalmente conhecer a Associação From Kibera With Love, que foi criada por mim em 2012 e garante educação, alimentação, apoio médico e atividades a 60 crianças. O final do dia será passado no centro da From Kibera With Love para conheceres as crianças apoiadas. Prepara o teu coração para muito amor.

Depois de uma tarde regada a sorrisos e diversão, jantaremos todos juntos.
Estadia: Guesthouse

Dia 6   Kibera

Preparado para um dia que ficará para sempre na tua memória? Vais conhecer a forma como a maioria dos quenianos vive. Terás a oportunidade de visitar Kibera, conhecida como uma das maiores favelas do mundo. Vamos andar pelas ruas e becos da favela, ver como vivem e o que fazem os seus habitantes no dia-a-dia. Vamos visitar a casa de algumas famílias e vamos almoçar no coração de Kibera, num pequeníssimo “restaurante” local. Durante a visita iremos a um mercado local e locais de produção e venda de artesanato. Não te esqueças da carteira, vais seguramente querer trazer daqui algumas recordações.

Já de barriga cheia, regressamos ao centro da associação From Kibera With Love, onde tens a oportunidade de participar num workshop de comida queniana com a Mama Felix e a Mama Oj, funcionárias da associação. Aqui vamos lanchar e quem sabe ficamos já jantados. Prepara-te para um banquete. Vamos ter novamente a oportunidade de participar ou assistir às atividades realizadas pelas crianças da organização. Garanto-te que irás receber muitos abraços e beijinhos novamente.
Estadia: Guesthouse

Dia 7   Nairobi - Mombassa - Diani Beach

De madrugada começamos a nossa jornada em direção a Mombasa na costa do Quénia. Apanhamos então o comboio até lá, onde chegamos por volta das duas da tarde. Da estação seguimos em transporte privado para Diani beach onde vamos almoçar já fora de horas.

O resto da tarde é livre e por essa mesma razão, teremos tempo para passear à beira mar ou simplesmente ficar de molho nas águas mornas. Não te esqueças de ir bebendo água de côco, para hidratar. Ao jantar juntamo-nos e aproveitamos os sabores que o mar tem para nos oferecer
Estadia: Hotel

Dia 8   Diani beach

Dependendo das condições do mar, faremos um passeio de barco até uma língua de areia que se forma em alto mar, quando o mar nos permitir e estiver em maré baixa. Lá poderás fazer snorkeling ou apenas desfrutar da paisagem enquanto tiras fotografias. Vamos também visitar a Floresta Sagrada de Kaya Kinondo na companhia de um guia local, que pertence à tribo com o mesmo nome e que ao longo do tempo tem estado responsável pela preservação desta floresta. É tempo de aprender sobre plantas medicinais e perceber um pouco mais da relação que as comunidades têm com a natureza, extraindo delas aquilo de que necessitam. Espero que gostes de marisco, afinal de contas estamos no lugar dele.

Antes, depois ou entre as atividades, terás tempo de desfrutar do sol e das águas, à tua vontade.
Estadia: Hotel

Dia 9   Diani beach - Mombasa - Kilifi

Hoje despertamos cedo para ver o nascer do sol e para apanhar um transfer privado desde Diani até Kilifi, também na costa do Quénia mas mais a norte. Pelo meio, fazemos uma paragem na cidade de Mombasa para visitarmos o seu centro histórico, nomeadamente o Forte Jesus e o mercado. Prepara-te para uma explosão de cor e para testemunhares na primeira pessoa a presença muçulmana na região, fruto da herança omanita de outros tempos. Depois de um  almoço com vista mar, seguimos para Kilifi onde à chegada iremos visitar uma aldeia que se dedica à torrefação do caju e onde também poderás provar vinho de côco. Iremos jantar todos juntos, depois do pôr do sol, e com sorte, teremos a oportunidade de testemunhar a olho nu a tão desejada bioluminescência.

Dia 10   Kilifi

Com o pequeno-almoço tomado e a roupa de banho posta no corpo, é tempo de rumarmos a Kuruwitu, um santuário marinho que promete despertar-te os sentidos. A paisagem aqui é imensa, o areal está despido de gente e o verdadeiro espetáculo faz-se debaixo de água. Corais, peixes, animais marinhos de todas as cores e formas dominam o nosso campo de visão, num projeto comunitário que há cerca de 4 anos recupera a biodiversidade aquática da região. No período da tarde, visitamos as falésias de Vuma, uma formação geológica de origem vulcânica de onde podemos observar o temperamento do mar, com as suas enormes ondas a rebentar violentamente contra este maciço rochoso selvagem e áspero, que tem vindo a ser recortado pela erosão.
Estadia: Hotel

Dia 11   Kilifi - Melinde - Lamu

É hora de rumarmos a outras paragens. Começamos por apanhar um transporte desde Kilifi até Malindi (Melinde), onde está localizada uma capela portuguesa e o pilar de homenagem ao navegador Vasco da Gama. Faremos uma paragem na Gede Ruins, reminiscências da ocupação dos portugueses no Quénia, uma cidade misteriosa que entrou em declínio sem que contudo se conheçam os seus motivos. De Malindi iremos voar para o arquipélago de Lamu, junto à fronteira com a Somália. Lamu é Património Mundial da Unesco e parece que parou no tempo. Do aeroporto iremos de táxi barco para Shela onde ficaremos alojados nos próximos dias. Preparem-se para um dos lugares mais bonitos, harmoniosos e calmos do Quénia. Há quem diga que é literalmente o paraíso na terra. Preparem-se que a partir de agora iremos ver burros por todo o lado, é o principal meio de transporte da ilha.
Estadia: Hotel

Dia 12   Lamu

Vale a pena acordar com o sol neste pequeno paraíso. Aproveita o dia desde cedo porque ao fim da manhã, antes do almoço, vamos encontrar-nos para um passeio de barco tradicional onde iremos almoçar peixe acabadinho de pescar. O almoço pode demorar mas enquanto isso estaremos a fazer snorkeling, a dar mergulhos do barco ou simplesmente a descansar ao sol no barco ou numa praia deserta. Vamos fazer figas para no regresso a Shela sermos brindados com um belo pôr do sol.
Estadia: Hotel

Dia 13   Lamu

Pela manhã cedo, antes do sol queimar e ficar um calor abrasador, vamos de barco até Lamu Old Town. Aqui faremos uma visita com um guia local onde teremos a oportunidade de ver as tradicionais portas de madeira trabalhadas e a arquitetura tão peculiar dos edifícios com forte influência árabe.

O resto do dia será livre para que possam aproveitar este segredo tão bem guardado da forma que mais gostarem. Ao jantar iremos partilhar as últimas memórias desta incrível viagem juntos ao sabor da brisa do mar.
Estadia: Hotel

Dia 14   Lamu - Origem

Este é o teu último dia no Quénia. E não podia terminar melhor se não estivesses num dos locais menos conhecido e explorado do país. Aproveita e desfruta de tudo o que mais gostares, uma última vez. Deves marcar o teu voo interno, atempadamente, de Lamu para o aeroporto internacional de Nairobi e de lá, se esse for o teu plano, regressar a casa.

Despeço-me com a vontade de que voltes, para conheceres outras maravilhas deste grandioso e vasto Quénia.

From Kibera With Love

Na Landescape acreditamos no poder transformador da viagem. Sentimos que é parte da nossa missão enquanto líderes, garantir que cada experiência que realizamos deve ter um impacto positivo no planeta e nas comunidades que visitamos, assim como nos viajantes que levamos connosco. Assim, nesta viagem pelo Quénia, 5% do valor pago pela mesma reverte a favor da Associação From Kibera With Love, fundada pela líder Landescape Marta Baeta.

Juntos vamos apoiar a educação destas crianças quenianas e promover as condições para que tenham um futuro mais sorridente.

Reserva aqui a tua viagem


1.810€

Perguntas Frequentes

Como é o roteiro da viagem?

O Quénia é um país na qual podes encontrar uma grande diversidade de paisagens. Do caos da capital Nairobi à intimidade de uma das associações que opera na maior favela de África, Kibera. Da imensidão dos parques naturais ao legado histórico português de Mombaça e Melinde. De florestas sagradas ao dolce far niente das praias de areia branca de Diani Beach e ao segredo mais bem escondido do Quénia, Lamu. Junta-te a nós na descoberta de um país ainda tão pouco explorado ao nível do turismo.

É necessário visto para entrar no Quénia?

É necessário apresentar um visto de turismo para entrar no Quénia. Este tem que ser feito online e tem um custo de 60usd com a duração de um mês.

O passaporte deve ter a validade mínima de 6 meses aquando do pedido de visto (considerando sempre a data de regresso) e tem de ter pelo menos 2 páginas em branco. Serão fornecidas outras informações mais em pormenor no Manual de Viajante que te enviaremos aquando da inscrição.

Como funcionam os transferes de/para o aeroporto?

Os transfers são por conta de cada viajante (à chegada e à partida), sendo que pode ser organizado pela líder um transporte privado, desde que previamente solicitado por e-mail ao Gabinete de Apoio ao Viajante ou diretamente no grupo de WhatsApp que será criado propositadamente para esta viagem. Para além disso, existe a possibilidade de se apanhar um Uber, Bolt ou transportes semelhantes à saída do aeroporto, uma forma mais económica e igualmente segura.

Como são os alojamentos durante a viagem?

Todos os alojamentos, prezam pela localização, higiene, sustentabilidade local e ambiente familiar, que é isso que mais valorizamos na Landescape. Por essa razão, podes encontrar lugares em que terás que te adaptar à realidade local: não se garante ar condicionado em todos os quartos, tendo como alternativa a ventoinha nos locais mais quentes, A rede mosquiteira nem todos os alojamentos têm e às vezes quando têm, podem já não estar nas condições que desejas, pelo que se esta for uma questão sensível para ti, recomendamos que tragas uma de casa. Apesar de todos os alojamentos terem sistema elétrico de água quente, poderão acontecer interrupções de energia ou fornecimento de água, uma realidade presente no Quénia que não te permitirá ter o banho que desejarias.

Nesta viagem as pernoites irão variar entre hotel e guest house, e no Safari o alojamento será em tendas/bungalow privadas que darão o conforto de um quarto. Todos os alojamentos serão em quartos twin ou triplos com casa de banho privativa. A distribuição dos quartos pelos viajantes é feita de forma aleatória no local. Relembramos que as condições de África e da Europa são bastante diferentes, e ao estilo que a Landescape viaja ainda mais podes sentir mais essa diferença, por isso pedimos alguma abertura de adaptação. Tragam o descomplicómetro ligado.

Caso pretendas suplemento de ocupação individual, deves solicitar previamente, sendo que não é garantido que consigamos, pois está dependente do número de inscritos e portanto não pode ser de antemão assegurado devido à lotação dos alojamentos.

Como são os transportes no país?

Vamos experimentar todos os meios de transporte do país. Nas longas viagens, tentaremos ter um transporte privado (van ou pequeno autocarro). O Safari é feito de jeep 4×4. A viagem de Nairobi para Mombasa será feita de comboio, sendo que a linha férrea foi toda renovada em 2017 e por isso com qualidade e modernidade, sendo que surpreendentemente aqui os horários são cumpridos ao segundo. Há bilhetes, lugares marcados, revisor, hospedeiras e serviço de bar. Já o ferry que liga Mombasa a Likoni é uma verdadeira aventura cultural. Pode transportar só pessoas, só carros ou ambos. Vai quase sempre com lotação acima da esgotada. Se tivermos oportunidade iremos experimentar também o tuk tuk africano e quem sabe moto táxi. Em Lamu teremos a experiência do barco táxi e na costa do país iremos velejar nos tradicionais Dhows. Faremos dois voos internos um assegurado pela Landescape e outro, de regresso a Nairobi, à responsabilidade de cada viajante. O Quénia é um país enorme, há muito movimento nas estradas, há muito caos e por vezes podemos achar que conduzem de forma descontrolada e irresponsável. Tudo levará mais tempo do que estamos habituados e tudo será mais intenso do que estamos a planear que seja.

Espero que tenham a oportunidade de ter a real experiência queniana dentro de um matatu, o transporte público mais utilizado pelos quenianos, que consiste numa carrinha de 14 lugares com música a tocar num tom bem alto.

É seguro viajar no Quénia?

Sim, de forma geral, o Quénia é seguro. As pessoas tentam ajudar os viajantes sempre que os mesmos necessitam de informações, apesar de recomendar cautela no transporte de objetos valiosos como o telemóvel ou câmaras fotográficas, sobretudo em zonas de maior densidade populacional e nos transportes públicos como em Nairobi e Mombaça. De noite convém estarmos mais alerta porque as ruas são muito escuras e há pouco movimento, da mesma forma que é de evitar levantar dinheiro dos ATM no período noturno.

É uma viagem cansativa?

O Quénia cansa, sim. É um frenesim constante, razão pela qual se farão alguns intervalos em momentos estratégicos. Emocionalmente poderá ser também uma viagem que provoque algum desgaste. Seremos abordados por muitos adultos e crianças a pedir dinheiro nas ruas. Prepara-te para ouvir: How are you? – constantemente. Há sempre muitas pessoas por todo o lado. As viagens podem ser mais demoradas e, por vezes, mais desconfortáveis do que imaginamos. Na costa, o calor faz-se mesmo sentir o que tornará também esta parte da viagem mais maçadora.

Qual a roupa mais adequada?

No Manual do Viajante que te vamos enviar aquando da inscrição, terás acesso em detalhe a todas as nossas recomendações para a preparação da tua mochila de viagem para o Quénia. Em todo o caso, a preocupação passa por trazeres roupa prática e confortável, que se possa adaptar às quatro estações do ano. Trazer roupa de cor clara é meio caminho andado para, no fim do dia, estar de outra cor, tal é a quantidade de pó por todo o lado. Não é recomendado o uso de vestidos, saia e calções curtos sem ser em ambiente de safari ou praia, bem como o uso de decotes muito pronunciados e transparências. Recomendamos que tragas uma sweatshirt ou casaco mais quente para as viagens, um casaco impermeável que também dará jeito já que a probabilidade de haver dias de chuva é grande em qualquer altura do ano. Para além disso, há coisas que não podes mesmo esquecer: calçado confortável e robusto (sapatilhas ou botas de caminhada), chinelos, roupa de praia e uma toalha ou páreo para a praia (que também podes comprar no país). Convém também teres uma ou duas mudas de roupa para quando formos jantar fora, para te sentires enquadrado. Não se esqueçam que estaremos integrados em muitas comunidades com forte influência muçulmana.

Que comida será servida?

A comida do Quénia é saudável e boa, e os locais comem muito e bem. Prepara-te para um prato cheio nos restaurantes locais. Na comida local encontramos o feijão, as leguminosas, os vegetais e pouco peixe ou carne. O acompanhamento normalmente é chapati (semelhante ao pão indiano), ugali (farinha de milho) ou arroz. A comida típica varia de tribo para tribo. Vamos ter a oportunidade de comer em tascas tradicionais em Nairobi mas também de provar a comida típica swahili na costa do país. Este é também o local ideal para comer muito marisco. A comida local é sempre muito barata. Em Nairobi existem restaurantes de fast food mas também restaurantes com culinária de todo o mundo (mexicano, japonês, italiano, indiano, coreano e muito mais). Os vegetarianos não terão problemas em encontrar opções para se alimentarem.

Esta viagem exige cuidados de saúde especiais?

É recomendável a vacina contra a febre amarela e eventualmente o uso da profilaxia contra a malária, apesar de nem uma nem outra serem obrigatória. É, também, recomendado o agendamento de consulta do viajante. A Landescape tem uma parceria estabelecida com duas médicas formadas em Medicina do Viajante que te podem melhor aconselhar sobre todos os cuidados de saúde necessários e eventuais vacinas de prevenção para viajar no Quénia. Dessa forma, podes agendar uma Consulta do Viajante Online na data e hora que te for mais conveniente com uma delas.

Quanto ao dinheiro para a viagem?

A generalidade dos gastos em viagem está já contemplada na tarifa cobrada pela Landescape, pelo que o valor recomendado vai depender essencialmente de quereres ou não trazer muitas recordações e também de beberes, ou não, álcool que é genericamente caro em todo o lado, especialmente junto à costa.

Outras informações relevantes.

Recomendamos que tragas no máximo 15Kg de bagagem, sendo que a mochila será o melhor para o estilo da viagem, pois como vamos fazer várias deslocações em diferentes meios de transporte será mais prático uma mochila do que um trolley. Referimos a questão do peso (como forma de orientação) porque és tu que carregas a tua bagagem e por isso queremos que esta não seja um fardo pesado para ti e por isso deverás ser prático. Assim como deverás ter consciência de que a logística de otimização do espaço disponível para cada viajante, tem que ser gerida quer nos transportes privados como públicos. Nos transportes públicos tens de garantir que consegues levar a tua bagagem ao teu colo no caso do transporte ir cheio de não existirem mais lugares vazios onde colocar a bagagem. Traz ainda uma mochila mais pequena para o dia a dia, vai dar jeito nas nossas visitas, uma que dê para colocar alguns snacks, água, documentos/dinheiro e o impermeável ou casaco.

seguros-de-viagem-landescape

SEGURO DE VIAGEM LANDESCAPE

Descobre qual o seguro de viagem que melhor se adequa às tuas necessidades.

consulta-do-viajante-landescape

CONSULTA DO VIAJANTE

Agenda já a tua consulta para ficares a par dos cuidados de saúde recomendados e obrigatórios desta viagem.

Queres que entre em contacto contigo?

A nossa equipa irá acompanhar-te e dar-te todo o apoio necessário.

Sobre o Líder


Marta Baeta

Viajar é aprender e renascer a cada partida. Saber mais

Outros destinos que lidera

VIAGEM QUÉNIA – Das ruas de Nairobi a Mombaça

com Marta Baeta

Nova Data
30 Jul a 12 Ago 2023
Saber mais sobre esta edição Fechar informação desta edição

O Quénia é um país de contrastes. Um só dia permite-te sentir a azáfama das cidades populosas, como Nairobi e Mombasa, mas também compreender o verdadeiro significado da expressão: Hakuna Matata. Consegues invejar a qualidade de vida que a capital do Quénia oferece e, ao mesmo tempo, querer dar voz à maioria dos quenianos que vive em condições desumanas. O Quénia permite-te ver os Big 5 e deixar-te surpreendido com as 42 tribos diferentes que coexistem no país. Podes explorar uma floresta indígena, visitar uma tribo masai e, no dia seguinte, beber uma água de côco numa praia exótica, de água morna, na costa do país.

Fazer uma viagem ao Quénia é mergulhar nos sons da natureza em Limuru e ter a oportunidade de descobrir as reminiscências da passagem dos portugueses pela costa. Deixar-te apaixonar pela plenitude de Shela, em Lamu, um cidade património mundial da UNESCO e esquecer-te que o tempo existe. É impossível ficares indiferente às cores, às músicas, aos sabores, às tribos, aos animais, aos céus estrelados, aos cheiros, aos nasceres e aos pores do sol. Vais querer ficar mais tempo em cada lugar e vais, de certeza, emocionar-te em vários momentos desta viagem.

Este roteiro não ficaria porém completo, sem incluirmos o cunho pessoal da líder desta viagem, Marta Baeta. Queremos que venhas conhecer a realidade do voluntariado no Quénia, através da associação From Kibera With Love que a Marta criou para apoiar perto de 70 crianças que residem em Kibera, a maior favela de África. Vem por isso com o coração aberto porque vais regressar apaixonado por este país e pelas suas gentes.

O que iremos visitar no Quénia

  • Safari na Reserva Nacional Masai Mara
  • Tribo Masai
  • Kibera, a maior favela do Quénia
  • ONGD From Kibera With Love
  • Plantações de chá em Limuru
  • Floresta Sagrada de Kaya Kinondo
  • Ilha de Lamu, Património Mundial da Unesco
  • Aldeia comunitária em Kilifi
  • Forte Jesus e mercado Marikiti em Mombasa
  • Praias paradisíacas da costa do Quénia
  • Santuário Marinho de Kuruwitu e as Vuma Cliffs

O que está incluído?

Alojamento

3 noites em Guest House
8 noites em Hotel
2 noites em Bungallow/Tenda com cama, wc e luz no interior

Refeições

Todos os pequenos almoços
5 almoços
3 jantares

Safari (compreende uma tarde, um dia completo e uma manhã)

Voo interno de Malindi para Lamu

Todas as entradas e atividades descritas no programa

Guias locais (em inglês)

Todos os transportes descritos no programa
Exceto de carácter pessoal

Seguro Pessoal Básico de Viagem

Acompanhamento do líder da Landescape

O que não está incluído?

  • Voos internacionais
    Recomendamos a GeostarVisto (cerca de 60usd)
    Atividades e visitas extras

    Alimentação não especificada (cerca de 15€/dia)
    Voo entre Lamu e Nairobi (a partir de 85€ com mala de porão)
    Transfers de/para o aeroporto
    Despesas pessoais e gorjetas

    Upgrade Covid19 no Seguro Pessoal Básico de Viagem

Diário de Bordo

Dia 1   Chegada a Nairobi

Hoje o dia da tua chegada ao Quénia.

“Karibu Quénia”, mais propriamente à cidade de Nairobi, uma das maiores e mais populosas cidades de África. Lembra-te que não existem atividades previstas para este dia, pelo que dependendo da hora que fizeres o check-in, podes visitar algumas das seguintes opções: Giraffe Center, Orfanato dos Elefantes (mediante disponibilidade e marcação prévia), Museu Karen Blixen ou a torre KICC – 360º no centro de Nairobi.

Ao fim da tarde e já no alojamento que será a nossa base nesta cidade enquanto aqui estivermos, falarei um pouco do que vais encontrar nesta aventura. A seguir, um jantar com o grupo inteiro, para trocarmos as primeiras impressões.
Estadia: Guesthouse

Dia 2   Nairobi - Masai Mara

África é, também, sinónimo de safaris. Hoje deixamos Nairobi bem cedo em direção à famosa Reserva Nacional do Masai Mara, quase na fronteira com a Tanzânia. Iremos conhecer e explorar o Quénia quilómetro a quilómetro, conduzindo pelas suas estradas. O caminho é um autêntico espetáculo ao vivo. Das janelas os olhos admiram, questionam e observam toda uma vida quotidiana e uma variedade constante de paisagens. Chegamos a tempo de um almoço tardio, depois de uma viagem demorada, em ritmo africano, entre vilas e descampados. Depois de relaxar após um bom almoço, damos início ao safari, ao final do dia, que é quando os animais voltam a estar ativos. Com sorte vemos um pôr do sol de cortar a respiração. De noite, o fogo de campo irá aquecer-nos, enquanto imaginamos as aventuras do dia seguinte em plena savana africana. Os próximos dias serão passados em plena harmonia com a natureza.
Estadia: Cottages/Tenda

Dia 3   Masai Mara

Hoje o dia começa bem cedo e para muitos de vocês é o dia mais esperado desta viagem. A Reserva Nacional do Masai Mara promete uma observação inesquecível dos Big Five (elefante, rinoceronte, búfalo, leão e leopardo). Aqui, também é possível avistar zebras, gazelas, gnus, chitas, hienas, girafas, hipopótamos, entre muitos outros animais. É aqui que todos os anos se observa a maravilhosa migração dos gnus que atravessam o rio Mara, da Tanzânia para o Quénia, e vice versa à procura dos mais verdejantes pastos. O dia, como referi, começa muito cedo e vai ser inteiramente dedicado à procura desta imensa vida selvagem.

Vamos também visitar uma vila Masai, onde vamos ficar a conhecer os seus costumes e tradições. Preparados para uma aventura inesquecível?

Nota: terás a possibilidade de, neste dia, fazer parte do safari em balão de ar quente. O valor ronda os 400€ e deve ser marcado com antecedência.
Estadia: Cottages/Tenda

Dia 4   Masai Mara - Limuru

Hoje voltamos a iniciar o dia muito cedo para vermos o nascer do sol na savana. Fazemos um último safari de madrugada enquanto nos despedimos do imenso parque. O nosso transporte leva-nos para Limuru, onde chegamos a meio da tarde e o cenário é completamente diferente de tudo o que vimos até agora. Aqui a vegetação reina e vamos continuar mergulhados nos sons da natureza e aproveitar este espaço incrível. Vamos caminhar e explorar uma floresta indígena. Que tal aprender um pouco de swahili para conseguirem todos comunicar com os quenianos daqui para a frente
Estadia: Hotel

Dia 5   Limuru - Nairobi

O Quénia é o terceiro maior produtor mundial de chá, o maior de todo o continente africano e responsável por exportar chá para todos os cantos do mundo. Limuru é um dos muitos locais do país conhecido pelas plantações de chá a perder de vista. Hoje iremos visitar uma dessas plantações, onde para além de experimentarmos o verdadeiro chá preto, iremos apreciar um belo repasto ao almoço.

Depois do almoço iremos regressar a Nairobi para continuarmos a nossa aventura. Vamos finalmente conhecer a Associação From Kibera With Love, que foi criada por mim em 2012 e garante educação, alimentação, apoio médico e atividades a 60 crianças. O final do dia será passado no centro da From Kibera With Love para conheceres as crianças apoiadas. Prepara o teu coração para muito amor.

Depois de uma tarde regada a sorrisos e diversão, jantaremos todos juntos.
Estadia: Guesthouse

Dia 6   Kibera

Preparado para um dia que ficará para sempre na tua memória? Vais conhecer a forma como a maioria dos quenianos vive. Terás a oportunidade de visitar Kibera, conhecida como uma das maiores favelas do mundo. Vamos andar pelas ruas e becos da favela, ver como vivem e o que fazem os seus habitantes no dia-a-dia. Vamos visitar a casa de algumas famílias e vamos almoçar no coração de Kibera, num pequeníssimo “restaurante” local. Durante a visita iremos a um mercado local e locais de produção e venda de artesanato. Não te esqueças da carteira, vais seguramente querer trazer daqui algumas recordações.

Já de barriga cheia, regressamos ao centro da associação From Kibera With Love, onde tens a oportunidade de participar num workshop de comida queniana com a Mama Felix e a Mama Oj, funcionárias da associação. Aqui vamos lanchar e quem sabe ficamos já jantados. Prepara-te para um banquete. Vamos ter novamente a oportunidade de participar ou assistir às atividades realizadas pelas crianças da organização. Garanto-te que irás receber muitos abraços e beijinhos novamente.
Estadia: Guesthouse

Dia 7   Nairobi - Mombassa - Diani Beach

De madrugada começamos a nossa jornada em direção a Mombasa na costa do Quénia. Apanhamos então o comboio até lá, onde chegamos por volta das duas da tarde. Da estação seguimos em transporte privado para Diani beach onde vamos almoçar já fora de horas.

O resto da tarde é livre e por essa mesma razão, teremos tempo para passear à beira mar ou simplesmente ficar de molho nas águas mornas. Não te esqueças de ir bebendo água de côco, para hidratar. Ao jantar juntamo-nos e aproveitamos os sabores que o mar tem para nos oferecer
Estadia: Hotel

Dia 8   Diani beach

Dependendo das condições do mar, faremos um passeio de barco até uma língua de areia que se forma em alto mar, quando o mar nos permitir e estiver em maré baixa. Lá poderás fazer snorkeling ou apenas desfrutar da paisagem enquanto tiras fotografias. Vamos também visitar a Floresta Sagrada de Kaya Kinondo na companhia de um guia local, que pertence à tribo com o mesmo nome e que ao longo do tempo tem estado responsável pela preservação desta floresta. É tempo de aprender sobre plantas medicinais e perceber um pouco mais da relação que as comunidades têm com a natureza, extraindo delas aquilo de que necessitam. Espero que gostes de marisco, afinal de contas estamos no lugar dele.

Antes, depois ou entre as atividades, terás tempo de desfrutar do sol e das águas, à tua vontade.
Estadia: Hotel

Dia 9   Diani beach - Mombasa - Kilifi

Hoje despertamos cedo para ver o nascer do sol e para apanhar um transfer privado desde Diani até Kilifi, também na costa do Quénia mas mais a norte. Pelo meio, fazemos uma paragem na cidade de Mombasa para visitarmos o seu centro histórico, nomeadamente o Forte Jesus e o mercado. Prepara-te para uma explosão de cor e para testemunhares na primeira pessoa a presença muçulmana na região, fruto da herança omanita de outros tempos. Depois de um  almoço com vista mar, seguimos para Kilifi onde à chegada iremos visitar uma aldeia que se dedica à torrefação do caju e onde também poderás provar vinho de côco. Iremos jantar todos juntos, depois do pôr do sol, e com sorte, teremos a oportunidade de testemunhar a olho nu a tão desejada bioluminescência.

Dia 10   Kilifi

Com o pequeno-almoço tomado e a roupa de banho posta no corpo, é tempo de rumarmos a Kuruwitu, um santuário marinho que promete despertar-te os sentidos. A paisagem aqui é imensa, o areal está despido de gente e o verdadeiro espetáculo faz-se debaixo de água. Corais, peixes, animais marinhos de todas as cores e formas dominam o nosso campo de visão, num projeto comunitário que há cerca de 4 anos recupera a biodiversidade aquática da região. No período da tarde, visitamos as falésias de Vuma, uma formação geológica de origem vulcânica de onde podemos observar o temperamento do mar, com as suas enormes ondas a rebentar violentamente contra este maciço rochoso selvagem e áspero, que tem vindo a ser recortado pela erosão.
Estadia: Hotel

Dia 11   Kilifi - Melinde - Lamu

É hora de rumarmos a outras paragens. Começamos por apanhar um transporte desde Kilifi até Malindi (Melinde), onde está localizada uma capela portuguesa e o pilar de homenagem ao navegador Vasco da Gama. Faremos uma paragem na Gede Ruins, reminiscências da ocupação dos portugueses no Quénia, uma cidade misteriosa que entrou em declínio sem que contudo se conheçam os seus motivos. De Malindi iremos voar para o arquipélago de Lamu, junto à fronteira com a Somália. Lamu é Património Mundial da Unesco e parece que parou no tempo. Do aeroporto iremos de táxi barco para Shela onde ficaremos alojados nos próximos dias. Preparem-se para um dos lugares mais bonitos, harmoniosos e calmos do Quénia. Há quem diga que é literalmente o paraíso na terra. Preparem-se que a partir de agora iremos ver burros por todo o lado, é o principal meio de transporte da ilha.
Estadia: Hotel

Dia 12   Lamu

Vale a pena acordar com o sol neste pequeno paraíso. Aproveita o dia desde cedo porque ao fim da manhã, antes do almoço, vamos encontrar-nos para um passeio de barco tradicional onde iremos almoçar peixe acabadinho de pescar. O almoço pode demorar mas enquanto isso estaremos a fazer snorkeling, a dar mergulhos do barco ou simplesmente a descansar ao sol no barco ou numa praia deserta. Vamos fazer figas para no regresso a Shela sermos brindados com um belo pôr do sol.
Estadia: Hotel

Dia 13   Lamu

Pela manhã cedo, antes do sol queimar e ficar um calor abrasador, vamos de barco até Lamu Old Town. Aqui faremos uma visita com um guia local onde teremos a oportunidade de ver as tradicionais portas de madeira trabalhadas e a arquitetura tão peculiar dos edifícios com forte influência árabe.

O resto do dia será livre para que possam aproveitar este segredo tão bem guardado da forma que mais gostarem. Ao jantar iremos partilhar as últimas memórias desta incrível viagem juntos ao sabor da brisa do mar.
Estadia: Hotel

Dia 14   Lamu - Origem

Este é o teu último dia no Quénia. E não podia terminar melhor se não estivesses num dos locais menos conhecido e explorado do país. Aproveita e desfruta de tudo o que mais gostares, uma última vez. Deves marcar o teu voo interno, atempadamente, de Lamu para o aeroporto internacional de Nairobi e de lá, se esse for o teu plano, regressar a casa.

Despeço-me com a vontade de que voltes, para conheceres outras maravilhas deste grandioso e vasto Quénia.

From Kibera With Love

Na Landescape acreditamos no poder transformador da viagem. Sentimos que é parte da nossa missão enquanto líderes, garantir que cada experiência que realizamos deve ter um impacto positivo no planeta e nas comunidades que visitamos, assim como nos viajantes que levamos connosco. Assim, nesta viagem pelo Quénia, 5% do valor pago pela mesma reverte a favor da Associação From Kibera With Love, fundada pela líder Landescape Marta Baeta.

Juntos vamos apoiar a educação destas crianças quenianas e promover as condições para que tenham um futuro mais sorridente.

Reserva aqui a tua viagem


1.980€

Perguntas Frequentes

Como é o roteiro da viagem?

O Quénia é um país na qual podes encontrar uma grande diversidade de paisagens. Do caos da capital Nairobi à intimidade de uma das associações que opera na maior favela de África, Kibera. Da imensidão dos parques naturais ao legado histórico português de Mombaça e Melinde. De florestas sagradas ao dolce far niente das praias de areia branca de Diani Beach e ao segredo mais bem escondido do Quénia, Lamu. Junta-te a nós na descoberta de um país ainda tão pouco explorado ao nível do turismo.

É necessário visto para entrar no Quénia?

É necessário apresentar um visto de turismo para entrar no Quénia. Este tem que ser feito online e tem um custo de 60usd com a duração de um mês.

O passaporte deve ter a validade mínima de 6 meses aquando do pedido de visto (considerando sempre a data de regresso) e tem de ter pelo menos 2 páginas em branco. Serão fornecidas outras informações mais em pormenor no Manual de Viajante que te enviaremos aquando da inscrição.

Como funcionam os transferes de/para o aeroporto?

Os transfers são por conta de cada viajante (à chegada e à partida), sendo que pode ser organizado pela líder um transporte privado, desde que previamente solicitado por e-mail ao Gabinete de Apoio ao Viajante ou diretamente no grupo de WhatsApp que será criado propositadamente para esta viagem. Para além disso, existe a possibilidade de se apanhar um Uber, Bolt ou transportes semelhantes à saída do aeroporto, uma forma mais económica e igualmente segura.

Como são os alojamentos durante a viagem?

Todos os alojamentos, prezam pela localização, higiene, sustentabilidade local e ambiente familiar, que é isso que mais valorizamos na Landescape. Por essa razão, podes encontrar lugares em que terás que te adaptar à realidade local: não se garante ar condicionado em todos os quartos, tendo como alternativa a ventoinha nos locais mais quentes, A rede mosquiteira nem todos os alojamentos têm e às vezes quando têm, podem já não estar nas condições que desejas, pelo que se esta for uma questão sensível para ti, recomendamos que tragas uma de casa. Apesar de todos os alojamentos terem sistema elétrico de água quente, poderão acontecer interrupções de energia ou fornecimento de água, uma realidade presente no Quénia que não te permitirá ter o banho que desejarias.

Nesta viagem as pernoites irão variar entre hotel e guest house, e no Safari o alojamento será em tendas/bungalow privadas que darão o conforto de um quarto. Todos os alojamentos serão em quartos twin ou triplos com casa de banho privativa. A distribuição dos quartos pelos viajantes é feita de forma aleatória no local. Relembramos que as condições de África e da Europa são bastante diferentes, e ao estilo que a Landescape viaja ainda mais podes sentir mais essa diferença, por isso pedimos alguma abertura de adaptação. Tragam o descomplicómetro ligado.

Caso pretendas suplemento de ocupação individual, deves solicitar previamente, sendo que não é garantido que consigamos, pois está dependente do número de inscritos e portanto não pode ser de antemão assegurado devido à lotação dos alojamentos.

Como são os transportes no país?

Vamos experimentar todos os meios de transporte do país. Nas longas viagens, tentaremos ter um transporte privado (van ou pequeno autocarro). O Safari é feito de jeep 4×4. A viagem de Nairobi para Mombasa será feita de comboio, sendo que a linha férrea foi toda renovada em 2017 e por isso com qualidade e modernidade, sendo que surpreendentemente aqui os horários são cumpridos ao segundo. Há bilhetes, lugares marcados, revisor, hospedeiras e serviço de bar. Já o ferry que liga Mombasa a Likoni é uma verdadeira aventura cultural. Pode transportar só pessoas, só carros ou ambos. Vai quase sempre com lotação acima da esgotada. Se tivermos oportunidade iremos experimentar também o tuk tuk africano e quem sabe moto táxi. Em Lamu teremos a experiência do barco táxi e na costa do país iremos velejar nos tradicionais Dhows. Faremos dois voos internos um assegurado pela Landescape e outro, de regresso a Nairobi, à responsabilidade de cada viajante. O Quénia é um país enorme, há muito movimento nas estradas, há muito caos e por vezes podemos achar que conduzem de forma descontrolada e irresponsável. Tudo levará mais tempo do que estamos habituados e tudo será mais intenso do que estamos a planear que seja.

Espero que tenham a oportunidade de ter a real experiência queniana dentro de um matatu, o transporte público mais utilizado pelos quenianos, que consiste numa carrinha de 14 lugares com música a tocar num tom bem alto.

É seguro viajar no Quénia?

Sim, de forma geral, o Quénia é seguro. As pessoas tentam ajudar os viajantes sempre que os mesmos necessitam de informações, apesar de recomendar cautela no transporte de objetos valiosos como o telemóvel ou câmaras fotográficas, sobretudo em zonas de maior densidade populacional e nos transportes públicos como em Nairobi e Mombaça. De noite convém estarmos mais alerta porque as ruas são muito escuras e há pouco movimento, da mesma forma que é de evitar levantar dinheiro dos ATM no período noturno.

É uma viagem cansativa?

O Quénia cansa, sim. É um frenesim constante, razão pela qual se farão alguns intervalos em momentos estratégicos. Emocionalmente poderá ser também uma viagem que provoque algum desgaste. Seremos abordados por muitos adultos e crianças a pedir dinheiro nas ruas. Prepara-te para ouvir: How are you? – constantemente. Há sempre muitas pessoas por todo o lado. As viagens podem ser mais demoradas e, por vezes, mais desconfortáveis do que imaginamos. Na costa, o calor faz-se mesmo sentir o que tornará também esta parte da viagem mais maçadora.

Qual a roupa mais adequada?

No Manual do Viajante que te vamos enviar aquando da inscrição, terás acesso em detalhe a todas as nossas recomendações para a preparação da tua mochila de viagem para o Quénia. Em todo o caso, a preocupação passa por trazeres roupa prática e confortável, que se possa adaptar às quatro estações do ano. Trazer roupa de cor clara é meio caminho andado para, no fim do dia, estar de outra cor, tal é a quantidade de pó por todo o lado. Não é recomendado o uso de vestidos, saia e calções curtos sem ser em ambiente de safari ou praia, bem como o uso de decotes muito pronunciados e transparências. Recomendamos que tragas uma sweatshirt ou casaco mais quente para as viagens, um casaco impermeável que também dará jeito já que a probabilidade de haver dias de chuva é grande em qualquer altura do ano. Para além disso, há coisas que não podes mesmo esquecer: calçado confortável e robusto (sapatilhas ou botas de caminhada), chinelos, roupa de praia e uma toalha ou páreo para a praia (que também podes comprar no país). Convém também teres uma ou duas mudas de roupa para quando formos jantar fora, para te sentires enquadrado. Não se esqueçam que estaremos integrados em muitas comunidades com forte influência muçulmana.

Que comida será servida?

A comida do Quénia é saudável e boa, e os locais comem muito e bem. Prepara-te para um prato cheio nos restaurantes locais. Na comida local encontramos o feijão, as leguminosas, os vegetais e pouco peixe ou carne. O acompanhamento normalmente é chapati (semelhante ao pão indiano), ugali (farinha de milho) ou arroz. A comida típica varia de tribo para tribo. Vamos ter a oportunidade de comer em tascas tradicionais em Nairobi mas também de provar a comida típica swahili na costa do país. Este é também o local ideal para comer muito marisco. A comida local é sempre muito barata. Em Nairobi existem restaurantes de fast food mas também restaurantes com culinária de todo o mundo (mexicano, japonês, italiano, indiano, coreano e muito mais). Os vegetarianos não terão problemas em encontrar opções para se alimentarem.

Esta viagem exige cuidados de saúde especiais?

É recomendável a vacina contra a febre amarela e eventualmente o uso da profilaxia contra a malária, apesar de nem uma nem outra serem obrigatória. É, também, recomendado o agendamento de consulta do viajante. A Landescape tem uma parceria estabelecida com duas médicas formadas em Medicina do Viajante que te podem melhor aconselhar sobre todos os cuidados de saúde necessários e eventuais vacinas de prevenção para viajar no Quénia. Dessa forma, podes agendar uma Consulta do Viajante Online na data e hora que te for mais conveniente com uma delas.

Quanto ao dinheiro para a viagem?

A generalidade dos gastos em viagem está já contemplada na tarifa cobrada pela Landescape, pelo que o valor recomendado vai depender essencialmente de quereres ou não trazer muitas recordações e também de beberes, ou não, álcool que é genericamente caro em todo o lado, especialmente junto à costa.

Outras informações relevantes.

Recomendamos que tragas no máximo 15Kg de bagagem, sendo que a mochila será o melhor para o estilo da viagem, pois como vamos fazer várias deslocações em diferentes meios de transporte será mais prático uma mochila do que um trolley. Referimos a questão do peso (como forma de orientação) porque és tu que carregas a tua bagagem e por isso queremos que esta não seja um fardo pesado para ti e por isso deverás ser prático. Assim como deverás ter consciência de que a logística de otimização do espaço disponível para cada viajante, tem que ser gerida quer nos transportes privados como públicos. Nos transportes públicos tens de garantir que consegues levar a tua bagagem ao teu colo no caso do transporte ir cheio de não existirem mais lugares vazios onde colocar a bagagem. Traz ainda uma mochila mais pequena para o dia a dia, vai dar jeito nas nossas visitas, uma que dê para colocar alguns snacks, água, documentos/dinheiro e o impermeável ou casaco.

seguros-de-viagem-landescape

SEGURO DE VIAGEM LANDESCAPE

Descobre qual o seguro de viagem que melhor se adequa às tuas necessidades.

consulta-do-viajante-landescape

CONSULTA DO VIAJANTE

Agenda já a tua consulta para ficares a par dos cuidados de saúde recomendados e obrigatórios desta viagem.

Queres que entre em contacto contigo?

A nossa equipa irá acompanhar-te e dar-te todo o apoio necessário.

Sobre o Líder


Marta Baeta

Viajar é aprender e renascer a cada partida. Saber mais

Outros destinos que lidera

Testemunhos

Reserva aqui a tua viagem

Este site utiliza cookies, ao continuares estás a permitir a sua utilização. Quero saber mais Ok